Cateto (Pecari tajacu)

Grau de Ameaça: IUCN – LC / RS – EN

Habitat: Estacional Decidual na região noroeste do estado, região que abrange o Parque Estadual do Turvo, e possivelmente no Planalto noroeste do estado, região com formação de Floresta Ombrófila Mista, com exceção de ambientes muito alterados.

Distribuição: Noroeste do estado do Rio Grande do Sul.Distribuição conforme a IUCN.

Hábito de vida: Diurno e noturno. Vivem em pequenos bandos de até 50 indivíduos.

Características gerais: Ocorrem duas espécie nativas de porcos-do-mato no RS: Pecari tajacu e Tayassu pecariDe coloração marrom escuro, com aspecto cinzento devido a presença de pelos brancos e uma faixa de pelos claros, que se estende do peito ao dorso, semelhante a um colar, outra característica é que possuem os dentes caninos modificados como presas que crescem para baixo. Originalmente ocorria em todo o Estado, atualmente apenas no extremo norte do RS. Alimentam-se de frutas, sementes, raízes e insetos e pequenos animais. Frequentam barreiros assim como as antas (Tapirus terrestres ) o fazem, para obter sais minerais. Quando ameaçados, eriçam os pelos e saem em disparada

Palavras-chave: Cateto, Pecari tajacu, Collared Peccary, Báquiro Cinchado, Coche De Monte, Pecarí De Collar, SaínoClasse Mammalia, Ordem Cetartiodactyla, Família Tayassuidae

Referências Bibliográficas

GONÇALVES, L. G. et al. Mamíferos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Pacartes, 2014. 212 p.; il. Color. ISBN 978-85-62689-93-2

GONGORA, J., REYNA-HURTADO, R., BECK, H., TABER, A., ALTRICHTER, M. & KEUROGHLIAN, A. 2011. Pecari tajacu. The IUCN Red List of Threatened Species 2011: e.T41777A10562361. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2011-2.RLTS.T41777A10562361.en. Downloaded on 08 September 2018.

MARQUES, A. A. B. et al. Lista de Referência da Fauna Ameaçada de Extinção no Rio Grande do Sul. Decreto no 41.672, de 11 junho de 2002. Porto Alegre: FZB/MCT–PUCRS/PANGEA, 2002. 52p. (Publicações Avulsas FZB, 11)

RIO GRANDE DO SUL. 2014. Decreto Estadual n° 51.797, de 08 de setembro de 2014. Declara as Espécies da Fauna Silvestre Ameaçadas de Extinção do Rio Grande do Sul. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre

WEBER, M.M.; ROMAN, C.; CÁCERES, N.C. Mamíferos do Rio Grande do Sul. Santa Maria: UFSM, 2013. 556 p.; il. Color. ISBN 978.857391.187-9.

Autor: Filipe Ferreira da Silveira – Revisor: Rhian Vilar – BiMaLab (UFRGS)

Este projeto procurará proporcionar a todos os cidadãos interessados informações de qualidade referentes as espécies da fauna do Rio Grande do Sul.