Guaiquica (Cryptonanus guahybae)

Grau de Ameaça: IUCN – DD

Habitat: Florestas originais, matas de restinga, capões e formações arbustivas de áreas alagadas.

Distribuição: Ocorre exclusivamente no Rio Grande do Sul, desde o noroeste do Estado até o litoral sul. Distribuição conforme a IUCN.

Hábito de vida: Arborícola e Noturnos.

Características gerais: As três espécies de Guaiquicas que ocorrem no RS são muito semelhantes entre si, sendo distinguíveis apenas através de análise crânio-dentária, número e disposição das mamas. Fêmeas sem marsúpio. Pesam de 12 à 50g e medem de 80 a 130mm. Possuem dorso marrom-avermelhadoe ventre pardo. Possui pelos com base cinza (diferenciando-os de Cryptonanus chacoensis) Pelos negros formam uma máscara ao redor dos olhos. Sua cauda preênsil, importantíssima para o hábito arborícola, é  maior que o comprimento da cabeça e do corpo. Em cativeiro, alimentou-se de besouros e gafanhotos. Espécie ainda deficiente em dados de distribuição no Estado.

Palavras-chave: Guaiquica, Cryptonanus guahybae, Classe Mammalia, Ordem Didelphimorphia, Família Didelphidae

Referências Bibliográficas:

ÁVILA, Maurício Cendon do Nascimento. “Distribuição da família Didelphidae (Mammalia, Didelphimorphia) no Rio Grande do Sul, Brasil.” (2012).

CARMIGNOTTO, A.P., COSTA, L.P., BRITO, D. & ASTUA DE MORAES, D. 2016. Cryptonanus guahybae. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T136705A22178114. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2016-2.RLTS.T136705A22178114.en. Downloaded on 01 October 2018.

GONÇALVES, L. G. et al. Mamíferos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Pacartes, 2014. 212 p.; il. Color. ISBN 978-85-62689-93-2.

LIMA, I. P. Mamíferos do Brasil. Londrina, UEL, 437p, 2006.

MARQUES, A. A. B. et al. Lista de Referência da Fauna Ameaçada de Extinção no Rio Grande do Sul. Decreto no 41.672, de 11 junho de 2002. Porto Alegre: FZB/MCT–PUCRS/PANGEA, 2002. 52p. (Publicações Avulsas FZB, 11).

QUINTELA, Fernando M. et al. Notas sobre morfologia, distribuição geográfica, história natural e citogenética de Cryptonanus guahybae (Didelphimorphia: Didelphidae). Mastozoología neotropical, v. 18, n. 2, p. 247-257, 2011.

RIO GRANDE DO SUL. 2014. Decreto Estadual n° 51.797, de 08 de setembro de 2014. Declara as Espécies da Fauna Silvestre Ameaçadas de Extinção do Rio Grande do Sul. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

WEBER, M. de M., C. Roman, and N. C. Cáceres. “Mamíferos do Rio Grande do Sul.” UFSM (2013).
Autor: Filipe Ferreira da Silveira – Revisor: Gisele Bolze – BiMaLab (UFRGS)

Este projeto procurará proporcionar a todos os cidadãos interessados informações de qualidade referentes as espécies da fauna do Rio Grande do Sul.