Anta (Tapirus terrestris )

Grau de Ameaça: IUCN – VU / RS – CR

Habitat: Florestas, próximos da água e banhados

Distribuição: Todo o RS, mas atualmente há registro somente no noroeste do Estado. Mapa de distribuição conforme a IUCN.

Hábito de vida: Solitário e noturno.

Características gerais: É o maior mamífero terrestre do Brasil. Conhecida popularmente como Anta, pode chegar a pesar 300 Kg e 2 metros de comprimento, incluindo uma diminuta cauda de 10 cm. Possui patas curtas, cabeça grande e focinho em forma de tromba móvel, curvada para baixo. Pelagem curta e áspera nos adultos e de coloração cinza escuro, tendo uma pequena crina no dorso do pescoço. Os filhotes nascem com a pelagem mais clara e com listras e pintas brancas. Alimentam-se de plantas terrículas e aquáticas, brotos, cascas de árvore e frutos, realizando o importante papel ecológico de dispersora de sementes. Apesar de diversos Municípios com a palavra “anta” no nome (Rio das Antas, Anta Gorda e etc), atualmente é encontrada apenas no Parque Estadual do Turvo, noroeste do RS.. Geram apenas um filhote por prole e este fica com a mãe até aproximadamente 1 ano. É uma habilidosa nadadora. Uma curiosidade sobre o comportamento deste animal é que ela costuma defecar dentro da água e de preferencia sempre no mesmo ponto. Este local escolhido é denominado latrina e têm relação com demarcação territorial.

Palavras-chave: Anta, Tapirus terrestris, Lowland Tapir, Brazilian Tapir, South American Tapir, Anta Brasileña, Danta, Danta Amazónica, Gran Bestia, Tapir Brasileño, Classe Mammalia, Ordem Perissodactyla, Familia Tapiridae

Referências Bibliográficas:

BARBANTI, J. M. D. 2013 Perissodactyla e Artiodactyla. In: WEBER et al (Ed.) Mamíferos do Rio Grande do Sul. Santa Maria, RS. p. 81-105

GONÇALVES, L. G. et al. Mamíferos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Pacartes, 2014. 212 p.; il. Color. ISBN 978-85-62689-93-2

MARQUES, A. A. B. et al. Lista de Referência da Fauna Ameaçada de Extinção no Rio Grande do Sul. Decreto no 41.672, de 11 junho de 2002. Porto Alegre: FZB/MCT–PUCRS/PANGEA, 2002. 52p. (Publicações Avulsas FZB, 11)

NAVEDA, A., DE THOISY, B., RICHARD-HANSEN, C., TORRES, D.A., SALAS, L., WALLANCE, R., CHALUKIAN, S. & DE BUSTOS, S. 2008. Tapirus terrestris. The IUCN Red List of Threatened Species 2008: e.T21474A9285933. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2008.RLTS.T21474A9285933.en. Downloaded on 17 September 2018.

RIO GRANDE DO SUL. 2014. Decreto Estadual n° 51.797, de 08 de setembro de 2014. Declara as Espécies da Fauna Silvestre Ameaçadas de Extinção do Rio Grande do Sul. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.​

Autor: Filipe Ferreira da Silveira – Revisora: Fernanda Ribeiro da Silva – BiMaLab (UFRGS)

Este projeto procurará proporcionar a todos os cidadãos interessados informações de qualidade referentes as espécies da fauna do Rio Grande do Sul.