Rato-do-arroz (Oligoryzomys nigripes)

Foto: Emanuelle Pasa

Grau de Ameaça: IUCN – LC

Habitat: Matas de restinga arenosas e palustres, matas de araucária entre outros tipos de formação vegetal.

Distribuição: Mata de araucária e restingas. Mapa de distribuição conforme a IUCN.

Hábito de vida: Terrícola e noturno.

Características gerais: Ótimos saltadores e muito ágeis. Possuem patas traseiras grandes e cauda longa, que os auxiliam e o tornam habilidosos escaladores. Sua observação no ambiente natural é difícil, pois ficam escondidos entre os galhos e folhas secas. Conhecidos como camundongos-do-mato-de-patas-pretas, devido ao tamanho reduzido e aparência de camundongo. Sua dieta é constituída por pequenos invertebrados e são um dos mais granívoros dentre os ratos-do-arroz. Um dos menores mamíferos não voadores do Estado, pesando de 18 g à 52 g, mas apresenta corpo um pouco maior que O. flavescens. Podem viver em áreas de plantação e estocagem de arroz, o que lhes confere seu nome popular. Também podem habitar matas de restinga arenosas e palustres, banhados, formações arbustivas, campos e capoeiras. Por serem encontrados em mata de araucária também, correspondem a uma espécie importantíssima para a dispersão de sementes. É a espécie mais abundante em estudos realizados em mata de restinga no Estado.

Palavras-chave: Rato-do-arroz, camundongo-do-mato-de-patas-pretas, Oligoryzomys nigripes, Black-footed Pygmy Rice Rat, Delta Pygmy Rice Rat, classe Mammalia, ordem Rodentia, família Cricetidae

Referências Bibliográficas:

BONVICINO, C., D’ELIA, G. & TETA, P. 2016. Oligoryzomys nigripes. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T15253A22358209. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2016-2.RLTS.T15253A22358209.en. Downloaded on 18 September 2018.

GONÇALVES, L. G. et al. Mamíferos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Pacartes, 2014. 212 p.; il. Color. ISBN 978-85-62689-93-2

MARQUES, A. A. B. et al. Lista de Referência da Fauna Ameaçada de Extinção no Rio Grande do Sul. Decreto no 41.672, de 11 junho de 2002. Porto Alegre: FZB/MCT–PUCRS/PANGEA, 2002. 52p. (Publicações Avulsas FZB, 11)

RIO GRANDE DO SUL. 2014. Decreto Estadual n° 51.797, de 08 de setembro de 2014. Declara as Espécies da Fauna Silvestre Ameaçadas de Extinção do Rio Grande do Sul. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

WEBER, M. de M.; ROMAN, C.; CÁCERES, N. C. Mamíferos do Rio Grande do Sul. UFSM, 2013.

 

Autor: Filipe Ferreira da Silveira – Revisor: Bruno Tubino Noronha – BiMaLab (UFRGS)

.​

Este projeto procurará proporcionar a todos os cidadãos interessados informações de qualidade referentes as espécies da fauna do Rio Grande do Sul.