FCE

Destaques

Egressa do PGDR recebe Prêmio Capes de Tese 2020

Na última quinta-feira, dia 1 de outubro, foi divulgado o resultado do 15º Prêmio Capes de Tese. O trabalho contemplado foi A arca de Noé: diálogos sobre conservação entre ciência e povos indígenas, com autoria de Cristiane Tavares Feijó. A tese, vencida na categoria interdisciplinar, está disponível para leitura clicando aqui.

O estudo foi desenvolvido durante o doutorado de Cristiane no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural, com orientação do professor José Carlos dos Anjos, do Programa de Pós-Graduação e Sociologia, e co-orientação de Irajá Ferreira Antunes. De acordo com a autora, a escolha do tema é fruto de anos de uma parceria entre seus cursos de graduação e pós-graduação e a Empresa Brasileira de Agropecuária (Embrapa).

O trabalho busca abordar as estruturas de conservação das muitas espécies e variedades alimentícias de sementes, realizadas pela Embrapa por meio dos Bancos Ativos de Germoplasma (BAGs), suas atividades científicas e de pesquisa, e a relação com as práticas dos povos indígenas. Sobre seus estudos, a autora ressalta a recepção acolhedora desses povos com os quais trabalhou, e também a relevância das instituições públicas no caminho para o crescimento social e a democratização da ciência, fundamental na batalha contra a fome, a insegurança alimentar, a erosão genética e outros impactos que podem ser vistos no país e no mundo.

“Compreender como de fato são construídas as instituições, por meio das atividades dos profissionais da pesquisa, trouxe à tona a desmitificação dos ambientes, revelando a magnitude do saber-fazer desses profissionais. Além disso, percebeu-se que a democratização da ciência, não é um discurso representativo de apenas um segmento social, mas é sobretudo, um conceito constituído por práticas das manifestações mais diversas, isto é, de lutas históricas pela liberdade – pelo direito de viver”, afirma Cristiane.

Sobre o Prêmio – O Prêmio Capes de Tese, instituído em 2005, é concedido anualmente às melhores teses de doutorado defendidas e aprovadas nos cursos de pós-graduação reconhecidos pelo MEC, selecionadas em cada uma das áreas do conhecimento da Capes, considerando os quesitos originalidade e qualidade.