Institucional

institucional1 A Faculdade de Ciências Econômicas (FCE) tem como objetivo principal oferecer um ensino de graduação e de pós-graduação de qualidade, bem como desenvolver atividades de pesquisa e de extensão em todas as áreas de suas atividades.

A FCE é uma instituição centenária e uma das Unidades mais antigas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Sua origem remonta à antiga Escola de Comércio, criada em 26 de novembro de 1909, como órgão integrante da Faculdade Livre de Direito, onde permaneceu até 1945. A Escola de Comércio oferecia, inicialmente, dois cursos: um Curso Geral, de nível médio, com duração de três anos, e um Curso Superior, com duração de dois anos.

Em 1916, foi declarada instituição de utilidade pública. Em 1934, a Escola de Comércio passa a integrar a Universidade de Porto Alegre e, em 1945, transforma-se em Faculdade de Economia e Administração, ocasião em que também se autonomiza da Faculdade de Direito. A Faculdade de Economia e Administração passou a oferecer os seguintes cursos superiores: Ciências Econômicas, Ciências Administrativas, Ciências Contábeis e Atuariais.

institucional2 Em 1950, com a federalização da então Universidade do Rio Grande do Sul, a Faculdade de Economia e Administração passa a denominar-se Faculdade de Ciências Econômicas – FCE.

Em 1953, foi criado o Instituto de Estudos e Pesquisas Econômicas – IEPE, como órgão auxiliar da Faculdade. O IEPE, além de elaborar o índice de preços ao consumidor da Região Metropolitana de Porto Alegre, promoveu, também, os primeiros cursos de pós-graduação da Faculdade: Mestrado em Economia Rural, Mestrado em Economia Pura e Mestrado em Sociologia Rural, na década de 1960.

Em 1996, com a criação da Escola de Administração, o Curso de Ciências Administrativas passa a ser oferecido pela nova Escola. Em 2004, a FCE cria um novo curso de graduação em Relações Internacionais e, em 2007, mais um novo curso de graduação tecnológico sobre Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural, na modalidade de educação à distância.

Em 26 de novembro de 2009, a Faculdade de Ciências Econômicas comemorou seu centenário. Pela oportunidade, foi editado o livro denominado História Centenária da Faculdade de Ciências Econômicas, organizado pelo professor Gentil Corazza, que traz alguns destaques ao longo desta trajetória de 100 anos de FCE. O livro pode ser consultado neste link.

A Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul fica situada na Av. João Pessoa nº 52, Centro Histórico de Porto Alegre, RS. Para entrar em contato com a Faculdade, utilize o telefone 3308-3132 ou o e-mail fce@ufrgs.br.

Missão da FCE

A FCE pretende formar e qualificar pessoas comprometidas com a excelência e com a ética, desenvolver novos conhecimentos e contribuir para o desenvolvimento da sociedade.

Visão: A imagem do futuro a ser construído

Para realizar esse propósito, a FCE projeta-se no futuro como uma instituição dinâmica, capaz de acompanhar e estimular mudanças nos sistemas econômicos, políticos e socioambientais, no âmbito nacional e internacional, bem como nas esferas do Estado, das organizações públicas e privadas e da sociedade em geral. Isso se realiza na prática a partir da atualização dos seus cursos de graduação e pós-graduação e da manutenção de atividades regulares de pesquisa e de extensão em todas as suas áreas de atuação, visando a se tornar um centro de referência Internacional.

Valores da FCE

1aIntegração da comunidade da FCE: acreditamos que é necessário construir um ambiente que proporcione maior integração e comunicação entre todos – estudantes, técnicos e docentes – entendendo o fortalecimento dessas relações como condição essencial para a eficácia do processo de aprendizagem e para o crescimento profissional;

.

2Desenvolvimento humano e colaboração: buscamos um ambiente de liberdade e de respeito, onde sejam possíveis a proposição e avaliação crítica de novas ideias, onde todos ajudam uns aos outros a alcançar a plenitude de seus potenciais;

.

3Valorização da pluralidade: entendemos que existem diversas abordagens para a compreensão de sistemas econômicos. Aceitamos e defendemos a pluralidade de ideias e métodos, compreendendo que essas diferenças se complementam e estimulam a busca da excelência acadêmica;

.

4Melhoria contínua de processos: compreendemos a importância de a Universidade disponibilizar respostas de forma rápida e eficiente, e, por isso, estamos realizando esforços para melhorar os nossos processos administrativos internos, de modo que os tornemos cada vez mais ágeis e transparentes;

.

5

Sustentabilidade, responsabilidade e transparência: defendemos abordagens que incorporem os princípios da gestão pública responsável, da ética, da sustentabilidade social e ambiental e da transparência. A formação dos nossos alunos e as nossas demais ações são pautadas nesses princípios;

.

6Cooperação institucional: acreditamos que a cooperação com outras entidades, baseada no respeito à diversidade, é capaz de estabelecer parcerias que propiciem benefícios mútuos;

.

7

Democratização do ensino, pesquisa e extensão: defendemos a ampliação do acesso público ao conhecimento, assegurando a qualidade do ensino e das atividades de pesquisa e extensão. .

.

Direção da Faculdade de Ciências Econômicas

 Diretor: Carlos Henrique Vasconcellos Horn

.

.

.

 Vice-Diretor: Maria de Lurdes Furno da Silva

 

.

.

Órgãos Auxiliares

A Faculdade de Ciências Econômicas conta com dois órgãos auxiliares no apoio a Direção, o Centro de Estudos e Pesquisas Econômicas (IEPE) e o Centro Interdisciplinar Sociedade, Ambiente e Desenvolvimento (CISADE).

O IEPE iniciou suas atividades em agosto de 1953. Desde de então, desenvolve atividades voltadas à pesquisa teórica em economia e áreas afins; analisa questões-problema socioeconômicas; estimula convênios entre as demais unidades acadêmicas da UFRGS e outras entidades (públicas e privadas). O centro de estudos também busca promover intercâmbios culturais junto a outras instituições nacionais e estrangeiras, além de estimular cursos e atividades de pós-graduação.

Criado em julho de 2015, o CISADE busca estudar e analisar temas ligados à sociedade, ao ambiente e aos dilemas relacionados ao crescimento e desenvolvimento econômico. Um dos objetivos do centro é tornar clara a interdisciplinaridade que envolve o reflexo dos processos de transformações econômicas e sociais nas questões ambientais. Também o CISADE busca unificar as ações de ensino, pesquisa e extensão, superando as limitações estruturais entre os três.

Para maiores informações sobre os órgãos auxiliares da FCE, visite os sites do IEPE e do CISADE.

Regimento Interno

O Regimento Interno dispõe sobre as normas que regem a estrutura e as atividades realizadas na Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em consonância com o Estatuto e o Regimento Geral da Universidade.

Regimento Interno aprovado pelo Conselho da Unidade, em sessão de 25 de agosto de 2011, e pelo Conselho Universitário, em sessão de 23 de setembro de 2011 (Decisão nº 472/2011).

Acesse o Regimento Interno da FCE

Regimento-Interno-FCEAcesse também o Estatuto e Regimento Interno da UFRGS com alterações de 2015.