Folhetim entrevista Lívia Araújo

No Folhetim desta semana conversamos com a escritora e jornalista Lívia Araújo, que está lançando o seu primeiro livro Dreamlog, saindo pela Diadorim Editora. Na ocasião ela comenta como esse apanhado de relatos oníricos se tornaram boa e divertida literatura, e o que cada grande referência pode falar sobre sua vida.

Ouça a entrevista na integra:

Folhetim entrevista Priscila Pasko

No Folhetim desta semana recebemos a jornalista e escritora Priscila Pasko, do blog Veredas. Ela vem ao nosso programa falar da relação dela com a literatura e de como o seu aprofundamento nas questões relativas a literatura produzida por mulheres contribuiu para que ela viesse publicar pela primeira vez um conto, no livro Novas contistas da literatura brasileira, da Editora Zouk. Ela também comenta sobre a pesquisa que ela conduz tentando entender os livros de mulheres difundidos nas escolas.

Ouça o programa na integra:

Novas Contistas da Literatura Brasileira, da Editora Zouk
Novas Contistas da Literatura Brasileira, da Editora Zouk

O Folhetim tem produção e apresentação de Pedro Palaoro

Folhetim entrevista Luciana Brandão

No programa Folhetim desta semana recebemos a escritora Luciana Brandão, Ela vem ao nosso programa falar do seu novo livro “das coisas que escrevi nas margens do livro que você me deu” saindo pela Nomos – Editora e Produtora Independente. Na ocasião, ela comenta como foi compor esse trabalho em uma edição com texto que flui entre poesia e prosa, completa por inúmeras ilustrações.

Confira a programa na integra:

Resenha: “As horas não importam mais”, de Kelli Pedroso

As Horas Não Importam Mais, Kelli Pedroso

Hoje, no blog do Folhetim, começamos a publicação de resenhas críticas de alguns dos livros que passam por nós aqui na Rádio da Universidade. Nessa ocasião, o livro passou pelo nosso programa no ano passado, e em outras oportunidades também já foi citado na nossa programação.


Uma pequena grande leitura

“As horas não importam mais”, obra de Kelli Pedroso, é um romance especial. Ele vêm com características próprias. É sintético, mas ao mesmo tempo não é simplório, o que o torna intenso em detalhes.

Em uma história de atos repentinos e incisivos, a protagonista se mostra em uma trama tão simples quanto catártica. Apesar do texto exíguo, a narrativa não deixa a desejar em nada quanto a tensão necessária ao abordar os temas ali tratados, como a violência doméstica e desamparo emocional.

Ao percorrer o interior do Rio Grande do Sul, a personagem coloca em perspectiva suas memórias e medos ao longo de uma BR-290 típica, trazendo a tona situações encadeadas e igualmente complexas de uma mulher em busca de respostas. Em uma cenário de passagem, onde ninguém prestaria maior atenção ás pessoas do que a paisagem, a personagem se envereda na tentativa quase mecânica de impedir que outros sofram como ela.

A autora mantêm sob a sobra do texto situações impronunciáveis, mas que ficam sob a luz da poesia. Os temas grandiosos que recheiam as páginas compõe com as paisagens abertas um ambiente disponível para reflexão da personagem pelos kilometros tragados no trajeto.

Com 11 capítulos de uma edição bem preparada, o romance de estreia da autora cumpre o papel que se propõe. É pequeno em tamanho, mas é uma grande leitura.

As Horas Não Importam Mais
Ano: 2017 / Páginas: 72
Editora: Pergamus

Pedro Palaoro

Folhetim – Instituto Maria Dinorah e promoção da literatura

Instituto Maria Dinorah - IMADIN

No programa Folhetim de hoje recebemos as escritoras e doutoras em Teoria da Literatura Patrícia Pitta e Isadora Dutra. Na conversa elas falam um pouco sobre os eventos que vem promovendo, falando principalmente de conto contemporâneo e sobre o incentivo a leitura em casa. Ambas fazem parte do Instituto Maria Dinorah de promoção da literatura.

Ouça o programa na integra: