Projetos de pesquisa em andamento

Pobreza, Performance e Educação

Coordenador: Gilberto Icle – ORCIDCV LATTES

Resumo do projeto

Este projeto tem por objetivo produzir conhecimento sobre as relações entre pobreza e performance, assim como analisar o impacto que as performances (artísticas, culturais, sociais etc.) têm na vida das pessoas pobres, procurando subsidiar novas políticas de combate à pobreza. Trabalha-se com a perspectiva dos Estudos da Performance, dos Estudos da Presença e da Etnocenologia para a manutenção de uma rede de pesquisadores, envolvendo dezoito instituições universitárias e de pesquisa em seis países (Angola, Argentina, Brasil, França, Moçambique e Portugal). A rede é composta de grupos de pesquisa das instituições e países a seguir. Do Brasil: Universidade Federal de Santa Maria; Universidade Estadual de Campinas; Universidade Federal do Acre; Universidade Federal de Sergipe; Universidade de Brasília; Universidade Federal de Pelotas; Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Da França: Maison de Sciences de l’Homme Paris Nord; Université de Nantes; Université Paris Nanterre; Université Lille 3; Université de Rennes. Da Argentina: Universidade Nacional del Centro de la Provincia de Buenos Aires. De Portugal:  Universidade do Minho. De Angola: Instituto Superior de Ciências da Comunicação. De Moçambique: Instituto Superior de Artes e Cultura. O trabalho se propõe a uma análise transversal coletiva dos dados produzidos a partir de diferentes métodos de produção de dados. A metodologia possui cinco diferentes protocolos metodológicos: 1) análise documental e videográfica; 2) entrevistas; 3) observação participante; 4) trabalho de campo; 5) experimentações artístico-pedagógicas. Os grupos aderem a esses protocolos formados coletivamente pela rede e produzem dados em seus respectivos contextos. O processo de análise dos dados produzidos é cruzado e comparativo, a partir do trabalho coletivo de dois ou mais grupos. Essa metodologia visa a construção compartilhada de conhecimentos aplicáveis ao campo em estudo. Os resultados esperados devem ser publicados em diversos artigos e livros em acesso aberto. Eles incluem metodologias a serem aplicadas na Educação Básica, políticas curriculares de formação para o Ensino Superior e formação de profissionais com altas capacidades em nível de graduação, mestrado e doutorado. O trabalho se enquadra na produção de conhecimento para a qualidade de vida, visto produzir não apenas ciência básica, na construção de teorias descritivo-analíticas sobre as relações entre Performance e Pobreza, mas, mais do que isso, criando diagnósticos e soluções multiplicativas para os contextos nos quais pessoas em situação de pobreza se envolvem com atividades de performance. Este projeto vislumbra impactos em diferentes temáticas, na medida em que os grupos trabalham de forma interseccional, discutindo a interface entre pobreza e performance com gênero, classe, subalternidade, raça, sexualidade, imigração, educação, estética, políticas, processos de criação etc. Além disso, prevê a divulgação de abordagens, metodologias e métodos de intervenção em situações de pobreza nas quais performances estejam envolvidas. 

As práticas cênicas na intersecção com questões étnico-raciais e de gênero como potência de criação e pesquisa

Coordenadora: Celina Nunes de Alcântara ORCIDCV LATTES

Resumo do projeto

Este projeto de pesquisa propõe experimentações prático/teóricos desde o campo das artes cênicas e intenta a relação entre práticas cênicas e a relação com as questões étnico raciais e de gênero. A prática de pesquisa terá lugar no Departamento de Arte Dramática/IA/ UFRGS e visa ao registro e análise das práticas com alunos de Graduação em Teatro e Pós-graduação em Artes Cênicas a partir das discussões e pesquisas de alguns desses alunos graduandos e pós-graduandos reunidos em torno do grupo de pesquisa GINGA – Grupo Interseccional de Pesquisas em Negritude, Gênero e Artes/CNPq. Para balizar a prática da pesquisa, bem como as discussões e análises, serão tomados como princípios para o trabalho as seguintes premissas: a incidência do trabalho sobre as práticas performáticas como modos diversos de experimentar a cena, a atuação e a performance em conjunto com questões que possibilitem pensar as temáticas das relações étnico raciais e de gênero, considerando a emergência desses temas e a necessidade da ampliação de referenciais teórico-metodológicos desde essas perspectivas na relação com as artes cênicas.  Com esse estudo, vislumbra-se também discutir algumas questões pontuais, constituintes e transversais ao campo das relações étnico-raciais e de gênero, a partir de textos relativos: à negritude, à ancestralidade, ao racismo, às identidades, ao patriarcado, ao decolonial, aos feminismos, às ações afirmativas, à arte negra, à cena negra, entre outros, e entretece-los com a cena contemporânea.

Formação de professores/as de/em teatro: escambos entre Brasil e Itália

Coordenadora: Taís Ferreira ORCIDCV LATTES

Resumo do projeto

Este projeto de pesquisa, sobre a formação de professores “em” e “de” teatro em diferentes contextos (Brasil e Itália), tem caráter propositivo-metodológico, além de analítico-documental.  Busca, assim, traçar possibilidades para a formação continuada e inicial de professoras e pedagogas nas artes da cena.

O projeto nasce a partir dos três anos (2014-2017) de experiência da pesquisadora na Università di Bologna (Itália), tendo iniciado e se desenvolvido como investigação junto à UFPel (instituição anterior da pesquisadora, código COCEPE 7889, anos 2017 a 2019) e tendo continuidade e ampliação na UFRGS, IFES a qual a pesquisadora está vinculada (setembro de 2019 até o presente momento, PROPESQ – UFRGS, código 38036). Assim, caracteriza-se como uma pesquisa binacional (com vistas à internacionalização e cooperação institucional internacional) que vem sendo desenvolvida, ampliada (principalmente naquilo que concerne às relações com o ensino e a extensão) e ressignificada desde 2014, tendo gerado já resultados como participação em eventos e publicação de artigos em periódicos acadêmicos reconhecidos. Está associada metodologicamente ao Projeto Hanna, projeto de extensão universitária (PROREXT – UFRGS, código 41721) que produz conteúdos para crianças, famílias e professoras dos anos iniciais do ensino fundamental e educação infantil e material de formação continuada para pedagogas. Ambos projetos já contaram com duas bolsistas de IC (UFPel) e três de extensão (UFRGS), com a colaboração de entes externos italianos e do prof. Márcio Paim Mariot (IFSul).

Narrativas em Dança: histórias, discursos e processos do fazer

Coordenadora: Flavia Pilla do Valle ORCIDCV LATTES

Resumo do projeto

A pesquisa busca criar narrativas de dança sobre os acontecimentos da cena da dança com ênfase no Rio Grande do Sul, contando suas histórias, seus modos de pensar e ser, assim como seus modos de fazer dança. Como objetivos específicos pretende: contribuir para o acervo histórico-cultural, ao produzir registros e ao traçar considerações; atentar para as enunciações de participantes da comunidade de dança e áreas afins para discutir os discursos circundantes, tramando o saber com suas relações de poder e constituição de si; trazer aspectos sobre os modos de fazer dança, como os processos de criação ou processos pedagógicos, registrando questões relevantes dos participantes da comunidade da dança investigada. Alguns questionamentos envolvem: que aspectos sobre a história da dança emergem na investigação da história de vida de uma personalidade ou grupo de dança? Como se dá o processo de fazer dança nos grupos, companhias e artistas? Que enunciações e possíveis enunciados emergem e se tornam visíveis na trama dos discursos de dança? A metodologia propõe o exercício de problematização, visando tensionar o que se pensa e o que é dito. Questionar (e questionar-se) os múltiplos modos de ver e reconhecer essa pluralidade. Como resultado se produz narrativas, principalmente por meio da escrita, sobre aspectos sociais, culturais e históricos da dança.

Pedagogia Performativa: por uma poética da coexistência

Coordenador: Marcelo de Andrade Pereira ORCIDCV LATTES

Resumo do projeto

O projeto de pesquisa intitulado Pedagogia performativa: por uma poética da coexistência constitui-se como a quarta e independente fase de um projeto investigativo interdisciplinar sobre as relações entre a performance e a educação, cujo início remonta ao ano de 2009. O principal objetivo do projeto de investigação é o de constituir um corpus teórico que possa refletir sobre as formas de materialização da diferença, de presentificação da alteridade. Semelhante ao modo como as pesquisas anteriores foram realizadas, essa se assenta igualmente sobre pressupostos críticos, de modo a operar com um cipoal de conceitos afins, em vista de desenvolver estratégias que facilitem a problematização e/ou mesmo a recuperação, no âmbito educacional e desde a perspectiva da pedagogia performativa, do laço que une os sujeitos uns aos outros e os orienta a um mesmo fim, uma vida ética em comum.