Comércio Justo no Teste da Anpad Edição de junho/2010

O Comércio Justo está aumentando sua abragência em todo o mundo. Em algumas regiões
da Europa e Estados Unidos, o conceito está consolidado e segue se desenvolvendo cada vez mais. No Brasil, também existe uma forte tendência de ampliação do movimento. Uma prova disso foi o teste da Anpad, edição de Junho de 2010. O Comércio Justo (Fair Trade), foi o tema da prova de Inglês: todas as 20 questões do teste eram baseadas em textos sobre o Fair Trade.

O Comércio Justo é uma alternativa ao comércio tradicional, ainda dentro das doutrinas do
capitalismo. No Comércio Justo, os produtores são mais valorizados e devem disponibilizar
produtos que respeitem o meio ambiente. Por sua vez, os consumidores devem valorizar
esses produtos e saber do seu poder de escolha. Ou seja, na hora da compra, através dos
produtos e das empresas que escolhe transacionar, o consumidor pode influenciar atitudes
éticas e socioambientalmente responsáveis. Além disso, no Comércio Justo, produtores e
consumidores estão mais próximos pois há a redução (ou eliminação) de intermediários do
processo.

No PPGA/EA/UFRGS, a aluna Marilia Bonzanini Bossle teve como tema de sua dissertação
de Mestrado o Comércio Justo, sob orientação do Prof. Dr. Luís Felipe Nascimento. O estudo analisou a cadeia do algodão ecológico e outras instituições que trabalham com Comércio Justo em Porto Alegre e São Paulo.