LGBTfobia: Falta de legislação é empecilho para políticas públicas, defende ativista trans; assista

Para marcar a passagem do Dia Internacional de Combate à LGBTfobia, Humanista recebe a ativista trans Luíza Eduarda dos Santos para uma conversa sobre a realidade de pessoas LGBT’s no Brasil.

#EntrevistaHumanista

Direitos humanos são inegociáveis. A afirmação incisiva é da jornalista trans Luíza Eduarda dos Santos (foto), convidada do #ConversaHumanista na edição que marca a passagem do Dia Internacional de Combate à LGBTfobia – 17 de maio. Em meio à tensão que vive a comunidade LGBT com a ascensão do pensamento conservador e aos números assustadores de mortes de pessoas lésbicas, gays, bissexuais e travestis, transgêneros e transexuais (já são 141 em 2019), a repórter Ana Parise recebe a ativista na redação do portal para entender as razões pelas quais o preconceito ainda é majoritário.

A conversa aborda a falta de uma legislação específica que tipifique o crime de LGBTfobia – o STF (Supremo Tribunal Federal) deve pautar o tema na próxima quinta-feira, dia 23; o discurso de ódio contra a população LGBT que se espalhou pelas redes sociais digitais nos últimos meses; o contexto político atual na comparação com medidas adotadas por governos anteriores; a visibilidade LGBT em detrimento da vulnerabilidade implicada pela maior exposição da causa; e a importância da retificação do nome no dia a dia de pessoas trans. Assista!


Luíza Eduarda dos Santos participa de grupos organizados de defesa dos direitos de pessoas LGBT’s e acompanha a comissão especial da Assembleia Legislativa do RS criada para investigar a violência de motivação LGBTfóbica no Estado. Ela mantém o blog A arte de ser Luíza, no qual compartilha experiências do seu cotidiano. A produção do vídeo conta também com a participação da repórter Giulia Secco e dos editores Vinicius Dutra e Luciana Forgiarini.


FOTO: arquivo pessoal/Luíza Eduarda dos Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *