Um dia na vida de uma mulher

Narrativa produzida por alunos da disciplina Sistemas de Produção Multimídia proporciona ao usuário a experiência do assédio enfrentado diariamente por milhares de mulheres.

#NarrativaHumanista

Clique sobre o botão “play” para interagir com o conteúdo

Ao abordar a questão do assédio e de que o comportamento de uma vítima não deveria dar margem a esse tipo de violência, a narrativa acompanha a rotina de uma mulher comum. A personagem, antes de sair de casa e ir para o trabalho, precisa tomar uma decisão: escolher suas roupas e o meio de transporte que vai usar para chegar ao emprego. No caminho, a personagem passa por uma situação de assédio – seja verbal ou físico. Ao chegar no emprego, encontra com algumas colegas e lá́ deve decidir se irá ou não a uma festa à noite. Mas, a escolha dela depende do assédio sofrido anteriormente, o que se repete na narrativa. Nesta narrativa interativa, a escolha das características identitárias da personagem é feita pelo usuário, pois, segundo as desenvolvedoras, “é importante, que todos se sintam parte do acontecimento independente da origem da personagem”. O objetivo, portanto, é contestar a cultura de culpabilização das vítimas de assédio.

FICHA DE TÉCNICA

Gestão de projeto: Giovana Maroski e Andressa Mendes

Direção e redação de narrativa: Eduarda Stefenon e Rochane Carvalho

Design visual/sonoro: Giovana Maroski, Luiza Pacheco e Eduarda Stefenon

Design de UX (experiência do usuário): Andressa Mendes e Rochane Carvalho

Programação: Luiza Pacheco

Mais #NarrativaHumanista

Lar

Permita-se

É fake ou é news?


 

Da concepção à publicação

Os trabalhos foram produzidos por alunos dos cursos de Design Visual, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Jornalismo utilizando a ferramenta open-source Twinesob a orientação da professora Ana Gruszynski e da estagiária de docência Mariana Amaro, pesquisadora de doutorado do PPGCOM/UFRGS.

Enfatizando o caráter multidisciplinar da disciplina Sistemas de Produção Multimídia, os alunos foram motivados a trabalhar em grupos heterogêneos – com pelo menos dois integrantes de áreas diferentes e, também, para que cada um pudesse explorar suas habilidades particulares: texto, imagem ou gestão. Na sala de aula, o desenvolvimento das narrativas foi realizado por etapas, passando pelo briefing; elaboração de fluxograma e roteiro original; criação de imagem e de identidade visual autoral; produção e seleção sonora; implementação no Twine, e apresentação do produto.

A disciplina é tradicionalmente ministrada na Fabico/UFRGS pela professora Suely Fragoso, que ao longo do primeiro semestre de 2019 esteve afastada para a realização de estágio de pós-doutorado na Polônia.


 

FOTO DE CAPA: reprodução/Twine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *