Sextante aborda desigualdade e diversidade na 54ª edição; leia as reportagens

Revista lançada nesta segunda-feira é produzida por estudantes de jornalismo da Fabico/UFRGS, com versão digital no Humanista; parceria chega à terceira edição.

#RedaçãoHumanista

“Todas as formas de opressão estão conectadas”. Essa foi a tônica do lançamento da 54ª edição da Revista Sextante, produzida pelos alunos da disciplina Jornalismo Impresso da Fabico/UFRGS, sob a orientação da professora  Thais Furtado. Ocorrido nesta segunda-feira, dia 16, o evento contou com a presença de quatro palestrantes convidados: Iarema Soares, repórter em GaúchaZH, apresentadora do podcast Coisa de Preto e integrante do coletivo AFRO, do Grupo RBS; Lorenzo Lopes Soares, professor de teatro e performista Drag Queen; Marco Weissheimer, repórter especial do jornal Sul21; Larisse Moraes, professora da EMEF Saint’Hilaire e coordenadora do projeto “Afroativos – Solte o Cabelo, Prenda o Preconceito”. Na abertura, os alunos e alunas da escola Saint’Hilaire declamaram poemas para o público.

Esta é a terceira edição da parceria entre a Sextante e o Humanista. Repórteres que compõem as duas redações ampliam as versões impressas das reportagens, incluindo recursos multimídia, e todas as reportagens são publicadas também no portal.


Por Comissão Editorial da Sextante 54

O Brasil, com toda sua extensão e sua gente, sempre montou um cenário de grandes diferenças, que vêm acom-panhadas das desigualdades. Das fazendas aos quilombos. Das coberturas dos condomínios aos viadutos. Dos negros aos brancos. Dos gordos aos magros. Aqui é onde se vê de tudo; onde a pele, o dinheiro, o corpo e o gênero são motivos de orgulho, mas também de preconceito. É com base nessa realidade que a edição 54 da Sextante mostra as diferenças que encantam e as desigualdades que indignam a nossa vasta sociedade.

Essa indignação não poderia deixar de ser representada, uma vez que o Brasil atinge nível recorde de pessoas em situação de miséria. De acordo com o IBGE, em 2018, 13,5 milhões de brasileiros se sustentavam com R$145 por mês. A desigualdade entre rendas também aumentou no período, refletindo o abismo entre ricos e pobres, aumentando as diferenças. Estamos no país onde 1% da população mais rica tem rendimento mensal quase 34 vezes maior que da metade mais pobre.

Os números da realidade nua e crua nos fizeram refletir sobre a desigualdade como uma das temáticas de nossas reportagens. A outra aqui presente, a diversidade, veio como forma de demonstrar a maneira que resistimos e encontramos espaços mesmo com índices desmotivadores. E as cores da diversidade quase foram apagadas neste semestre. A colorida revista que hoje está em suas mãos precisou ser planejada inicialmente em preto e branco por conta dos contingen-ciamentos e cortes de verbas que atingem as universidades públicas. Reconquistamos as cores, mas ainda esperamos mais investimentos para avançarmos. A partir dessa perspectiva é que abordamos também a visão de um mundo de quem não tem a concepção de cor que temos.

As 18 reportagens apresentadas ao longo da edição contam histórias que estão por todo o lado na vida em sociedade. São diversos enredos e distintos personagens. Conhecê-los nunca foi tão necessário.

Leia!

SEXTANTE 54 | Diferentes pratos, novas descobertas

SEXTANTE 54 | Transformando vidas

SEXTANTE 54 | Desigual arte

SEXTANTE 54 | Um mundo preto e branco

SEXTANTE 54 | Respeito, saúde e amor

SEXTANTE 54 | Diferentes, mas iguais

SEXTANTE 54 | Olhares e palavras que afetam

SEXTANTE 54 | O peso da discriminação

SEXTANTE 54 | Um lugar para chamar de lar

SEXTANTE 54 | Charmosos e acabadas

SEXTANTE 54 | Estádio de futebol é lugar de mulher

SEXTANTE 54 | Identidade Drag

SEXTANTE 54 | Cromossomo 21

SEXTANTE 54 | Nos bastidores do prazer

SEXTANTE 54 | Entre pais e filhos

SEXTANTE 54 | Sementes de passado e de futuro

SEXTANTE 54 | Para Inglês Ver


FOTO  DE CAPA: reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *