Recital do Trio das Nações acontece no IA/UFRGS no dia 25/5, sexta, às 19h. No programa, obras de Beethoven, Brahms, Francisca Aquino e Libby Larsen. Entrada franca.



Evento: Recital com o Trio das Nações
Coordenação: professora Cristina Capparelli
Data e horário: 25 de maio, sexta, às 19h
Local: Auditorium Tasso Corrêa do IA/UFRGS (Rua Senhor dos Passos, 248, primeiro andar — Centro Histórico, Porto Alegre)
Ingresso: entrada franca

Fotos: Trish Schumacher

No dia 25 de maio, sexta, às 19h, acontece no Instituto de Artes o recital do Trio das Nações. Formado pela pianista Theresa Bogard (EUA), pela violista Glêsse Collet (Brasil) e pela violoncelista Barbara Thiem (EUA), o trio interpreta no recital as seguintes peças: Trio, Op. 11, de Beethoven, Nina, de Francisca Aquino, Juba, de Libby Larsen e Trio para viola, violoncelo e piano, Op. 114, de Brahms.

Theresa Bogard é uma artista que atua nas áreas de prática de performance histórica, música contemporânea, música de câmara e música de mulheres compositoras. A pianista apresentou-se como solista e em grupos de música de câmara em várias cidades dos Estados Unidos, México, Nova Zelândia, Austrália, Áustria, Bolívia, Coréia, Indonésia, China e Brasil. Theresa Bogard lançou em 1999 um CD dedicado às obras da compositora norte-americana Louise Talma (1906-1996). Como pianista colaboradora, ela pode ser ouvida em gravações com o saxofonista Scott Turpen e com o grupo de música de câmara Red Cedar Chamber Music. Em junho de 2000, ela foi uma das dez juízas internacionais do Concurso Internacional de Piano do Primeiro Governador em Saratov, na Rússia.

Nascida no Rio de Janeiro, a violista Glêsse Collet venceu em 1983 o concurso para a posição de Chefe de Naipe de Violas da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro em Brasília, onde permaneceu por 5 anos. Foi solista sob a regência dos Maestros Cláudio Santoro, Oswaldo Colarusso, Piero Bastianelli, Elena Herrera e Cláudio Cohen. Como membro do Quarteto de Brasília, viajou pelo Brasil e por diversos países. Tocou para importantes figuras públicas, incluindo o Presidente do Brasil, Portugal, Alemanha e dos Estados Unidos, o Príncipe e a Princesa de Wales e do Japão. Com o CD intitulado “Quarteto de Brasília” recebeu o prêmio SHARP em 1993 como “o melhor CD de música clássica do ano”. Em 1995 o Grupo recebeu o prêmio “OK de Música” em Brasília. Em 2001, a Medalha do Mérito Cultural, e em 2004, o 9o Prêmio Carlos Gomes como melhor grupo de Música de Câmara. Collet também gravou um CD completamente dedicado ao repertório brasileiro de música, para viola solo e viola e piano. Em 2008, participou de uma turnê de 40 dias pelos Estados Unidos acompanhando o saxofonista Brandford Marsalis com o grupo “Marsalis/Brasilianos”, como primeira viola.

Barbara Thiem é violoncelista aclamada internacionalmente que combina o ensino de violoncelo e música de câmara com sua programação ativa de apresentações solo, de concertos e música de câmara na Europa e nos Estados Unidos. Ela é membro fundador do Mendelssohn Trio, com o qual se apresenta regularmente nos Estados Unidos, Alemanha, Áustria e Suíça. A prolífica agenda de apresentações de Barbara Thiem inclui de vinte a trinta concertos por ano em toda a Europa, nos EUA, no Canadá e na América do Sul. Além dos muitos recitais e concertos, Thiem gravou para estações de rádio e produziu vários CDs, entre eles as Seis Suites de Bach para Violoncelo solo, Obras Completas para Violoncelo e Piano de Felix Draeseke com o pianista Wolfgang Mueller-Steinbach, Obras para Violoncelo e Órgão com o organista Robert Cavarra e Duetos de Violoncelo e Contrabaixo com Gary Karr. Ela traduziu o livro “Cello Technique”, de Gerhard Mantel, publicado pela Indiana University Press. Vários artigos seus sobre bons hábitos de postura e prática do instrumento foram publicados no American String Teacher Association Journal.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *