Aula aberta “O eixo Sul experimental: arte e contracultura em Curitiba e Porto Alegre, anos 1970”, com Luise Malmaceda, acontece no IA/UFRGS no dia 17/8, às 14h30. Entrada franca.



Evento: aula aberta “O eixo Sul experimental: arte e contracultura em Curitiba e Porto Alegre, anos 1970”, com Luise Malmaceda
Promoção: Grupo de Pesquisa “Arte e Política/s: Modos de ver, expor e narrar”
Coordenação: Ana Albani de Carvalho
Data e horário: 17 de agosto, sexta, das 14h30 às 17h30
Local: Sala 602 do IA/UFRGS (Rua Senhor dos Passos, 248, sexto andar — Centro Histórico, Porto Alegre)
Ingresso: entrada franca

Na sexta-feira, 17 de agosto, acontece no Instituto de Artes da UFRGS a aula aberta “O eixo Sul experimental: arte e contracultura em Curitiba e Porto Alegre, anos 1970”. Ministrada pela pesquisadora e curadora Luise Malmaceda, a aula abordará as especificidades sociopolíticas e culturais que condicionaram a renovação discursiva dos cenários artísticos do Sul do país na década de 1970. Malmaceda discutirá as redes de artistas, intelectuais e eventos responsáveis, naquela década, por introduzir debates e linguagens da arte contemporânea nas capitais de Curitiba e Porto Alegre. Serão privilegiadas ações coletivas e experimentais que romperam com as tradições e discursos regionalistas e expandiram as fronteiras estatais, concebidas por agentes envolvidos com o pensamento contracultural em voga a partir do final dos anos 1960.

Luise Malmaceda é pesquisadora e curadora no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. Mestre em Estética e História da Arte pela Universidade de São Paulo e especialista em História da Arte pela Fundação Armando Alvares Penteado, seus estudos são voltados aos conceitualismos na arte brasileira da década 1970 e às problemáticas de institucionalização das práticas experimentais emergentes nesse período, em especial os filmes e vídeos de artista.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *