Projetos de Pesquisa nos quais estamos envolvidos:

REDE DE INTERAÇÕES 

Rede de interação em sistemas galhador-planta: conhecimento ecológico e aplicabilidade

Descrição: Este projeto visa contribuir para o conhecimento sobre redes de interações ecológicas, com foco nas interações hospedeiro-específicas entre insetos galhadores e suas plantas hospedeiras, temas ainda pouco estudados no Brasil. Para esse fim, serão investigadas redes de interações associadas a sistemas galhador-planta compostos por espécies encontradas na porção subtropical da Mata Atlântica brasileira.

Situação: Em andamento; 

Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

 

SISBIOTA

Diversidade de artrópodes dos campos e dos ecótonos campo-floresta no sul do Brasil: bases ecológicas para sua conservação e uso sustentável (MCT/CNPq/MEC/CAPES/FNDCT)

Descrição: Esta Rede de Pesquisa objetiva em linhas gerais (1) a identificação de padrões taxonômicos, funcionais e filogenéticos de organização de espécies de artrópodes em comunidades biológicas características dos campos sulinos e ecossistemas florestais associados, (2) a identificação de fatores de clima, solo, relevo e de uso da terra associados a esses padrões em diferentes escalas de observação, (3) a predição dos efeitos de mudanças no uso da terra, manejo pastoril e dinâmica climática sobre esses padrões e sobre os processos ecossistêmicos e serviços ambientais relacionados.

Situação: Em andamento;

Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Auxílio financeiro.

 

REDELEP

Pesquisa e Conservação em Lepidoptera Mata Atlântica Sul e Pampa

Descrição: O objetivo é a ampliação do conhecimento da biodiversidade da lepidopterofauna da região sul do Brasil, incluindo os dados obtidos através das expedições de campo às informações já acumuladas ao longo dos anos pelo Programa Borboletas do Rio Grande do Sul . Pretende-se as principais variáveis determinantes do padrão de distribuição do táxon investigado e a capacidade preditiva do mesmo em relação à perda de hábitat e mudanças climáticas. Esse objetivo será alcançado a partir de uma série de subprodutos que serão gerados ao longo do desenvolvimento do projeto, visando cumprir as seguintes metas: (i) Registro das possíveis espécies ameaçadas de extinção e de outras com dados insuficientes para a região sul do Brasil, especialmente no Bioma Pampa; (ii) Ratificar o potencial do táxon como indicador de qualidade ambiental identificando as espécies ou os grupos de espécies mais indicados para evidenciar problemas relacionados à fragmentação, redução e perda de habitat, contribuindo para o conhecimento e a conservação da fauna do Estado e seus ambientes naturais; (iii) Avaliar o impacto da silvicultura no bioma Pampa através de registro e análise de diversidade, abundância e composição da fauna de borboletas comparando esta em áreas preservadas de Pampa com a de áreas alteradas pela monocultura de Eucalipto; (iv) Aperfeiçoamento de metodologias de análise da biodiversidade através dos estudos com o grupo em integração nos vários biomas em escala nacional; (v) Consolidação e fortalecimento da Rede de Nacional de Pesquisa e Conservação em Lepidoptera e dos Programas de Pós-Graduação em Biologia Animal (PPG-BAN) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Pós-Graduação em Biodiversidade Animal (PPG-BA) da Universidade Federal de Santa Maria; (vi) Formação de recursos humanos qualificados em nível de Graduação (Iniciação Científica) e Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado), bem como a supervisão de Pós-doutorandos; (vii) Manutenção, expansão e qualificação das Coleções de Ref.

Situação: Em andamento;

Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

 

PELD – CAMPOS SULINOS

Rede de sítios de pesquisa ecológica de longa duração nos campos dos biomas Pampa e Mata Atlântica: artrópodes (PELD-CNPq)

Descrição: Este projeto estabelece uma rede de sítios de pesquisa ecológica de longa duração em ecossistemas campestres em diferentes regiões dos biomas Pampa e Mata Atlântica no Rio Grande do Sul. O projeto focaliza questões de conservação e uso sustentável dos ecossistemas campestres dos biomas Pampa e Mata Atlântica no sul do Brasil: (1) como se estruturam comunidades biológicas características desses ecossistemas, especialmente de artrópodes, em termos de padrões funcionais de organização? (2) como esses padrões de organização respondem a fatores relacionados ao manejo pastoril e à dinâmica climática? e (3) como esses padrões afetam processos ecossistêmicos e serviços ambientais? Em cada sítio ocorre experimentação com controle do manejo pastoril. As respostas ao manejo, com base na comparação entre três tratamentos: exclusão de pastejo, manejo pastoril conservativo e manejo pastoril convencional, são avaliadas pelo monitoramento da estrutura das comunidades biológicas, em específico artrópodes de solo e na vegetação. Nos experimentos serão obtidos dados sobre: (a) a composição de espécies de artrópodes nas comunidades estudadas, (b) os atributos funcionais das espécies componentes dessas comunidades, (c) a filogenia dessas espécies, e (d) as propriedades dos ecossistemas (tais como produtividade primária, decomposição de biomassa, estoque de carbono no solo, resiliência, invasibilidade) e os serviços ambientais oferecidos (produção forrageira e pecuária, conservação da biodiversidade, mitigação de emissões de gases do efeito estufa). O cruzamento dessas informações permitirá formar um panorama bastante completo do efeito da pecuária sobre o ambiente de forma geral e vice-versa.

Situação: Em andamento;

Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

 

Av. Bento Gonçalves, 9500, Prédio 43422, Salas 119/120 l Agronomia l Porto Alegre/RS - Brasil - Telefone: +55 51 33087660
© Laboratório de Ecologia de Interações - desenvolvido por wylliam@gmail.com