ENGENHARIA AMBIENTAL

 

OBJETIVOS

O curso objetiva a formação de engenheiros capazes de atuar na resolução de problemas ambientais, com base na compreensão dos processos naturais, dos processos antrópicos que modificam o meio ambiente e dos processos tecnológicos de controle de poluição.

CONHECIMENTOS A SEREM DESENVOLVIDOS

O engenheiro ambiental terá capacidade para atuar como consultor e projetista autônomo ou como empregado em órgãos públicos de fiscalização, regulação ou planejamento, empresas estatais, empresas privadas de consultoria, indústrias, universidades e agências de desenvolvimento tecnológico. O currículo do curso está organizado em três núcleos: básico, profissionalizante genérico e profissionalizante específico.

PERFIL DO PROFISSIONAL ENGENHEIRO AMBIENTAL

O graduado no presente curso deve estar capacitado para a projeção e o implante de programas de minimização, monitoramento, controle e recuperação de áreas e/ ou ambientes degradados, assim como, implantar e/ ou interferir em processos industriais a fim de minimizar, reutilizar, reciclar, tratar ou destinar adequadamente efluentes e resíduos. O perfil acadêmico e profissional engloba conhecimentos profundos dos processos naturais e antrópicos que impactam o meio ambiente e, ao mesmo tempo, capaz de propor e/ ou executar soluções técnicas sobre quaisquer necessidades ambientais, ou de coordenar equipes "multidisciplinares" encarregadas de solucionar problemas e de planejar o aproveitamento econômico de áreas (regiões) dentro de pressupostos ambientalmente equilibrados.

ESTRUTURA DO CURSO

O curso de graduação em Engenharia Ambiental é fruto de um projeto comum entre o Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) e a Escola de Engenharia, unidades integradas à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e tem como objetivo principal o suprimento desta lacuna acadêmica e profissional.

 

O curso de Engenharia Ambiental da UFRGS foi elaborado a partir de dois projetos distintos apresentados pelo Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) e pela Escola de Engenharia (EE). No ano de 2002 um projeto único foi consolidado para implantar a Engenharia Ambiental como um curso de graduação em parceria entre IPH e EE. A tramitação do projeto do curso levou três anos, tendo sido aprovado em 2005, com início em 2006, no primeiro semestre. O curso é fundamentado na atuação continuada do IPH e da EE em ensino, pesquisa e extensão da áreas das engenharias no recorte dos processos tecnológicos de prevenção, monitoramento e/ou recuperação ambiental. Dedicação mútua ao ensino de disciplinas de graduação e pós-graduação e à orientação de trabalhos de conclusão , dissertações e teses relacionadas a temas essencialmente ambientais. O papel do IPH na Engenharia Ambiental decorre da sua atuação em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental. O IPH aglutina quase a totalidade das áreas de conhecimento relacionadas nestas áreas tais como Hidrologia; Hidrogeologia; Erosão e Sedimentação; Hidráulica; Irrigação e Drenagem; Obras Hidráulicas; Saneamento Ambiental e outras. A multidisciplinaridade do corpo docente do IPH é única no Brasil, sendo composto por engenheiros: civis, químicos, agrônomos, mecânicos e de recursos hídricos, geólogos, físicos, biólogos, meteorologistas e outros profissionais que exercem atividades ligadas aos recursos hídricos. A integração existente no IPH permite a abordagem dos recursos ambientais no solo, água e ar de forma multi e interdisciplinar, necessária para um uso racional dos recursos ambientais, sustentado e abordado em sua plenitude. Somadas as competências da EE e do IPH na área ambiental, o projeto pedagógico do Curso deu-se, então, como uma conseqüência esperada dos vários anos de atuação focada na compreensão e intervenção nas questões tecnológicas de gerenciamento e planejamento do meio-ambiente.

converse com a nossa

coordenação

Prof. André Camargo de Azevedo (DEMIN)
Coordenador

Curriculo Lattes
E-mail: comgrad_engamb@iph.ufrgs.br

 

 

Top