Artigo abordando o Tratamento de efluente doméstico com Wetlands flutuantes como alternativa de tratamento descentralizado foi recentemente publicado através de parceira entre IPH/UFRGS e PPGTA/UNISC

A falta de saneamento doméstico em áreas remotas é intensa no Brasil devido principalmente ao custo e dificuldade de manutenção e operação dos sistemas tradicionais utilizados para o tratamento. A aplicação do sistema Wetlands Flutuantes para o tratamento de efluente doméstico descentralizado é uma alternativa de mais fácil acesso a população, visando reduzir e minimizar os impactos causados pelo lançamento inadequado do efluente no meio ambiente. A publicação na Revista STOTEN foi fruto do trabalho da parceria de pesquisa do IPH/UFRGS com o PPGTA/UNISC.

https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2021.145609