Sobre

O sistema público de transporte coletivo em Porto Alegre passa por mudanças desde fevereiro de 2016. O que mudou depois da primeira licitação de ônibus na capital gaúcha? Quais exigências as empresas precisam cumprir? Como ficam as tabelas horárias? Como será feito o cálculo do valor da passagem? O que acontece se as empresas não cumprirem as obrigações? Para quem reclamar?

As explicações e contrapontos para estas perguntas fazem parte desta reportagem. Buscamos entender e explicar o funcionamento do transporte público rodoviário na cidade depois da licitação que vem causando alterações na prestação do serviço. O foco do trabalho está no público que mais utiliza os ônibus na capital, especialmente trabalhadores e estudantes, abordando as principais questões sobre os direitos dos passageiros.

Índice

1 – Como funcionou a licitação de ônibus em Porto Alegre?
2 – O custo do transporte
3 – Infraestrutura e fiscalização
4 – Planejamento urbano e transporte coletivo
5 – Como reclamar?