SANTOS, Maíra Bianchini. ‘Não é TV’ – estratégias comunicacionais da HBO no contexto das redes digitais. Dissertação (Mestrado em Comunicação), Centro de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/jordi/wp-content/uploads/2016/05/N%C3%A3o-%C3%A9-TV-Estrat%C3%A9gias-Comunicacionais-da-HBO-no-Contexto-das-Redes-Digitais.pdf>. Acesso em: XX XX. 2016.

Resumo:

Compreender as estratégias comunicacionais adotadas pela rede televisiva norte-americana HBO no contexto das redes digitais é o objetivo deste trabalho. O estudo de caso contempla a observação online e à distância de uma amostragem intencional que abrange múltiplos produtos e serviços da emissora ao longo de sua trajetória. Na primeira parte do trabalho, o percurso estratégico da HBO é estudado a partir da perspectiva de Reeves, Rogers e Epstein (1996, 2002, 2006, 2007) sobre as eras da TV I, II e III. A emissora foi a primeira rede a cabo norte-americana a oferecer conteúdo exclusivo para seus assinantes e, mais tarde, inaugurou a produção de filmes para a televisão, séries e minisséries entre as redes televisivas de acesso fechado. A segunda parte da pesquisa aborda as estratégias utilizadas pela HBO a partir de meados dos anos 2000, quando a emissora passa a considerar o cenário digital – no qual o fluxo de conteúdos produzidos pelas redes de televisão e as trocas recíprocas por parte dos públicos ocorrem entre múltiplos suportes midiáticos (Lotz; 2007; Gabriel, 2010). As ações estratégicas da HBO apontam para algumas das características da presente configuração televisiva, as quais incluem as ações que incentivam a participação ativa e a conversação entre os espectadores em redes digitais, o fortalecimento da presença digital própria da rede de televisão e a busca por plataformas complementares de distribuição de conteúdo e por fontes adicionais de renda no contexto da Cauda Longa (Anderson, 2006). As estratégias adotadas pela HBO na última década permitem identificar as dinâmicas específicas que regem a televisão na cultura da convergência (Jenkins, 2008), as quais caracterizam a quarta fase televisiva norte-americana proposta neste trabalho, a era da TV IV.

Palavras-chave: cultura da convergência; estratégias de comunicação; HBO; seriados; televisão.

Baixe o PDF:
Não é TV Estratégias Comunicacionais da HBO no Contexto das Redes Digitais