Residência em Patologia Clínica Veterinária

Programa de Residência em Área Profissional de Saúde em Medicina Veterinária – subárea Patologia Clínica Veterinária

 

Acesse o edital de seleção para 2019 aqui.

Objetivos do programa

Proporcionar treinamento em serviço e aprimoramento teórico-prático a médicos veterinários na área de patologia clínica veterinária junto a serviços laboratoriais, sob supervisão e orientação de médicos veterinários, docentes e pós-graduandos do Laboratório de Análises Clínicas Veterinárias da UFRGS.

Aptidões a serem desenvolvidas

Procedimentos laboratoriais, desde o recebimento e coleta de amostras até a análise e interpretação dos exames laboratoriais, incluindo hematologia, bioquímica clínica, hemoterapia, exame de urina e análise de líquidos cavitários.

Carga horária

A carga horária é de 1.760 horas anuais em regime de tempo integral e dedicação exclusiva. Da carga horária total, 90 a 95% se destina ao treinamento profissional e serviço supervisionado, incluindo atividades teóricas como aulas, seminários, discussões clínicas e reuniões, obedecendo a um regime total de quarenta (40) a sessenta (60) horas semanais. Para o cumprimento da carga horária teórica do programa, haverá a opção de cursar disciplinas do Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da UFRGS ou em outro programa de pós-graduação com a aprovação do orientador e de acordo com a carga horária prevista no programa.

Organização e normas específicas de funcionamento do programa

O programa será desenvolvido em duas etapas, residente nível 1 (R1) e residente nível 2 (R2), cada uma com duração de um ano.

Principais atividades a serem realizadas pelo MVR

São atividades do R1, receber, identificar, fazer a triagem das amostras laboratoriais e iniciar os procedimentos das análises clínicas, participar de seminários, aulas, discussões clínicas e/ou reuniões relacionadas à área de patologia clínica e capacitar-se tecnicamente para a realização completa dos exames laboratoriais.

São atividades do R2, realizar os exames de rotina laboratorial, participar de seminários, aulas, discussões clínicas e/ou reuniões relacionadas à área de patologia clínica, aprimorar-se tecnicamente no procedimento e interpretação dos exames e responsabilizar-se pelo controle de qualidade do laboratório. Além disso, o R2 deverá supervisionar o R1 e realizar uma monografia que inclua preferencialmente casos clínicos do Hospital de Clínicas Veterinárias da UFRGS.

Metodologia e recursos pedagógicos, programa didático, e temas de estudo

O conteúdo das atividades programadas para o período da residência é descrito a seguir, e os temas de estudo para seminários e discussões clínicas são baseados nestes tópicos.

  • Coleta, conservação e remessa de material biológico para realização de exames laboratoriais com fins de diagnóstico
  • Avaliação laboratorial das discrasias sanguíneas
  • Diagnóstico laboratorial das alterações da séria vermelha do sangue: anemias e policitemias
  • Diagnóstico laboratorial das alterações da séria branca do sangue: leucocitoses e leucopenias
  • Alterações quantitativas e qualitativas dos leucócitos
  • Avaliação laboratorial da função renal
  • Avaliação laboratorial da função hepática
  • Avaliação laboratorial da pancreática e digestiva
  • Avaliação laboratorial da função muscular
  • Avaliação laboratorial das efusões e de líquor.

Avaliação

O residente deverá apresentar frequência mínima de 90%, sendo pré-requisito para sua avaliação. Ao final do período de residência o MVR receberá uma nota, de zero a dez, atribuída pelo seu orientador, levando em consideração ética disciplinar, responsabilidade, pontualidade, relacionamento interpessoal, iniciativa e qualidade técnica do trabalho. Para obter o certificado de conclusão, o MVR terá de cumprir a totalidade da carga horária prevista no programa além de alcançar a aprovação do sistema de avaliação com nota mínima de sete (7) pontos.

Vagas

4 vagas: duas para R1 e duas para R2. Ingresso anual.

Professores envolvidos

 

Deixe uma resposta