Triglicerídeos (TG)

Os triglicerídeos formados nas células da mucosa intestinal a partir dos monoglicerídeos e ácidos graxos de cadeia longa absorvidos, são transportados pelos vasos linfáticos como quilomícra e, posteriormente, entram na circulação sangüínea. As quilomícra são formadas praticamente em sua totalidade por triglicerídeos (80% a 95%) e por pequenas quantidades de colesterol, fosfolipídeos e uma proteína plasmática que confere solubilidade a este lipídeo. Os TG ligados à quilomicra são considerados exógenos.

Os TG formados no fígado são transportados no sangue sob a forma de lipoproteínas de baixa densidade (VLDL). Estes compostos consistem principalmente de triglicerídeos (em torno de 60%), contendo também colesterol, fosfolipídeos e proteínas plasmáticas. Os TG ligados a VLDL são considerados endógenos.

Os níveis de triglicerídeos plasmáticos estão aumentados após a ingestão de alimentos ricos em gordura, quando existe deficiência da atividade da enzima lipase lipoprotéica, e secundariamente a outros processos como diabetes mellitus ou por falha genética da atividade desta enzima.

Deixe um comentário