Impresso no Brasil: dois séculos de livros brasileiros

Lançada em 2011, a obra reúne  diversos  ensaios  sobre o  percurso  da  produção  editorial  brasileira,  durante  seus  duzentos  anos  de  história. A  primeira  parte  da  obra,  intitulada  “Uma  nova  história  editorial  brasileira:  editores, tipógrafos  e  livreiros”,  apresenta  22  capítulos,  que  focalizam  os  aspectos  da  produção editorial  nacional.  Na  segunda  parte,  “Cultura  letrada  no  Brasil:  autores,  leitores  e leituras”,  13  trabalhos  analisam  e  interpretam  a  formação  do  leitor  e  do  público  para o qual se dirigiam nossas produções editoriais, ao longo das décadas.

O livro constrói um panorama, entre outros assuntos, da produção de livros escolares e de alfabetização, literatura de cordel, da produção em jornais e periódicos, e analisa a história  de  editoras  como  Garnier,  Melhoramentos,  Civilização  Brasileira,  Companhia das Letras e Abril. O direito de autor e casos como Harry Potter e Paulo Coelho recebem análises especiais, na composição de um panorama sobre mercado e consumo recentes. É organizado por Aníbal Bragança e Márcia Abreu  e editado em uma parceria da Fundação Biblioteca Nacional com a  Editora UNESP.

 

Confira aqui a resenha elaborada por Ana Elisa Ribeiro.

Deixe uma resposta