Revistas científicas on-line de Comunicação no Brasil: a produção editorial sob o impacto da tecnologia digital

A pesquisa tem como objeto as revistas científicas brasileiras on-line da área de Comunicação que apresentaram classificação Qualis A Nacional em 2008, textos disponíveis completos on-line e edição mais recente publicada neste mesmo ano. Tal recorte compreende o que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes – avalia como os melhores periódicos nesse âmbito: Comunicação, Mídia e Consumo; ECompós; Eptic On Line, Galáxia; Intercom – Revista Brasileira de Ciências da Comunicação; Intexto; Revista FAMECOS; Revista Fronteiras; e Studium. O objetivo principal do trabalho foi a identificação de tendências na produção editorial de revistas científicas brasileiras on-line da área de Comunicação, considerando especialmente o design dessas publicações. Como objetivos específicos, buscou-se compreender e discutir o papel dos periódicos no âmbito da comunicação formal da ciência, a partir dos valores e modelos científicos; identificar características próprias do processo de produção editorial de revistas científicas e como estas se relacionam com o design desses periódicos on-line; e analisar o design de revistas científicas brasileiras disponíveis on-line da área da Comunicação. A metodologia empregada partiu da pesquisa bibliográfica que estabeleceu os fundamentos teóricos sobre ciência e o campo da Comunicação, particularmente acerca das revistas científicas, da produção editorial e do design. A análise das publicações delineou-se em duas etapas estruturadas a partir da elaboração de instrumento de análise criado com base no roteiro de edição de revistas científicas on-line proposto por Gruszynski, Golin e Castedo (2008). A primeira etapa teve em vista o fluxo de produção das revistas, do planejamento à circulação, que se reflete no produto final disponível aos leitores. Além de dados quantitativos, foram trazidos exemplos específicos que se destacaram por apresentar peculiaridades dos títulos. Já na segunda etapa, focou-se na identificação de tendências de uso de imagens como recurso para construção de conhecimento nessas publicações. Constatou-se que, apesar de algumas mudanças indicarem a influência da tecnologia informática na produção das revistas que compõem o corpus desta pesquisa, sobretudo na etapa de circulação dos títulos, tais alterações não aparecem em todas as etapas das práticas editoriais. A escrita e a edição dos conteúdos mantêm-se fortemente anconradas nas bases da cultura impressa, refletindo fortemente valores e hábitos da comunidade científica.

Download

Dissertação de Mestrado

Autora: CASTEDO, Raquel da Silva

Orientadora: GRUSZYNSKI, Ana Cláudia

Ano: 2009

Deixe uma resposta