Pesquisas em andamento

Jornalismo, memória e cidade: estudo do suplemento Cultura de Zero Hora (2011-2014)

Este projeto insere-se na área de estudos em Jornalismo e busca problematizar a construção da memória sobre a cidade a partir do suplemento cultural. Estuda a fase final do caderno semanal Cultura do jornal Zero Hora (2011-2014), o suplemento mais longevo na imprensa diária do RS e, no período demarcado, o único a aglutinar intelectuais e acadêmicos, mediando saberes especializados para um público mais amplo. Após a realização de panorâmicas longitudinais que projetam um mapa das instâncias e dos agentes que instituem a cidade como espaço de capital simbólico e criativo, esta proposta busca avançar na discussão do suplemento cultural como possibilidade da construção seletiva da memória, agenciando a identificação e o pertencimento a um lugar investido de cultura. Com seu poder de visibilidade e de escolher os motivos para presentificar o passado, o suplemento publiciza discursos da e sobre a urbe, acionando determinadas estratégias de lembrança em que a homenagem é um recurso recorrente. O objetivo geral é compreender como o caderno Cultura de Zero Hora constrói jornalisticamente a memória sobre a cidade, desdobrando-se nos seguintes objetivos específicos: a) localizar, no conjunto das edições, os personagens e temas vinculados à cidade e que foram visibilizados para serem rememorados pelo suplemento; b) identificar os valores-notícia de seleção (notoriedade, morte, notabilidade, entre outros) e os regimes de temporalidade (eventos, eventos-efemérides, efemérides pessoais e outros) utilizados pelo caderno para justificar o acionamento da lembrança sobre a cidade; c) analisar, em amostras reduzidas e representativas, as espacialidades projetadas sobre a cidade a partir dos gestos editoriais memorativos produzidos pelo caderno; d) problematizar o suplemento cultural como lugar do agenciamento da memória coletiva sobre a cidade. Para tanto, propõe uma urdidura teórica entrelaçada pelas teorias do jornalismo; estudos referenciais sobre o espaço urbano; sobre a memória e sobre o jornalismo como espaço de construção mnêmica; pela teoria narrativa e por autores que a problematizam a partir do jornalismo. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e exploratória; nos procedimentos metodológicos combina pesquisa bibliográfica, análise de conteúdo para leitura panorâmica do corpus de 173 edições e o aporte da análise narrativa para o tensionamento analítico de amostras reduzidas. A proposta integra a rede de projetos articulados do Núcleo de Estudos em Jornalismo e Publicações Culturais do Laboratório de Edição, Cultura & Design (LEAD | CNPq) da FABICO | UFRGS e insere-se na linha Jornalismo e processos editoriais do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da UFRGS..

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. 
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . 

Integrantes: Cassilda Golin Costa – Coordenador / Anna de Carvalho Cavalcanti – Integrante / Daniel Marcílio – Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 6

 

Design de jornais multiplataforma: dispositivos no cenário de convergência

A partir de um olhar voltado ao design editorial na sua relação com o campo jornalístico, a pesquisa visa identificar estratégias de configuração do jornal como dispositivo tendo em vista (1) sua caracterização como meio; (2) sua apresentação, distribuição e circulação em diferentes plataformas (impressa e digitais, hardwares e softwares); e (3) os recursos utilizados na constituição da identidade singular dos títulos em relação aos seus concorrentes, para sistematizar e problematizar as transformações atravessadas pela atividade no cenário de convergência jornalística, considerando o contexto brasileiro. De abordagem teórica, é exploratória quanto ao seu objetivo, uma vez que se quer esclarecer e desenvolver ideias, proporcionando uma visão geral de caráter aproximativo que viabilize a construção de critérios e compreensão sobre o tema. Em sua natureza é qualitativa e as técnicas utilizadas para a coletada e avaliação de dados são as pesquisas bibliográfica, a documental e a análise de conteúdo.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. 

Integrantes: Ana Cláudia Gruszynski – Coordenador.