Pressão Alta e Diabetes

25 outubro, 2017    tags: complicações; coração remédios


Enquanto o número de pessoas com Diabetes vem crescendo mundialmente, a Hipertensão Arterial Sistêmica, ou popularmente Pressão Alta, é a mais frequente das doenças crônicas não transmissíveis e a associação dessas doenças é bastante comum, ocorrendo em mais de 60% dos pacientes com diabetes tipo 2. Já no diabetes tipo 1, o desenvolvimento de hipertensão  está relacionado com o surgimento de doença renal diabética e a perda de função renal.

Hipertensão e Diabetes são considerados dois dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares. Estudos mostram que essas doenças aumentam o risco de morte por doenças cardiovasculares e que esse risco é aumentado em pacientes que tenham ambas as condições.  A hipertensão por si só não apresenta sintomas, mas é uma doença que danifica artérias, especialmente os pequenos vasos de olhos e rins, além de contribuir para a formação de aterosclerose (entupimento de artérias). Portanto, se além de diabetes o paciente também sofrer de hipertensão arterial, são maiores as chances de danos aos vasos e coração.

O tratamento da hipertensão arterial é particularmente importante nos pacientes com diabetes, tanto para a prevenção da doença cardiovascular quanto para minimizar a progressão da doença renal e da retinopatia diabética. Devido ao maior risco de eventos cardiovasculares em pacientes com diabetes e hipertensão associada, recomenda-se um controle mais rígido nos valores da pressão arterial nestes pacientes do que na população em geral. Além do controle através dos medicamentos, também devem ser adotadas medidas como redução de peso, prática de exercícios físicos, moderação no consumo de sal e álcool e abandono do fumo.