Saúde Sexual e Diabetes

15 abril, 2018    tags: compartilhar complicações; sexo

Tanto os homens quanto as mulheres podem ter preocupações em relação ao diabetes e a sua vida sexual.  São muitas as dúvidas relacionadas a esses dois assuntos, muitas vezes deixadas de lado pela dificuldade de abordar abertamente esse assunto durante as consultas.  Entre as mulheres com diabetes, as principais dúvidas são sobre a diminuição da lubrificação vaginal e dor durante as relações ou diminuição da libido e problemas para atingir o orgasmo, que podem estar relacionadas com os níveis de hormônios sexuais ou ao dano de nervos que controlam o fluxo de sangue para os órgãos sexuais. Além disso, as mulheres com diabetes precisam lidar com os efeitos dos hormônios sexuais sobre os níveis glicêmicos durante o ciclo menstrual e enquanto atravessam o período da menopausa. A atenção e o cuidado com o diabetes também devem redobrados pelas mulheres durante a gestação, já que se sabe que um controle inadequado do diabetes pode afetar o desenvolvimento do feto.

Em relação aos problemas com o desempenho sexual, existem as causas físicas e as psicológicas. Entre as dificuldades físicas, uma das causas mais comuns de problemas de ereção em homens com diabetes são resultantes das complicações relacionadas aos vasos sanguíneos e nervos do períneo quando os níveis de açúcar no sangue estão muito elevados. O melhor modo de reduzir esse risco é mantendo um bom controle glicêmico ao longo do tratamento. Entretanto, é difícil determinar exatamente a causa dos problemas de ereção, já que o sexo envolve um conjunto de fatores físicos e mentais. Dentre os fatores psicológicos, além das preocupações cotidianas devemos considerar doenças como a depressão e a ansiedade, que são muito comuns em pessoas que convivem com uma doença crônica como o diabetes.

Pacientes que fazem uso de insulina também devem estar atentos aos níveis de glicose no sangue, já que a prática sexual pode provocar a queda desses níveis e levar à hipoglicemia. Mesmo que seja difícil colocar em palavras o que está incomodando, não deixe de procurar a ajuda de sua equipe de saúde e tirar suas dúvidas e anseios.  É importante também, além das consultas com o seu médico endocrinologista, manter uma regularidade com uma ginecologista ou um urologista para investigar outras causas que não estejam associadas ao diabetes.