A tarefa de narrar o Outro

No domingo de Páscoa de 2017, Chico Felitti recebeu uma mensagem pelo Facebook que dizia: “Oi! O Fofão está no Hospital das Clínicas. Amputaram o dedo dele, que estava gangrenado. Ele tem surtos, quer bater em todo mundo e tem que ser amarrado porque arranca todos os acessos. E não diz coisa com coisa” (p….

Trabalho virtual a serviço do capital

Será que vale a pena largar o celular para ler esse livro? Essa talvez seja uma das perguntas mais recorrentes nos tempos atuais. Só no Brasil são mais de 230 milhões de linhas de celular ativas para um total de 207 milhões de habitantes, onde a internet é acessada por mais de 70% da população….

Aprendizagem de adultos e suas trajetórias

Existe um momento certo na vida para aprender? É possível adultos em idade madura adquirirem novos conhecimentos, mudarem hábitos? E como isso acontece? O livro Trajetórias de Adultos na EJA: processo educativo e mudanças bioecológicas, de Fernanda de Brito Kulmann Conzatti e Tárcia Rita Davoglio, pretende responder a essas perguntas, buscando identificar impactos provocados pelo…

Retrato de uma realidade injusta

Tempos de crise demandam que pensadores e pesquisadores comprometidos com a realidade social, política e econômica lancem luzes sobre os problemas contemporâneos. Em seu Justiça e Iniquidade, Antonio David Cattani, com coragem, traz à discussão o panorama da injusta sociedade brasileira, com ameaças reais do obscurantismo tendente a uma – ainda pior – sociedade iníqua….

Gostar de ler, por quê?

A meu ver, um dos maiores desafios para um educador é encontrar respostas para os questionamentos: o que interessa aos meus alunos? Como me mantenho próximo e sensível às diversas realidades que habitam uma mesma sala de aula? A formação do leitor jovem suscita interessantes reflexões e proposições acerca dessas questões. Com o objetivo de…

“Pelo fim do império cognitivo!”

Ação política e denso conteúdo acadêmico: daí surge o mais recente livro de Boaventura de Sousa Santos. Um autor consciente das necessidades de seu tempo, atento às nuances do conhecimento acadêmico “ocidentalocêntrico” e à urgência de transformação da (des)ordem social em que vivemos. Em O fim do império cognitivo: a afirmação das epistemologias do Sul,…

Um rolê pelas quebradas de Porto Alegre

Cada vez que nos é colocado que o centro são as periferias, a vontade imediata é de deslocamento para saber como é que lá funciona, até porque são centros geograficamente distantes e fora do eixo político e econômico das grandes cidades. Se não dominamos a linguagem, uma das formas de acessar essa realidade é aceitar…

Simões Lopes Neto sobe ao palco

João Simões Lopes Neto (1865-1916) só foi reconhecido nacionalmente como expoente do regionalismo gaúcho em 1949, com o lançamento da edição crítica de Contos Gauchescos e Lendas do Sul (o primeiro lançado originalmente em 1912; o outro, em 1913). A publicação de Teatro completo de Simões Lopes Neto (TCSLN), em uma coedição da editora Movimento…

Descortinando novos horizontes

Gostaria de iniciar a resenha dizendo que, para mim, a tarefa de apresentar esta obra é de extrema responsabilidade, dado o atual contexto em que é possível identificar contundentes sinais de distopia em nossas sociedades. E aqui reside o desafio de aprendermos a ler criticamente as mudanças do nosso tempo, as nossas circunstâncias, o que…

O racismo na criminalização da maconha

Cabe referir de antemão que o livro de que se trata aqui não é sobre a maconha, mas sobre racismo na criminalização da erva. Para tanto, “Fumo de negro”: a criminalização da maconha no pós-abolição, de Luísa Saad, percorre o período histórico anterior à proibição da maconha para compreender os discursos sociais que serviram de…