Que tal um mate?

As mulheres e os trabalhos de cuidado: como ficam estas relações no contexto de pandemia?

Episódio 03

"Que tal um mate?" aborda a influência da pandemia no papel histórico das mulheres em relação aos cuidados

 

Já está disponível no YouTube e Spotify o terceiro episódio do podcast Que tal um mate? criado pelo Círculo de Referência em Agroecologia, Sociobiodiversidade, Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional – ASSSAN Círculo. Para abordar o tema  "As Mulheres e os trabalhos de cuidados: como ficam estas relações no contexto de pandemia?", a convidada foi a psicóloga e arteterapeuta, Joana Heneman, que é integrante do Coletivo Maria da Paz. 

Para Joana, este momento de distanciamento social é muito desafiador, porque coloca em evidência  coisas que estavam "embaixo do tapete". "A vida nos colocou cara a cara com todas as tarefas cotidianas, e todas competindo por espaço: filhos, casa, limpeza, cozinha, as relações conosco e com os outros, trabalhos, cursos, tudo acontece agora dentro de casa", ressalta Joana, dizendo que essas questões escancaram as relações íntimas e também os conflitos. 

O Coletivo Maria da Paz é inspirado no nome desta psicóloga Junguiana, que viveu em Porto Alegre desde os anos de 1970, e transitou pelo universo da arte, da astrologia, do budismo, da ecologia locais. O Coletivo é composto por parceiros de sua vida, que cuidam e promovem o seu legado e memória, a partir da parceria com o Vila Flores em Porto Alegre.

O podcast, que busca trazer informações técnicas e  científicas de forma acessível e aplicada, é divulgado também para diversas rádios do interior, podendo ser multiplicado na sua totalidade ou em partes.

 

Sobre o Que tal um mate?

 

O podcast nasceu da cultura do Sul da América Latina, onde pessoas se sentam em uma roda de conversa para compartilhar uma cuia de mate. Esses são costumes que vêm dos indígenas, principalmente dos Guaranis e dos Quéchuas. Entretanto, o compartilhamento de utensílios e a aproximação de pessoas são pautas extremamente importantes em tempos de pandemia e devem ser feitas respeitando as determinações médicas e das autoridades locais. A ideia é aproveitar para pensar, também, no contexto dos povos das comunidades tradicionais.

O objetivo é abordar informações relevantes para a comunidade, explorando os temas de interesse do ASSSAN Círculo, que é ligado ao Centro Interdisciplinar Sociedade, Ambiente e Desenvolvimento (CISADE) e ao Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Interessados em contribuir com sugestões de temas e entrevistados para os próximos episódios podem enviar e-mail para: nesan@ufrgs.br.

_________

Silvana Granja

Jornalista (DRT/RS 10.732)

A coordenação é da professora Gabriela Coelho de Souza e de Danielle Finamor. A produção é de Jaqueline Patricia Silveira, Silvana Granja e Bruna Karpinski, a vinheta e a edição de áudio são do Pedro DuBois e a identidade visual é da Helena de Lima Muller.

Referências citadas:

Documentário O silêncio dos homens. Disponível em: https://youtu.be/NRom49UVXCE

EISLER, Riane. O cálice e a espada: nosso passado, nosso futuro. Trad. Tônia Van Acker. São Paulo: Palas Athena, 2007.

NELSEN, Jane. Disciplina Positiva. 4 ed. São Paulo: Cultrix, 2007.

ROSENBERG, Marshall B. Comunicação não-violenta: técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais. São Paulo: Ágora, 2006.

STEINER, Claude M. O outro lado do poder. 2 ed. São Paulo: Nobel, 1989.

Imagem representando o episódio do podcast
Logo do Napead Logo da Sead Logo da Ufrgs 85 Anos

O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Brasil (CAPES) – Código de Financiamento 001.