Infecções secundárias em pacientes de COVID-19 hospitalizados? Será possível?

Pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia, em uma carta ao editor da revista Travel Medicine and Infectious Disease, relatam a preocupação com a COVID-19 e infecções associadas às hospitalizações (IAH). O impacto do desenvolvimento dessas infecções em pacientes com COVID-19 é desconhecido.

Essa situação é mais preocupante devido ao alto índice de IAH e resistência aos antimicrobianos no Brasil. É estimado que de cada 100 pacientes hospitalizados em países em desenvolvimento, 10 irão adquirir uma IAH.

Estudos realizados na China mostraram que metade dos pacientes que não sobreviveram à COVID-19 tiveram uma infecção secundária por outro microrganismo.

O sistema de saúde em países em desenvolvimento é severamente afetado pela pobreza, instabilidade política e doenças que possuem menor importância em países desenvolvidos. Nós teremos que aguardar para verificar o impacto que a COVID-19 e sua potencial associação às IAH irão causar no sistema de saúde brasileiro.

FONTE: Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) and healthcare-associated infections: Emerging and future challenges for public health in Brazil. Rosineide Marques Ribas, Paola Amaral de Campos, Cristiane Silveira de Brito, Paulo Pinto Gontijo-Filho. Travel Med Infect Dis. 2020 Apr 16:101675. doi: 10.1016/j.tmaid.2020.101675.