Medicamentos antivirais reposicionados para COVID-19 – resultados provisórios do ensaio WHO SOLIDARITY.

Um fórum de pesquisa COVID-19 da OMS em fevereiro de 2020 recomendou a avaliação de tratamentos em grandes ensaios clínicos randomizados e especialistas da OMS identificaram quatro medicamentos antivirais que poderiam ser reposicionados para a COVID-19: Remdesivir, Hidroxicloroquina, Lopinavir e Interferon-β1a.

Em março de 2020, a OMS deu início a um grande ensaio clínico randomizado, de rótulo aberto, simples, multipaíses, entre pacientes internados em hospitais, sobre os efeitos desses quatro medicamentos na mortalidade hospitalar (Ensaio Solidariedade). O teste foi adaptativo: drogas pouco promissoras foram abandonadas e outras adicionadas. Por exemplo, a hidroxicloroquina e o lopinavir foram eventualmente descartados, mas outros, como os anticorpos monoclonais, estão sendo adicionados.

De 22 de março a 4 de outubro de 2020, 11.330 pacientes foram internados em 405 hospitais em 30 países. Destes, 11.266 participaram das análises. O objetivo principal era ajudar a determinar se qualquer um dos quatro antivirais poderia afetar, pelo menos moderadamente, a mortalidade intra-hospitalar e se os efeitos diferiam entre a doença moderada e grave.

Para cada um desses quatro antivirais não específicos reposicionados, vários milhares de pacientes foram randomizados em vários ensaios. Os achados gerais pouco promissores dos regimes testados são suficientes para refutar as esperanças iniciais, baseados em estudos menores ou não randomizados, de que qualquer um desses medicamentos irá reduzir substancialmente a mortalidade de pacientes internados, o início da ventilação ou a duração da hospitalização.

FONTE: Repurposed antiviral drugs for COVID-19–interim WHO SOLIDARITY trial results. WHO Solidarity trial consortium. medRxiv preprint doi: https://doi.org/10.1101/2020.10.15.20209817