Aplicação do conceito de “One Health” durante a pandemia de COVID-19.

O conceito de “One Health” enfatiza a interdependência da saúde humana, o bem-estar animal e a estabilidade ambiental, além da necessidade de manter um delicado equilíbrio entre os três. Aproximadamente 60% das 1.461 doenças hoje reconhecidas em humanos são atribuídas a patógenos de vários hospedeiros que pularam de outras espécies para o ser humano. Quase 75% das novas doenças infecciosas humanas que surgiram nas últimas três décadas são definidas como zoonóticas.

O estado de Kerala, no sul da Índia, utilizou os princípios do “One Health” de maneira eficaz para vencer o surto do vírus Nipah em 2018. Com o estado atualmente em meio à pandemia COVID-19, muitas das mesmas estratégias desempenharam um papel na implementação da resposta de saúde pública à pandemia em Kerala.

Assim que o primeiro caso de COVID-19 foi relatado em 30 de janeiro, o aparelho de saúde pública permaneceu em alerta máximo. Rastreamento e triagem rigorosos dos contatos foram realizados, desde os primeiros dias do surto. A comunicação era mantida diariamente com aqueles em quarentena domiciliar para verificar se havia novos sintomas e os casos sintomáticos eram transportados para centros de isolamento designados.

Os autores sugerem, entre várias medidas:

  1. Constituir uma Força-Tarefa ‘One Health’ com representação das áreas de medicina, doenças infecciosas, saúde pública, ciências veterinárias, pecuária, virologia etc., para compartilhar informações científicas.
  2. Identificar ambientes que colocam as pessoas em contato próximo com animais em condições anti-higiênicas, como mercados de animais vivos, que podem ser pontos críticos para a transmissão acidental de vírus zoonóticos para humanos.
  3. Apoiar o financiamento de iniciativas de “One Health” para estudar doenças zoonóticas e a interface de doenças humanos-animais, para prevenir futuros surtos de doenças virais originadas em hospedeiros animais.

É importante reconhecer que a ocorrência frequente de epidemias que vemos hoje deriva do impacto em grande escala da destruição de ambientes naturais.

FONTE: The ‘One Health’ Approach to an Epidemic ResponseVinu Cherian1, Joel Philip. Indian Journal of Community Health ; 32(3):472-478, 2020. DOI: https://doi.org/10.47203/IJCH.2020.v32i03.003