Diretor geral da OMS prevê fim da pandemia de COVID-19 em 2022 durante coletiva

Bruno Breda – estudante de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Apesar de notícias assustadoras, como o surgimento da variante Ômicron, o recrudescimento de casos na Europa e a potencial diminuição parcial da eficácia de algumas vacinas com a nova variante, temos muito a comemorar nesse final de ano. Tedros Adhanom Ghebreyesus, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, fez previsões otimistas durante uma coletiva em Genebra, na Suíça. Citando a necessidade de vacinarmos pelo menos 70% da população mundial até a metade do próximo ano, o cientista afirmou que a OMS está empenhada ao máximo para terminar com a pandemia em 2022.

É verdade que temos uma nova variante à espreita, sim. Ela assusta! Mas também, recentemente, atingimos a marca de 8 bilhões de doses aplicadas no mundo todo, e, trazendo a discussão para terras nacionais, já nos aproximamos dos 70% de brasileiros vacinados com 2 doses e, quando falamos de pelo menos uma dose, as figuras já beiram os 78%! Além disso, a aprovação recente da vacinação de crianças possibilitará que alcancemos uma proporção maior ainda da população devidamente protegida, e, então, poderemos respirar – literalmente – um pouco mais calmos.

Nós, do blog Microbiologando, desejamos a todos os leitores um feliz período de festas, e agradecemos com muito carinho a todos os leitores que nos acompanham nessa trajetória tão longa que tem sido a pandemia de COVID-19. O ano de 2022 tem tudo para ser muito mais agradável que os últimos dois anos, no que tange à saúde pública, mas, enquanto as previsões otimistas não se confirmam, vamos seguir com o mantra: vacinação, uso de máscaras e distanciamento físico!