MUSEU DA UFRGS



Conheça o Museu da UFRGS – Fôlder audiovisual acessível

O Museu da UFRGS, desde sua criação, vem trabalhando com a Memória e a Identidade da UFRGS e da cidade de Porto Alegre, seja por meio de exposições temáticas, seja como local de pesquisa através de seu acervo. Com o objetivo de potencializar a interação da sociedade com a produção técnica, científica e cultural da Universidade, o Museu consolida sua proposta de articulação entre os diferentes saberes e disciplinas, possibilitando a construção do conhecimento em um espaço museológico.

O Museu, por meio de suas exposições, procura proporcionar aos visitantes experiências únicas, que aliam fruição, lazer e conhecimento, tornando o público protagonista de sua aprendizagem. Dessa maneira, oportuniza a ampliação da atuação docente e da vivência discente, promovendo o intercâmbio de aprendizados entre Universidade e comunidade.

HISTÓRIA

Criado em 1984 como órgão suplementar da universidade e, atualmente,  ligado à Pró- Reitoria de Extensão, o Museu da UFRGS se caracteriza como um museu universitário de caráter interdisciplinar. A partir de 1993, ele  incorpora o Núcleo de Documentação e Memória Social  da universidade, coordenado, na época, pela professora Sandra J. Pesavento. Seu acervo é composto de imagens produzidas pela assessoria de imprensa da UFRGS, que constitui uma significativa coleção sobre a história da Universidade, exposições fotográficas e publicações sobre Porto Alegre e sobre o Rio Grande do Sul. Após o processamento de uma curadoria historiográfica das coleções, esses materiais passam a compor a memória da UFRGS e sua relação com a cidade de Porto Alegre/RS, possibilitando à comunidade acesso a essas fontes documentadas sobre a Universidade e do meio social em que esta se insere para fins de pesquisa e informação.

Em 2000, com a implantação do Projeto de Recuperação dos Prédios Históricos, o Museu da UFRGS começa sua reestruturação e organização de um planejamento museológico, sob a coordenação do Prof. Francisco Marshall. Visando à ocupação de uma sede própria, o Museu passa a ocupar o prédio dos Cortumes e Tanantes, cujo restauro e adequação do espaço físico para as instalações ficam sob responsabilidade do Projeto de Resgate do Patrimônio Histórico e Cultural da UFRGS. Nesse momento, o acervo do Museu também é ampliado, passando a contar com artefatos utilizados no prédio do Curtume para suas atividades de laboratório, além dos acervos doados pelas artistas Alice Soares e Alice Bruegmann (especificadamente, peças de seus atelies) e da documentação do CEUE (Centro Acadêmico dos Estudantes de Engenharia).

Em agosto de 2002, o Museu da UFRGS passa a ocupar sua nova sede, o antigo prédio dos curtumes e tanantes, adaptado para funções museológicas, contando com reserva técnica, espaços expositivos e equipamentos para portadores de deficiência. Desde então, o Museu da UFRGS procura potencializar a interação da sociedade com o patrimônio integral da instituição, representado por testemunhos históricos da universidade, bem como da atuação profissional de seus egressos. Essa missão visa a aproximar a UFRGS da comunidade onde está inserida, valorizando sua relevante participação no desenvolvimento científico/cultural do Rio Grande e do Brasil.

 
 

PRÉDIO

O prédio histórico, onde encontra-se o Museu da UFRGS, foi construído entre 1910 e 1913, funcionando, inicialmente, como laboratório de Resistência dos Materiais da Escola de Engenharia. Posteriormente, de 1943 até fins da década de 60, o prédio foi ocupado pelo ITERS (atual CIENTEC). Em 1950, com a federalização da universidade, o ITERS passa a jurisdição estadual, mantendo assim o seu laboratório de metalurgia.

Após 1972, o prédio passa a ser conhecido como “Curtumes e Tanantes”, por abrigar o laboratório de aulas práticas do curso de Tecnólogo em Curtumes e Tanantes da Escola de Engenharia, o primeiro do gênero na América Latina.

Em 1996, o prédio é interditado. Em 2002, ele é recuperado e adaptado para sediar o Museu da UFRGS. O prédio preserva de sua estrutura original, a fachada, a arquitetura e a escada que dá acesso ao setor administrativo.

Atualmente, o Museu da UFRGS possui um espaço expositivo principal, onde são realizadas as exposições e um mezanino que é utilizado para realização de atividades educativas como cursos, palestras e oficinas, além de receber, anualmente, a exposição curricular do Curso de Museologia da UFRGS.

 

EQUIPE

Composta por servidores técnicos administrativos, bolsistas e servidores tercerizados, a equipe do Museu da UFRGS é multidisciplinar, com formações em diferentes áreas do conhecimento.

Cláudia Porcellis Aristimunha

Diretora do Museu da UFRGS e vice-pro-reitora de Extensão
e-mail: aristimunha@museu.ufrgs.br
Telefone: (51) 3308-3436

Cidara Loguercio Souza

E-mail: cidara@museu.ufrgs.br
Telefone: (51) 3308-4544

Diego Speggiorin Devicenzi

E-mail: diegod@museu.ufrgs.br
Telefone: (51) 3308 – 4979

Eliane Muratore

E-mail: eliane.muratore@museu.ufrgs.br
Telefone: (51) 3308-3562

José Francisco Flores

E-mail: jose.flores@ufrgs.br
Telefone: (51) 3308-3390

Lígia Ketzer Fagundes

E-mail: ligia.fagundes@museu.ufrgs.br
Telefone: (51) 3308-3390

Marcelo Cavalcanti da Silveira

E-mail: mcs@ufrgs.br

Telefone: (51) 3308-4830

Maura Bombardelli

E-mail: maura.bombardelli@museu.ufrgs.br

Telefone: (51) 3308-4022

Simone Borsatto

E-mail: simone@museu.ufrgs.br
Telefone: (51) 3308-3275

Rafaela Silva Thomaz

E-mail: rafaela.thomaz@museu.ufrgs.br
Telefone: (51) 3308-4830

Roberta Fernandes Fajer

E-mail: roberta@museu.ufrgs.br
Telefone: (51) 3308-3275

 

REGIMENTO INTERNO DO MUSEU DA UFRGS

CONSELHO CONSULTIVO DO MUSEU DA UFRGS

Presidente

Claudia Porcellis Aristimunha – Diretora do Museu da UFRGS

Membros Titulares

Prof. Sandra de Deus – Pró-Reitora de Extensão
Profa Zita Possamai – Representante Docente da UFRGS
Representante dos Técnicos-Administrativos do Museu da UFRGS
Representante dos Discentes do Museu da UFRGS

Membros Suplentes

Jussara Smidt Porto – Suplente da Pró-Reitoria de Extensão
Ana Carolina Gelmini – Suplente dos Docentes da UFRGS
Ligia Ketzer Fagundes – Suplente dos Técnicos-Administrativos da UFRGS
Suplente dos Discentes da UFRGS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

QUADRO INFORMATIVO DA ESCALA NOMINAL DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DO MUSEU DA UFRGS/PROREXT (Portaria da UFRGS 9911 de 26/10/2017 e Portaria 10085 de 31/10/2017, autoriza flexibilização no Museu).

PERÍODO: De 16/12 a 20/12 (segunda-feira a sexta-feira)

Horário de funcionamento do Museu: 08h às 20h

NOME

HORÁRIO DE EXPEDIENTE

Das 08h às 14h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE

Das 14h às 20h

Cidara Loguercio Souza

terça-feira

segunda-feira, quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira

Cláudia Porcellis Aristimunha

segunda-feira, terça-feira, quarta, feira, quinta-feira, sexta-feira (08h – 12h)

segunda-feira, terça-feira, quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira (13h – 17h)

Diego Devincenzi

quarta-feira, quinta-feira

segunda-feira, terça-feira, sexta-feira

Eliane Muratore

terça-feira, quinta-feira, sexta-feira

segunda-feira, quarta-feira

Lígia Ketzer Fagundes

terça-feira, quinta-feira, sexta-feira

segunda-feira, quarta-feira

José Francisco Flores

segunda-feira, quarta-feira

terça-feira, quinta-feira, sexta-feira

Marcelo Cavalcanti da Silveira

segunda-feira, quarta-feira, quinta-feira

 

terça-feira

Maura Bombardelli

segunda-feira, terça-feira

quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira

Rafaela Silva Thomaz

quarta-feira, sexta-feira

segunda-feira, terça-feira, quinta- feira

Roberta Fernandes Fajer

segunda-feira

Simone Borsatto

segunda-feira, terça-feira, quinta-feira

quarta-feira, sexta-feira

  • Cláudia Porcellis Aristimunha, Diretora do Museu da UFRGS cumprirá, no mínimo, 08 horas diárias de segunda-feira a sexta-feira, conforme Portaria n° 1479 da UFRGS, de 29/02/2016, artigo 2º, § 5º.