Logo do Napead

Portfólio

Filtrar Busca
search
Ano

-

Tags
Limpar

Supervisão de estágio em Serviço Social: uma perspectiva de formação permanente

2016 eBook

Esta obra divulga a experiência de formação permanente em supervisão de estágio curricular em serviço social – do Curso de Serviço Social da UFRGS – ancorado na política de estágio e do projeto ético-político profissional, através dos conteúdos abordados nos cursos de "atualização aos supervisores de estágio curricular de Serviço Social da UFRGS". O primeiro capítulo, intitulado “Curso de Serviço Social da UFRGS: Trajetória histórica, projeto pedagógico e perfil dos estudantes”, objetiva introduzir o leitor ao curso de Serviço Social da UFRGS; portanto, traz alguns elementos da trajetória histórica do curso, enfatizando na proposta que resultou na criação do curso, em 2010. Apresenta ainda aspectos do Projeto Pedagógico do curso, bem como do perfil dos estudantes ingressantes a partir do ano de sua criação. O segundo capítulo, “O Projeto Ético-Político profissional e a formação profissional”, tem por objetivo refletir sobre o Projeto Ético-Político do Serviço Social e seus fundamentos históricos, teóricos e metodológicos e as suas implicações no trabalho e na formação profissional do assistente social. No terceiro capítulo, intitulado "A política de Estágio Supervisionado em Serviço Social: instrumento politico-pedagógico na formação profissional”, dá ênfase à Política de Estágio Supervisionado do Curso de Serviço Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e à Política Nacional de Estágio da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social - PNE (ABEPSS, 2009), por ser a política um dos instrumentos que norteiam e ancoram os processos de trabalho dos supervisores de estágio do curso de serviço social, eixo transversal aos demais módulos. "Supervisão de Estágio em Serviço Social e os instrumentos normativos: a direção ética, política, teórica e pedagógica" é o título do quarto capítulo, que debate sobre a supervisão de estágio em Serviço Social e os instrumentos normativos que balizam esse processo. O propósito deste capítulo é contribuir com a problematização dos temas acima, a partir de três eixos operativos: a) reafirmar a centralidade do estágio supervisionado na formação profissional; b) fortalecer o caráter ético, político, teórico e pedagógico do processo de supervisão, através dos documentos que norteiam o estágio supervisionado; c) refletir sobre os desafios e estratégias da supervisão de estágio na articulação entre formação e exercício profissional.No quinto capítulo, “Os elementos constitutivos do Processo de Trabalho” discute-se o processo de trabalho que insere o Assistente Social e a instrumentalização do Trabalho Profissional nas dimensões da Competência Profissional. Tem-se como referência o debate sobre Trabalho, processos de trabalho e seus elementos constitutivos no cenário contemporâneo, para posteriormente adentrar na discussão sobre Serviço Social, Processos de Trabalho e instrumentalidade, conduzindo assim para problematização sobre as dimensões da formação profissional e a Supervisão de estágio. O último capítulo, “O Supervisor de Campo: atribuições e instrumentos”, situa-se a supervisão “como ação profissional” e trabalha o papel do Supervisor de Campo enfatizando as dimensões pedagógica, profissional e avaliativa. Estes elementos são trabalhados a partir da Política de Estágio Supervisionado para o Curso de serviço Social da UFRGS. Apresenta também os “Instrumentos Documentais da Supervisão de Estágio: Plano de Estágio e Avaliação do Supervisor de Campo."

Imagem do Projeto
Equipe
Capa Ebook
Editoração Eletrônica
Organizador(a)
Organizador(a)
Equipe
Capa Ebook
Editoração Eletrônica
Organizador(a)
Organizador(a)