Grammys clássicos

Fechando essa semana dedicada ao Grammy 2020 no Nota Musical, ouvimos pequenas amostras de três CDs que renderam premiações nas categorias Melhor Disco Vocal Solo Clássico, Melhor Gravação de Ópera e Melhor Composição Clássica Contemporânea.

Na foto, a mezzo-soprano Joyce DiDonato, que levou um troféu com seu disco “Songplay”.

Foto: Chris Singer

Piano contemporâneo

Grande entusiasta da música contemporânea, a pianista Nadia Shpachenko acaba de levar o Grammy Awards com o disco ”The Poetry of Places” (Reference Recordings, 2019). O trabalho, premiado na categoria Melhor Compêndio Clássico, reúne estreias mundiais de obras inspiradas pela arquitetura e escritas para piano solo ou em combinações com meios eletrônicos, percussão e voz, incluindo a utilização de um instrumento de brinquedo. Ouça o Nota Musical de hoje para saber mais!

Foto: Tom Zasadzinski

Nicola Benedetti

Seguimos conhecendo os premiados pelo Grammy 2020 na área da música clássica, hoje com a violinista escocesa Nicola Benedetti. Além de levar para casa o troféu de Melhor Solista Instrumental, ela fez uma performance solo na cerimônia do último domingo. Vamos ouvir um pouco do disco que lhe rendeu a premiação, no qual registra duas obras do norte-americano Wynton Marsalis escritas especialmente para ela.

Grammy para os clássicos

Em cerimônia realizada ontem à noite em Los Angeles, nos Estados Unidos, o Grammy Awards 2020 anunciou seus vencedores. Na área da música clássica, foram entregues troféus em sete categorias. No programa de hoje, conhecemos um pouco do álbum “Orange”, em que o Attacca Quartet (foto) registra obras da compositora Caroline Shaw.

Foto: Jorsand Diaz

Música que transcende: entrevista com André Mehmari

Um dos mais originais e completos músicos da cena brasileira atual, André Mehmari desenvolve uma trajetória marcada pelo trânsito livre entre tradições. Com a mesma desenvoltura, por exemplo, grava Noel Rosa, compõe para orquestra e sobe ao palco com trio de piano, baixo e bateria.

Em entrevista ao Nota Musical, Mehmari fala sobre seus projetos e comenta o convite para ser professor de composição do 10º Festival Internacional Sesc de Música em Pelotas. “O fato de o festival abrir o leque estético é benéfico, porque não há comprometimento da qualidade, da ética artística, mas sim uma vontade de mostrar a música como a voz do ser humano que transcende particularidades estilísticas.”

Pelotas, ponto de encontro da música

Desde 2011, anualmente, durante duas semanas do escaldante mês de janeiro, o Festival Internacional Sesc de Música transforma a cidade de Pelotas em um ponto de encontro e intercâmbio para artistas vindos de diversas partes do mundo. A convite do evento, o Nota Musical acompanhou a abertura da décima edição, que, ao destacar o trabalho de uma orquestra jovem, sinalizou seu compromisso com o futuro.

Foto: Ronald Mendes

Fellini ao som de Rota

Aderimos às comemorações do centenário do cineasta italiano Federico Fellini (1920-1993) desfrutando de sua notável parceria com Nino Rota (1911-1979), compositor da trilha sonora de clássicos como “La Dolce Vita” e “Amarcord”. Vamos ouvir a música desses dois filmes em inspirados registros recentes da Filarmonica della Scala, sob regência de Riccardo Chailly.

Lançamento

Fechamos a semana com uma dica de escuta que acaba de sair do forno. Em seu segundo disco lançado pela Decca Classics, o jovem violoncelista inglês Sheku Kanneh-Mason registra o Concerto para violoncelo de Edvard Elgar com a Sinfônica de Londres, sob regência de Sir Simon Rattle.