Coleção João Batista Marçal

Imagem

Os documentos que constituem a Coleção João Batista Marçal foram microfilmados e digitalizados a partir dos originais de uma pequena parte do acervo do jornalista e militante João Batista Marçal.

Em seu arquivo, Marçal guarda amplo álbum fotográfico de personalidades ligadas à esquerda brasileira, dossiês, textos inéditos e originais, opúsculos dos movimentos anarquista, socialista e comunista, livretos, panfletos, livros raros, além da hemeroteca, que é a parte mais consistente e valiosa de seu acervo. Nela, o jornalista guarda em torno de vinte mil peças devidamente organizadas e catalogadas.

Em 2004, foram microfilmadas edições da revista Libertação, do jornal Tribuna Gaúcha, ambos editados em Porto Alegre e vinculados ao Partido Comunista do Brasil (PCB), e uma edição do diário Folha da Tarde.

Alguns anos mais tarde, os números 01, 25, 27, 31 e 37 de Libertação foram digitalizados no NPH a partir da coleção microfilmada. Os números 08, 09, 11, 14, 15, 20, 21, 22, 28, 29, 32, 34, 36 e 38 foram gentilmente disponibilizados pelo Centro de Documentação e Memória da UNESP (CEDEM), ampliando a coleção.

A revista Horizonte, também editada em Porto Alegre por militantes do PCB, foi doada em versão digital ao NPH em 2010. Dezessete edições foram digitalizadas e cedidas pelo CEDEM no ano de 2009. Outras quinze foram digitalizadas pela historiadora Marisângela Martins, a partir dos originais disponibilizados pelo Acervo João Batista Marçal.

Catálogo – Coleção João Batista Marçal