Iniciada restauração do Monumento a Júlio de Castilhos

Iniciada restauração do Monumento a Júlio de Castilhos

Criado em 1913 para homenagear um dos mais influentes líderes políticos da Primeira República em nosso estado, o Monumento representa a coragem, a prudência, a firmeza, o civismo e a experiência de Júlio de Castilhos. A obra foi concebida pelo pintor e escultor carioca Décio Villares e teve suas peças de bronze fundidas na França, sendo uma delas a primeira estátua equestre do Rio Grande do Sul. O Monumento se localiza na Praça da Matriz e é cercado pelo Palácio do Governo, a Assembleia Legislativa, a Catedral Metropolitana, e o Theatro São Pedro.

A restauração da obra teve inicio na última segunda-feira, dia 8 de maio, com a prospecção do especialista em restauração de esculturas metálicas, o francês Antoine Amarger e, devido à complexidade da peça, é previsto um período de seis meses de trabalho. A recuperação da obra será feita com recursos do PAC Cidades Históricas do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional promovido pelo governo federal e terá um custo de R$1,1 milhão. O IPHAN também irá orientar a secretaria de Cultura quanto aos parâmetros de análise dos documentos e dos procedimentos da restauração.