Quem Somos

             

 

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul possui um acervo edificado dos mais significativos no contexto urbano da cidade de Porto Alegre. Nele convivem duas gerações históricas e artísticas de edificações dos séculos XIX e XX.

Na busca da preservação desse patrimônio cultural e dessa memória, a UFRGS inscreveu, em 1998, o Projeto Resgate do Patrimônio Histórico e Cultural da UFRGS no Programa Nacional de Apoio à Cultura do Ministério da Cultura (PRONAC).

O projeto foi aprovado em 1999 e, em 2000, foi criada, para administrá-lo, a Secretaria do Patrimônio Histórico, a qual, em outubro de 2012, passou a designar-se Setor de Patrimônio Histórico (SPH), fazendo, desde então, parte da Superintendência de Infraestrutura.

A MISSÃO

A nossa missão é salvaguardar o patrimônio cultural da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, exercitando a memória coletiva e fortalecendo a cidadania.

COMO TRABALHAMOS

O SPH é responsável pelo processo de restauro dos prédios históricos da UFRGS, constituído pelas seguintes etapas: Gestão Documental, Projetos de Intervenção, Captação de Recursos e Execução de Obras. Também é responsável por implementar programas e projetos nas áreas de Educação Patrimonial e Comunicação.

 

GESTÃO DOCUMENTAL

O SPH realiza pesquisas históricas e iconográficas para a realização dos trabalhos de recuperação e restauro dos prédios históricos. Esses estudos coletam dados e informações relativos à memória, à identidade e à história do fazer da UFRGS, objetivando a identificação e a sustentação de técnicas, de materiais e de usos nas intervenções. Além disso, reúne a documentação da obra contemporânea, preocupando-se em registrar as intervenções e os critérios técnicos adotados. Pode-se sistematizar suas ações da seguinte forma:

Elaborar projeto documental sobre o patrimônio histórico cultural da UFRGS.

Pesquisar, analisar e catalogar documentos históricos, fotos e plantas para a formação de dossiês do processo de restauro.

Disponibilizar dados históricos e fotografias para pesquisas in loco. As fotografias também estão disponibilizadas no Repositório Digital da UFRGS (lume.ufrgs.br).

Classificar a documentação, seguindo as normas do Plano de Classificação da UFRGS, que posteriormente será disponibilizada à comunidade universitária e ao público em geral.

PROJETOS DE INTERVENÇÃO

O SPH elabora os projetos de intervenção no patrimônio edificado e nos espaços abertos adjacentes da UFRGS (readequação, revitalização, restauro, manutenção) e realiza ações que permitam a acessibilidade para pessoas com necessidades especiais, tais como implantação de elevadores, rampas e adequação de sanitários. Além disso, executa e fiscaliza as obras de restauração dos Prédios Históricos e de seu entorno, seguindo o memorial descritivo, o qual define os parâmetros que deverão ser seguidos durante a execução das obras.

Nosso conceito de restauração contempla o respeito às temporalidades pelas quais passam os edifícios históricos da UFRGS, conjugando as linguagens arquitetônicas às necessidades da vida contemporânea.

CAPTAÇÃO DE RECURSOS

O Projeto Resgate do Patrimônio Histórico e Cultural da UFRGS conta com várias fontes de recursos, sendo uma delas a Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313 de 23 de dezembro de 1991), conhecida também como Lei Rouanet, que possibilita às empresas e aos cidadãos aplicarem uma parte do Imposto de Renda devido em ações culturais.

O SPH elabora propostas culturais para aprovação junto ao Ministério da Cultura – MinC – e à Lei de Incentivo à Cultura do Estado – Pró-cultura/RS –, realiza programas para captação de recursos e faz o acompanhamento das aplicações dos valores arrecadados, bem como dos prazos de captação e de execução. Também acompanha a legislação pertinente e define estratégias.

É importante ressaltar que o interesse em contribuir com a restauração de nossos prédios históricos demonstra os sentimentos de gratidão e de retribuição à instituição que, de alguma forma, fez parte da vida dos incentivadores, seja pelos bancos acadêmicos ou mesmo pelos avanços proporcionados à sociedade através de suas pesquisas de excelência.

EXECUÇÃO DE OBRAS

O SPH é responsável pela montagem de especificações técnicas e de planilha orçamentária para licitações de obras. Este material, junto com o Memorial Descritivo e com os demais projetos complementares (tais como estrutural, elétrico, hidrossanitário, telecomunicações, condicionamento ambiental e tratamento acústico), instrumentaliza o certame licitatório o qual irá permitir a contratação das empresas encarregadas da execução das obras.

Além disso, fiscaliza as obras de restauração dos prédios históricos nos diversos campi da UFRGS.

GESTÃO

Edy Isaías Junior

Superintendente de Infraestrutura           

Andrea Pinto Loguercio

Vice-Superintendente de Infraestrutura

Andréia de Espíndola Lopes

Chefe do Setor de Patrimônio Histórico