Observação de Marte

Observação de Marte

Observação de Marte 0

O Planetário Prof. José Baptista Pereira, o Observatório Astronômico e o Departamento de Astronomia do Instituto de Física, espaços que promovem ensino, pesquisa e extensão na UFRGS, prepararam em parceria atividades para acompanhar a maior aproximação de Marte desde 2003.

O final de julho será agitado para quem gosta de observar o céu.

  • No dia 27, sexta-feira, o planeta Marte estará em oposição, momento em que ele terá brilho aparente máximo.
  • Ainda no dia 27 também vai acontecer um eclipse total da Lua, que poderá ser observado no começo da noite no Brasil.
  • Já no dia 31, terça-feira, ocorrerá a maior aproximação de Marte desde 2003, quando o planeta estará a 57,6 milhões de quilômetros da Terra. Ou seja, será a melhor semana para observar o planeta nos últimos 15 anos.

 

Oposição, aproximação e eclipse

No jargão da astronomia, dois objetos são ditos em oposição quando eles estão em lados opostos do céu. No caso dos planetas do Sistema Solar, “oposição” normalmente se refere ao Sol. Por conta disso, a época da oposição é aquela em que o planeta, por estar do lado oposto ao do Sol, passa a noite inteira acima do horizonte. Essa configuração geométrica implica que nós vemos o planeta totalmente iluminado – como na Lua cheia – sendo a época em que o brilho aparente do planeta é o mais intenso.

O momento de máxima aproximação normalmente não coincide com o da oposição, e a distância de máxima aproximação é variável. Isso se deve ao fato das órbitas dos planetas serem elípticas em vez de circulares. Além disso, a interação gravitacional entre os próprios planetas modifica suas órbitas de forma sutil, fazendo com que cada aproximação seja única. A aproximação de 2003 foi a maior em 60.000 anos, quando Marte esteve a 54,6 milhões de quilômetros. As distâncias de máxima aproximação podem variar de 54 a 103 milhões de quilômetros, e são menores em situações em que o planeta está próximo de seu periélio (menor distância ao Sol), como é o caso na que ocorrerá dia 31. A próxima aproximação periélica de Marte está prevista para acontecer somente em 2035.

A ocorrência do eclipse lunar na mesma semana da oposição/aproximação de Marte é uma coincidência astronômica, já que ele depende apenas da configuração geométrica entre Terra, Lua e Sol. O fenômeno vai ter início ainda durante a tarde, com a Lua abaixo do horizonte em Porto Alegre, com a totalidade iniciando às 16h30min (horário de Brasília), 51 minutos antes da Lua nascer. O final da totalidade está previsto para 18h13min, e o eclipse termina 20h28min.

As pessoas interessadas em acompanhar os fenômenos têm uma série de opções nos próximos dias. As atividades contarão sempre com uma equipe composta por estudantes de física e astrofísica/pós-graduandos(as)/astrônomos e astrônomas profissionais, ligadas ao Departamento de Astronomia do Instituto de Física da UFRGS. A programação terá lugar no Planetário Professor José Baptista Pereira (Av. Ipiranga, 2000, Campus Saúde), no Observatório Astronômico da UFRGS (Oswaldo Aranha, S/N, atrás do prédio da Engenharia, Campus Central) e no Observatório Campus do Vale (sobre o DAEF – Diretório Acadêmico dos Estudantes de Física, Campus do Vale).

 

Atividades no Observatório Astronômico

(Oswaldo Aranha, S/N, atrás do prédio da Engenharia, Campus Central)

O Observatório atende diariamente de segunda a sexta-feira das 19h às 22h, mas neste período estará focado na observação de Marte.

 

Observatório Campus do Vale

(sobre o DAEF – Diretório Acadêmico dos Estudantes de Física, Campus do Vale)

As observações de Marte ocorrerão dentro do Programa de Extensão Segundas Astronômicas, das 19h30-21h50, nos dias 23 e 30 de julho e 6 de agosto.

 

Atividades no Planetário:

Data: 19/7 

Atividade: XIII Ciclo de Palestras do Instituto de Física/UFRGS (Tema: Como nascem as estrelas)

Hora: 19h30

Atividade: Uma Conversa sobre o Céu, Observação de Marte com Daniela Pavani

Hora: 20h30

Atividade: Observação de Marte com Telescópios

Hora: 20h45 até 21h30

 

Data: 22/7 

Atividade:  Projeto Selene

Hora: 17h

Atividade: Uma Conversa sobre o Céu, Observação de Marte com Daniela Pavani

Hora: 19h

Atividade:  Observação de Marte com Telescópios

Hora: 19h30 até 21h30

 

Data: 27/7 

Atividade:  Projeção de imagens do Eclipse Total Lunar*

Hora: 16h às 18h30

Atividade: Uma conversa sobre o Céu, Por que ocorrem os eclipses & Marte em Oposição com Miriani Pastoriza

Hora: 18h30

Atividade: Observação de Marte com Telescópios

Hora: 19h até 21h

*A Lua estará visível em Porto Alegre somente após o período da totalidade do eclipse, por esse motivo, será projetado em um telão imagens em tempo real de satélites e telescópios.

 

Data: 31/7 

Atividade:  Uma conversa sobre o Céu, Marte em máxima aproximação da Terra com Horacio Dottori

Hora: 19h

Atividade: Observação de Marte com Telescópios

Hora: 19h30 até 21h

 

Data: 5/8 

Atividade: Uma conversa sobre o céu, Marte em máxima aproximação da Terra com Daniela Pavani

Hora: 19h

Atividade: Observação de Marte com Telescópios

Hora: 19h30 até 21h

 

A atividade “Uma Conversa sobre o céu” onde um(a) Astrônomo(a) apresentará uma mini-palestra explicando o fenômeno a ser observado. A ideia é estabelecer um diálogo entre o público e o(a) profissional.