Foto: Francine Fernandes
Foto: Francine Fernandes
22 maio, 2018

Visitas ao Instituto de Artes promovem interação entre o público e a Universidade

Programação incluiu dois saraus que movimentaram a unidade durante o UFRGS Portas Abertas


Nesse sábado (19/05), o UFRGS Portas Abertas promoveu uma série de eventos em todos os campi da Universidade. No Instituto de Artes, a programação incluiu bate-papos com os professores, aulas experimentais, saraus, visitação ao museu de artes e à mostra de videoarte Audiovisual Sem Destino (AVSD), da Pinacoteca.

Na primeira parte da manhã, os visitantes imergiram numa viagem pelos cursos de artes visuais, música e artes dramáticas da UFRGS. A experiência teve início com conversas sobre os cursos, suas aplicações e o mercado de trabalho. O público pôde explorar o prédio e conhecer a estrutura do IA.

“Muitos alunos do Ensino Médio estão tentando se encontrar. Nesse sentido, o Portas Abertas traz uma nova visão dos cursos de artes, porque os alunos podem tirar dúvidas e conhecer melhor a área”, afirmou Mariane Pereira, aluna do quinto semestre de Música da UFRGS, sobre as aulas expositivas dos cursos.

No decorrer do dia, mais eventos chamaram a atenção. Na Pinacoteca, os espectadores tiveram a oportunidade de conhecer os trabalhos de artistas de diferentes partes do Brasil através da mostra Audiovisual Sem Destino (AVSD), resultado de uma pesquisa de cinco anos de videoarte, além de conhecer as outras obras da galeria. Patrícia Bohrer, integrante da produção executiva do espaço, explicou que a Pinacoteca oferece atividades abertas à comunidade externa o ano todo, como exposições e mostras culturais.

Para a aluna Amanda Elise, da Escola Otávio de Souza, de Porto Alegre, e ex-aluna da extensão de Música da Universidade, o Portas Abertas é positivo pois é um momento para descoberta, ou tentar descobrir, o que gosta e o que tem afinidade. “É uma ótima ideia porque as pessoas podem conhecer mais e ver o que gostam de fazer”, concluiu.

A programação no IA terminou com dois saraus promovidos pelo curso de Música da UFRGS. A ocorrência de dois saraus no mesmo dia no Portas Abertas foi uma experiência marcante para a comunidade. Alunos e professores se apresentaram, levando os espectadores à emoção com as apresentações de piano e canto lírico e também à nostálgica experiência dos sons de A Pantera Cor-de-Rosa pelos violoncelistas. Apresentações e atividades no Instituto de Artes acontecem o ano todo e promovem a interação entre comunidade e Universidade.

Texto: Júlia Ozorio