28
nov

Projeto “Cenas Diversas”

Ministério da Cultura e Banrisul apresentam:

Projeto “Cenas Diversas” vai abordar o teatro e a acessibilidade na Casa de Cultura Mario Quintana

Espetáculos, debates e oficinas fazem parte do Plano Anual de Atividades 2018 – 2019

 

As artes cênicas e a acessibilidade serão o tema central do projeto “Cenas Diversas”, entre os dias 27 e 29 de novembro, na Casa de Cultura Mario Quintana. Através de peças de teatro, oficinas e debates, o universo das artes e o acesso da pessoa com deficiência aos bens culturais serão objeto de reflexão. Os espetáculos e atividades foram selecionados para justamente abordar as questões universais de acessibilidade.

 

O roteiro começa no dia 27 de novembro, às 20h30, na Sala Carlos Carvalho com o espetáculo “Malak – Tempo de Sonhos”, da Companhia Trivoli (Canoas). No elenco estão artistas inclusos (deficientes) e não inclusos (não deficientes). A peça conta a história de um menino autista que não consegue sociabilizar-se com seu grupo do Circo. Malak decide viajar até a cidade grande em busca de aventura. O espetáculo que mescla música, teatro, dança e arte circense terá entrada gratuita, com retirada de senhas uma hora antes do horário de início.

 

No dia 28, às 12h30, na Travessa dos Cataventos será a vez de uma performance de Timba (ritmo cubano), coreografada por Bianca Bueno. A dança traz a alegria do grupo como ponto principal. A música faz com que o grupo que está disperso, espalhado pelo local, se encontre num centro e comemore a vida. Os espectadores são convidados para dançarem os artistas. Participam artistas cadeirantes e não cadeirantes.

 

No mesmo dia, às 20h30, na Sala Carlos Carvalho, será apresentada a peça “Passo Mais Pra Frente Pode Ser”, com Leticia Carline (Coreografa e Bailarina) e Roberta Giovanaz Spader (coreografa e bailarina). O espetáculo trabalha os estilos de dança flamenca e contemporânea isolados, bem como a inserção das deficiências como ferramenta artística. Ao longo da apresentação ambos se mesclam, tanto os estilos de dança, quanto as pessoas com e sem deficiência. A entrada é gratuita com retirada de senhas uma hora antes do horário de início.

 

Na quinta-feira, dia 29, acontece o espetáculo “NUS e [des]GRAÇADOS” na Sala Carlos Carvalhos, às 20h30. A peça reúne a performer e videoartista paulistana, Estela Lapponi, e o bailarino Edu Ó. O encontro de Edu e Estela se deu em 2007, quando o Núcleo Dança Aberta produziu em São Paulo o espetáculo “Joy Lab Research”. Este espetáculo proporcionou um encontro de danças e ideias entre os dois que desde então, mesmo à distância, vêm buscando maneiras de estarem juntos artisticamente com o intuito de fortalecer um discurso comum – o pensamento decolonial e mercadológico sobre o corpo com deficiência em cena e fora dela. O espetáculo também conta com locução a cantora Joana Flor. A entrada é gratuita com retirada de senhas uma hora antes do horário de início.

 

A programação do “Cenas Diversas – Acessível” contemplará também oficinas e um debate, todos no dia 28 de novembro. A oficina “Diversos Corpos Dançantes”, com Bianca Bueno e Daniel Elizeu, acontecerá das 9h às 12h, na Sala Hermes Mancilha. O trabalho propõe prática e pesquisa da improvisação e composição coreográfica, sobre poéticas da integração entre diversas pessoas, seus corpos, movimento e suas experiências. O público alvo são pessoas com e sem deficiência que tenham desejo de dançar.

 

A oficina “Desejos Destoantes: experimentos para diversos corpos dançantes”, com Edu Ó e Willian Gomes, acontece na Sala Cecy Frank, das 14h às 17h. A oficina é aberta ao público com e sem deficiência e visa promover reflexões sobre o corpo com deficiência na perspectiva da sexualidade, levantando discussões acerca das relações de poder implicadas nos processos sociais que envolvem esses corpos. Encerrando a programação está o debate “Experiências Sensíveis, Criativas e Acessíveis”, às 18h, com Silvia Wolff e Estela Lapponi. As inscrições para as oficinas podem ser feitas pelo e-mail: oficinaplanoanualccmq@gmail.com

 

O Plano Anual de Atividades 2018-2019 da CCMQ tem incentivo da Lei Rouanet, patrocínio do Banrisul, gestão e planejamento da Cida Cultural e realização da Casa de Cultura Mario Quintana, Associação dos Amigos da Casa de Cultura Mario Quintana e do Ministério da Cultura/Governo Federal.

 

SERVIÇO – CENAS DIVERSAS ACESSÍVEL:

 

ESPETÁCULOS:

Dia 27/11

“Malak – Tempo de Sonhos”

Hora: 20h30min

Local: Sala Carlos Carvalho

Entrada gratuita com retirada de senhas uma hora antes.

 

Dia 28/11

Apresentação da Coreografia de Dança

Hora: 12h30min

Local: Travessa Cataventos

Em caso de chuva, performance acontece na área interna da Casa.

 

“Passo Mais Pra Frente Pode Ser”

Hora: 20h30min

Local: Sala Carlos Carvalho

Entrada gratuita com retirada de senhas uma hora antes.

 

Dia 29/11

“NUS E [des]GRAÇADOS

Hora: 20h30min

Local: Sala Carlos Carvalho

Entrada gratuita com retirada de senhas uma hora antes.

 

OFICINAS:

 

Dia 28/11

Oficina “Diversos Corpos Dançantes”

Hora: das 9h às 12h

Local: Sala Hermes Mancilha

Ministrante: Bianca Bueno e Daniel Elizeu.

Inscrições pelo e-mail oficinaplanoanualccmq@gmail.com

 

Oficina “Desejos Destoantes: Experimentos para Diversos Corpos Dançantes”

Hora: das 14h às 17h.

Local: Sala Cecy Frank.

Ministrante: Edu Ó e William Gomes.

Inscrições pelo e-mail oficinaplanoanualccmq@gmail.com

 

DEBATE:

 

Dia 28

“Experiências Sensíveis, criativas e acessíveis”

Hora: das 18h às 19h30

Local:

Debatedoras: Silvia Wolf e Estela Lapponi.

Entrada gratuita.

 

Todas as atividades são gratuitas e têm a realização do Ministério da Cultura e Governo Federal.