Guilherme Frainer recebe prêmio Internacional no Congresso Mundial de Mamíferos Marinhos

Doutor pelo PPGBan em 2019, o cientista Guilherme Frainer acaba de receber um prêmio Internacional no Congresso Mundial de Mamíferos Marinhos “The 2nd World Marine Mammal Conference”. O trabalho denominado “Echo-devo: ontogeny and evolution of the sound generating structures in dolphins (Odontoceti: Delphinida)” foi considerado o melhor trabalho sul Americano do congresso que se encerrou no dia 12 de dezembro em Barcelona, na Espanha. O trabalho desenvolvido no Laboratório de Sistemática e Ecologia de Aves e Mamíferos Marinhos da UFRGS e no Department II of Anatomy, da University of Cologne, contou com a orientação dos professores Ignacio Benites Moreno (CECLIMAR/UFRGS) e Stefan Huggenberger (Institute of Anatomy and Clinical Morphology, Witten/Herdecke University) da Alemanha. O trabalho apresentou novas teorias sobre o desenvolvimento e a evolução das estruturas envolvidas na produção do som de diversas linhagens de golfinhos. O Guilherme Frainer usou técnicas histológicas, além tomografias computadorizadas para gerar imagens em 3D e poder comparar as diversas fases do desenvolvimento e revelar padrões nunca antes descobertos. Por exemplo, foi possível entender como o órgão produtor de som surgiu durante a evolução das diferentes linhagens e como se aperfeiçoou em cada grupo frente às adaptações ao ambiente e a seus padrões comportamentais. O trabalho foi publicado recentemente no periódico Biological Journal of the Linnean Society, Volume 128, Issue 3, November 2019 (https://doi.org/10.1093/biolinnean/blz118).

O boto ou golfinho-nariz-de-garrafa, Tursiops gephyreus, na barra do rio Tramandaí, Rio Grande do Sul, Brasil. Modelos em 3D do crânio e das principais gorduras envolvidas na modulação do som dessa espécie foram sobrepostos à imagem. Arte de Guilherme Frainer em foto de Ignacio Moreno/CECLIMAR-UFRGS.