Manual para Confecção de Teses e Dissertações

→ Download do Manual para Confecção de Teses e Dissertações


Seleção e Classificação

1 – Processo Seletivo

1.1 – Poderão candidatar-se ao PPGBCM os portadores de diplomas de nível superior que apresentem documentação comprovante de terem sido préviamente aceitos por orientador do PPGBCM, compromissado com a orientação do candidato. Os critérios para seleção e classificação dos candidatos aos cursos de mestrado e de doutorado obedecerão às normas definidas, e periódicamente revisadas, pela CPG. Será valorizada a candidatura de graduados de cursos superiores provenientes de programas efetivos de iniciação científica.

1.2 – Para qualquer nível de estudo, é obrigatória a apresentação da documentação do candidato (modelos disponíveis na secretaria), incluindo: a) carta do orientador apresentando o candidato; b) Curriculum Vitae e memorial sucinto do candidato; c) CPF e carteira de identidade; d) comprovante de conclusão do curso de graduação; e) qualquer outro material que possa ser útil à CPG no processo de seleção. A critério da CPG, os candidatos poderão ser convidados para uma entrevista.

1.3 – A matrícula no Programa poderá ser feita em qualquer época do ano, desde que haja carta de aceitação de orientador e que a matrícula independa da pré-existência de bolsa das agências de financiamento do programa.

1.4 – A comprovação da conclusão do mestrado, não constitui pré-requisito obrigatório para a candidatura e matrícula no doutorado.

1.5 – A matrícula no Doutorado será estimulada e aprovada para os candidatos que apresentem quaisquer dos seguintes comprovantes: a) a versão final do manuscrito completo da dissertação, devidamente aprovada pela Comissão de Acompanhamento do Mestrando; b) documento da CPG aprovando a indicação do orientador para a passagem direta do mestrando para o nível do doutorado; c) aprovação pela CPG, de pleito do candidato para a matrícula diretamente no doutorado.

1.6 – Ressalvada as situações de existência de bolsas concedidas por agências de fomento diretamente aos orientadores, a alocação das bolsas aos candidatos matriculados em quaisquer dos níveis de estudos, será feita pela CPG, de forma competitiva entre os candidatos, através de um processo classificatório, e tomando como base as instruções e exigências das agências de financiamento do Programa.

O processo classificatório para o Mestrado será realizado através de: a) análise do Curriculum Vitae e Histórico escolar dos candidatos (peso 25) e, b) análise de artigos científicos (peso 75).

O processo classificatório para o Doutorado será realizado através de: a) análise do Curriculum Vitae dos candidatos (peso 30); b) apresentação oral do projeto de pesquisa a ser desenvolvido durante o curso (peso 35) e, c) análise de artigos científicos (peso 35).

Poderão participar do processo classificatório todos os alunos já matriculados no Programa e aqueles outros ainda não matriculados.

Participação de mestrandos no processo classificatório: um aluno de mestrado pode se concorrer ao processo classificatório para bolsa de doutorado antes de concluir sua tese de mestrado. Nesse caso, o resultado do processo classificatório terá validade de quatro meses, prazo no qual a tese de mestrado deverá ser defendida, e após o qual, tanto a matrícula provisória como o resultado da seleção perderão seu valor. A bolsa de doutorado somente entrará em vigor depois de defendido o mestrado. Caberá à Comissão de Acompanhamento emitir um parecer atestando que o mestrando está apto a matricular-se no doutorado, antes da defesa de tese. Para isso, a CA analisará um “boneco” da tese quanto ao seu conteúdo, julgando-o compatível com uma tese de mestrado. O parecer da CA e o respectivo “boneco” deverão acompanhar o material de inscrição/matrícula do aluno no doutorado.

Matrícula, Plano de Curso e Comissão de Acompanhamento

Cada estudante do PPGBCM terá um Plano de Curso, discutido e elaborado juntamente com o orientador para ser apresentado no ato da matrícula, devendo constar a discriminação mínima dos créditos obrigatórios e eletivos a serem cumpridos pelo estudante. O Plano de Curso será aprovado pela CPG. A critério do orientador e/ou da CPG, créditos eletivos poderão ser tornados obrigatórios para melhor adequar o perfil do candidato ao processo formativo do programa.

As atividade eletivas previstas no plano de curso referem-se a um perfil mínimo desejável para cada aluno, e assim, o plano de curso apresentado no ato da matrícula não precisa totalizar o número de creditos totais exigidos para a formação do aluno. Eventuais alterações no Plano de Curso deverão ser discutidas e aprovadas pela Comissão de Acompanhamento do aluno.

1 – Comissão de Acompanhamento (CA):

1.1 – No ato da matrícula no PPGBCM, o estudante deverá, juntamente com seu orientador, apresentar à CPG dois pesquisadores-docentes que concordem em formar, com o orientador, a Comissão de Acompanhamento (CA). A CA tem por objetivo e função, garantir o acompanhamento do desempenho do estudante. Visa também, detectar precocemente, eventuais situações problemáticas e de conflito, propondo soluções pertinentes, bem como recomendar alterações no plano de estudo do estudante. Além do orientador, é desejavel que um dos membros da comissão de acompanhamento seja parte do corpo docente do PPGBCM. A participação de membros externos ao PPGBCM em CA’s deverá ser homologada pela CPG após análise do currículo correspondente. Cabera à CPG decidir sobre a pertinência de CA’s constituídas exclusivamente por membros externos ao PPGBCM. Os professores-pesquisadores convidados como membros das CA’s deverão formalizar o aceite do convite, assinando uma carta-compromisso, cujo modelo está disponível na secretaria do PPGBCM.

1.2 – A CA fará a avaliação semestral do estudante, reunindo-se nos meses março/abril e setembro/outubro, através de análise de relatórios sucintos e de entrevistas com o pós-graduando. As reuniões das CA´s poderão ser realizadas individualmente com cada membro da CA ou, sempre que possível, em presença dos dois membros. Alternativamente, o estudante poderá encaminhar relatório por escrito, a cada um dos membros da CA, relatando seu desempenho no semestre. A CA emitirá parecer escrito sobre a situação do estudante após cada avaliação.

Recomenda-se que o primeiro relatório semestral do estudante contenha o Projeto de Tese, constando de uma descrição do problema a ser estudado, a abordagem experimental a ser utilizada, principais referências bibliográficas e um cronograma dos experimentos a serem executados. Havendo resultados parciais, estes tambem deverão ser anexados, na forma de figuras e tabelas.

Nos relatórios subsequentes à CA, os resultados obtidos no período serão acrescentados, bem como um relato das dificuldades encontradas e principais conclusões obtidas, de modo a permitir uma análise do andamento do projeto experimental de tese. Os relatórios deverão ainda descrever o cumprimento do plano de estudos e a pontuação em créditos do aluno e relacionar, no perídodo, as apresentações em congressos e similares; trabalhos científicos completos, submetidos ou publicados; e outras formas de produção científica (pedidos de patente, depósito de sequências, etc).

Em todas as reuniões, as CA´s deverão analisar o cumprimento do plano de estudo, podendo recomendar mudanças no plano original (apresentado na matrícula) do aluno, conforme seu desempenho nas atividades já executadas.

A falta de apresentação do relatório às CA´s no prazo estabelecido pode resultar em suspensão temporária da bolsa do estudante e/ou trancamento/desligamento do aluno do PPGBCM.

Atividades Obrigatórias e Eletivas

1 – Créditos:

A atribuição dos créditos aos alunos do PPGBCM será feita em função do cumprimento de atividades obrigatórias e eletivas, aí incluídas disciplinas e cursos.

2 – Definição de Crédito:

Um crédito no PPGBCM corresponde a um mínimo de 15 horas de trabalho efetivo, obedecido o disposto na regulamentação dos Cursos de Pós Graduação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

3 – Totais de Créditos Exigidos

3.1 – Para o Doutorado, o aluno deverá obter um mínimo de 36 créditos, somados os créditos de atividades obrigatórias e eletivas; para o Mestrado, esse mínimo será de 24 créditos. Um delineamento da programação de créditos a serem cumpridos será feito pelo orientador, com a anuência do pós-graduando, tão logo tenha sido matriculado o aluno, constituindo o plano de estudo mencionado em itens anteriores. Não será permitida a defesa da tese aos pós-graduandos que não tenham completado o total de créditos de seu respectivo nível de estudos.

3.2 – Os créditos obtidos em outras Instituições, equivalentes às atividades de formação e informação praticadas pelo PPGBCM, poderão ser reconhecidos e computados para o aluno, mediante solicitação à CPG, endossada pelo orientador e por sua Comissão de Acompanhamento. O total de créditos transferidos de outra instituição, não poderá ultrapassar o limite de um terço do somatório de créditos exigidos para a obtenção do grau correspondente no PPGBCM. O aluno que concluir o Mestrado no PPGBCM terá direito de transferir 12 créditos obtidos em atividades eletivas para seu Plano de Curso no Doutorado.

Atividades Obrigatórias

As atividades obrigatórias são listadas abaixo e detalhadas a seguir:

1) Trabalho Experimental
2) Exame de Qualificação
3) Atividade Didática
4) Redação Científica
5) Formação e Informação Científica
• Seminários do Centro de Biotecnologia
• Seminários de Dados Experimentais do Pessoal do Centro
• Tópicos Avançados (“Referatas”)

Atividades Eletivas

Nota Importante: Quando previsto no Plano de Curso e a critério do orientador e/ou da CA, atividades eletivas de Disciplinas e Cursos Regulares poderão ser tornadas obrigatórias para melhor adequar o perfil do candidato ao processo formativo do programa. Estão listadas abaixo e detalhadas a seguir as atividades eletivas que atribuem os respectivos créditos:

1) Disciplinas Regulares
2) Cursos Monográficos
3) Tópicos Especiais
4) Metodologias Específicas
5) Orientação de Estagiário de Iniciação Científica
6) Disciplinas Oferecidas por Outras Instituições
7) Seminários Externos

Detalhamentos das Atividades para Obtenção de Crédito

Atividades Obrigatórias

1) Trabalho Experimental

A execução do projeto de pesquisa (dissertação/tese) não atribui crédito formal, mas constitui a atividade central e obrigatória para os todos os estudantes matriculados no PPGBCM.

Em casos excepcionais e mediante autorização da CPG, o desenvolvimento da parte experimental do trabalho de tese poderá ser efetuado em outras unidades da UFRGS ou mesmo em outros centros de pesquisa, devendo, neste caso, ser o orientador plenamente credenciado junto ao PPGBCM.

2) Exame de Qualificação

Atividade obrigatória para o Doutorado, deve ser realizado no prazo máximo de 20 meses após o ingresso do aluno no Programa, na mesma data da apresentação do Seminário de Dados.

Procedimento: O Exame constará da elaboração de um projeto de pesquisa sobre o assunto de escolha do candidato. O projeto deverá abordar tema distinto daquele do seu projeto de tese, demonstrar originalidade e capacidade de planejamento, e ser escrito de acordo com Editais disponíveis por agências de fomento. O tema abordado deverá ter anuência do orientador. O doutorando, com ciência do orientador, deverá encaminhar uma cópia digital do projeto à CPG, indicando nomes de três examinadores e seus respectivos C.Vs., caso sejam externos ao PPGBCM, 30 dias antes da data da apresentação do Projeto. Aprovados os examinadores pela CPG, o projeto será encaminhado pela secretaria do PPGBCM para apreciação pelos examinadores. Após análise, os examinadores deverão se reunir com o aluno e recomendar as alterações julgadas necessárias ao projeto. As reuniões poderão ser realizadas por e-mail ou outras formas de comunicação. Ao final deverá ser emitido um laudo conclusivo sobre a sua aprovação e enviado para a CPG via correio eletrônico. Quando da aprovação do projeto pelos examinadores, averiguado pelo envio dos pareceres para a secretaria do PPGBCM, será confirmada a sua apresentação pública. A apresentação pública do projeto ocorrerá na mesma data da apresentação do Seminário de Dados. A avaliação do Exame de Qualificação será realizada de maneira conjunta pela leitura dos pareceres emitidos pela banca examinadora e pela arguição dos candidatos frente aos resultados apresentados no Seminário de Dados. A presença do orientador e de pelo menos um membro da comissão de acompanhamento do aluno é indispensável para a realização da atividade. Uma mensagem automática será enviada para o correio eletrônico do aluno e do orientador 60 dias antes da data prevista de apresentação. Para que sejam feitas alterações nas datas pré-agendadas, o aluno deverá apresentar a CPG uma justificativa com anuência do orientador.

3) Atividade Didática (BCM20101)

A atividade didática compreende a participação do pós-graduando, supervisionada pelo orientador, ou por docentes indicados pela CPG, na ministração de disciplinas regulares e outros cursos, oferecidos pelo Centro de Biotecnologia, ou por departamentos e outras instâncias da UFRGS. Tal participação compreende a ministração de cursos teóricos e práticos aos alunos de graduação, de cursos de extensão ou outros, a critério da CPG. Autorizado pela CPG, candidatos que exerçam atividades didáticas na sua instituição de origem poderão ser dispensados dessa atividade.

O crédito de atividade didática corresponde a 15 horas de trabalho didático. Cada estudante do PPGBCM deverá cumprir 1,0 crédito de atividade didática no Mestrado e 2,0 créditos durante o Doutorado.

A critério da CPG, poderão ser permitidos um máximo de 3,0 créditos para o Mestrado e de 4,0 para o Doutorado em atividades didáticas.

4) Redação Científica (BCM20201)

Corresponde à atividade de treinamento de alunos de pós-graduação na preparação de manuscritos científicos, com vistas à publicação de trabalhos em revistas de nível internacional, para cuja redação o estudante tenha contribuído de forma efetiva.

Procedimento para obtenção do crédito: O formato científico e o esquema geral do trabalho são elaborados preliminarmente pelo estudante. Uma vez aprovado este conteúdo pelo orientador, as questões de estilo, gramática e a forma final do manuscrito, redigido em inglês, serão resolvidas pelo pós-graduando sob a supervisão de um responsável por este crédito. A pessoa responsável pelo crédito de redação científica, se externa ao PPGBCM, será convidada pela CPG, a partir de sugestões do orientador, considerando-se sua experiência editorial ou de publicação de trabalhos em periódicos dotados de política editorial rigorosa. Quando o responsável for docente do PPGBCM, é suficiente apenas o informe à CPG de que o pós-graduando estará se submetendo a essa atividade.

Será conferirá 1,0 crédito ao aluno mediante parecer emitido pelo responsável designado pela CPG para o acompanhamento do preparo de um manuscrito. Será conferido mais 1,0 crédito nessa atividade, caso o manuscrito seja aceito para publicação em períódico considerado de padrão “A”.

Créditos adicionais de Redação Científica poderão ser concedidos, a critério da CPG, para a participação de alunos como co-autor de trabalho publicado. Para o nível de Mestrado, é obrigatório um mínimo de 1,0 crédito de Redação Científica, que deverá ser realizado no formato de treinamento em redação de manuscrito.

Para o Doutorado, são obrigatórios um mínimo de 2,0 créditos de Redação Científica, sendo um desses créditos deverá realizado no formato de treinamento em redação de manuscrito.

Obrigatoriedade de publicação no Doutorado para homologação da Defesa de Tese: Para a homologação da defesa de tese de Doutorado, deverá haver comprovação da publicação (ou aceite) de um trabalho científico completo, em periódico de padrão “A” segundo o Qualis da área. A critério da CPG, a defesa de tese de Doutorado poderá ser autorizada mediante a confirmação de submissão de trabalho científico para publicação, através de carta confirmando. O trabalho publicado em questão deve necessariamente: a) ter o doutorando como primeiro autor; b) ter sido publicado durante o período de matrícula do doutorando no PPGBCM; c) estar relacionado com o assunto da tese de doutorado. O trabalho publicado não precisa ter sido objeto do crédito de “Redação Científica”.

5) Formação e Informação Científica

Compreende um conjunto de atividades obrigatórias que permitem atribuir créditos ao esforço e desempenho individual dos alunos.

a) Seminários do Centro de Biotecnologia (BCM20301)
Refere-se à programação de palestras, conferências e seminários, oferecidos regularmente pelo Centro de Biotecnologia. Será atribuído 1,0 crédito para participação do estudante em cada grupo de 15 seminários. É obrigatório o mínimo de 2,0 créditos para o Mestrado e 4,0 créditos no Doutorado, sendo permitido um máximo de 3,0 créditos no Mestrado e 6,0 créditos no Doutorado.

b) Seminários de Dados Experimentais do Pessoal do Centro (BCM20401)
Apresentação e discussão, em forma de rodízio entre os alunos e grupos de pesquisa do Centro de Biotecnologia, dos resultados experimentais que estão sendo obtidos pelos alunos, incluídos as sessões de defesa de tese e exames de qualificação. Será atribuído 1,0 crédito para a participação do estudante em cada grupo de 15 seminários. A apresentação de seminário pelo aluno, reunindo dados consistentes da tese antes da defesa, é atividade obrigatória e valerá um crédito ao pós-graduando. O máximo permitido será de 2,0 créditos para o Mestrado e 4,0 para o Doutorado.

c) Tópicos Avançados (Referatas) (BCM20501)
Apresentação e discussão, dentro de cada laboratório (“Journal Interno”), de artigos científicos ligados aos temas dos projetos de tese e da linha de pesquisa do grupo. Será atribuído 1,0 crédito para a participação ativa do estudante em cada grupo de 15 seminários. Cabe ao orientador o contrôle da frequência, bem como garantir a obrigatoriedade de rodízio adequado entre os estudantes, para a apresentação periódica de trabalhos, na forma de referatas. Serão exigidos nesta atividade, 1,0 crédito no Mestrado e 2,0 no Doutorado, sendo permitido acumular um máximo de 3,0 créditos para o Mestrado e 4,0 créditos para o Doutorado.

Atividades Eletivas

Importante: Quando previsto no Plano de Curso e a critério do orientador e/ou da CPG, créditos eletivos de Disciplinas e Cursos Regulares poderão ser tornados obrigatórios para melhor adequar o perfil do candidato ao processo formativo do programa.

Tutorial: Recomenda-se que um tutorial, consistindo de um conjunto de artigos, questões, entrevistas, etc, elaborados pelo professor responsável, seja aplicado individualmente aos alunos, antes da realização da disciplina ou curso, de modo a preparar o aluno para o conteúdo a ser ministrado. O docente responsável poderá recusar a matrícula de um aluno na disciplina, caso considere seu desempenho no tutorial insuficiente.

Aproveitamento: O índice de do aluno em cada atividade/disciplina será avaliado de acordo com os seguintes conceitos: (A) – Excelente; (B) – Bom; (C) – Regular; (D) – Insuficiente; (FF) – Frequência Insuficiente. Serão considerados aprovados os alunos que lograrem os conceitos A, B ou C em cada disciplina/atividade. A desistência do aluno, antes de concluídos 25% de uma atividade programada implicará na exclusão dessa atividade no seu histórico escolar. A indicação CT (crédito transferido) poderá ser atribuída aos créditos de disciplinas e de atividades realizadas fora do âmbito do PPGBCM ou da UFGRS, a critério da CPG, quando não constar o índice de aproveitamento do aluno na documentação apresentada.

Coeficiente de Rendimento Pós-Graduado (CRPG): Será exigido do candidato ao doutorado e ao mestrado um CRPG igual ou superior a dois. O CRPG será calculado pela média ponderada dos créditos obtidos mediante atribuição dos seguintes valores aos conceitos obtidos pelos alunos: Conceito A = 3 (três); Conceito B = 2 (dois); Conceito C = 1 (um); Conceitos D e FF = 0 (zero),/P> As atividades/disciplinas com indicação CT (crédito transferido) não entrarão no cômputo geral do CRPG (coeficiente de rendimento pós-graduado).

O aluno que obteve conceito C ou D em determinada atividade que atribue crédito formal, poderá solicitar nova oportunidade para melhorar sua pontuação ou recuperar-se do conceito insuficiente. A repetição de uma determinada disciplina deverá ser decidida e acordada entre o aluno, seu orientador e o professor responsável. O conceito obtido pelo aluno ao repetir a disciplina anula o anterior, mesmo sendo inferior a este. No caso do aluno com conceito D que teve sucesso nessa segunda oportunidade, os dois resultados constarão do Histórico Escolar do aluno e integrarão sua avaliação global através do cálculo do CRPG.

Avaliação: recomenda-se aos professores responsáveis que o desempenho dos alunos em disciplinas e outras atividades seja avaliado segundo critérios múltiplos. O conceito final atribuído a um aluno deve, preferencialmente, ser composto de diferentes formas de avaliação, como por exemplo, discussão de papers, apresentação de seminário, participação em aulas, prova escrita, prova oral, etc.

Disciplinas Regulares

Constituem o conjunto de disciplinas básicas e gerais regularmente oferecidas pelo PPGBCM. As disciplinas que deverão constituir crédito obrigatório para cada aluno deverão ser previstas no respectivo Plano de Curso.

Clique aqui para visualizar a lista de disciplinas

Metodologias Científicas (BCM22001)

Consiste na atribuição de crédito ao aluno que realiza um estágio junto a outra equipe de trabalho, visando a aquisição de metodologias não disponíveis no seu próprio laboratório. Cada estágio conferirá 1,0 crédito ao estudante, caso o período de estágio resulte em pelo menos uma comunicação em congresso científico, ou em trabalho publicado, ou que seja efetivamente aproveitado no desenvolvimento experimental da tese. Nesse último caso, para a concessão de créditos, a CPG analisará uma carta do pesquisador responsável pelo laboratório onde o aluno realizou o estágio, atestando a duração de seu estágio e seu treinamento em técnica específica, que tenha sido comprovadamente utilizada em seu trabalho experimental de tese. Não há limites no número de créditos obtidos nessa modalidade, desde que devidamente endossados pelo orientador e Comissão de Acompanhamento do aluno.

Orientação de Estagiários de Iniciação Científica (BCM21001)

A orientação de um estudante de graduação, em projeto de Iniciação Científica com a supervisão do orientador, será uma atividade altamente recomendada para os estudantes de doutorado. Quando tal orientação resultar em comunicação em congresso e/ou trabalho publicado, serão concedidos 1 ou 2 créditos respectivamente, a critério da CPG. Não há limites no número de créditos obtidos nessa modalidade, desde que devidamente endossados pelo orientador e Comissão de Acompanhamento do aluno.

Disciplinas Oferecidas por Outras Instituições

Diz respeito ao reconhecimento de créditos obtidos pelos alunos do Programa, em disciplinas oferecidas por cursos de pós-graduação do país ou do exterior e, eventualmente, também em cursos de graduação, desde que tais disciplinas complementem o processo de formação pós-graduada, a critério do orientador, e com a aprovação da CPG. O aluno deverá se inscrever na Instituição que oferece a disciplina e, ao completá-la, pleitear revalidação do crédito. A transferência de créditos obtidos em outras unidades da UFRGS é automática, desde que as disciplinas cursadas constem da programação previamente aprovada pela CPG.

Procedimento para revalidação de créditos em atividades externas ao PPGBCM: o aluno encaminhará a CPG uma solicitação formal de reconhecimento de créditos, com endosso de seu orientador e Comissão de Acompanhamento, acompanhada de documentos comprobatórios da atividade realizada, descritivos da carga horária, ementa, e aproveitamento do aluno, quando pertinente. A CPG designará um relator para analisar a documentação, referendando o total de créditos a serem concedidos. o aluno encaminhará a CPG uma solicitação formal de reconhecimento de créditos, com endosso de seu orientador e Comissão de Acompanhamento, acompanhada de documentos comprobatórios da atividade realizada, descritivos da carga horária, ementa, e aproveitamento do aluno, quando pertinente. A CPG designará um relator para analisar a documentação, referendando o total de créditos a serem concedidos.

Prazo e Procedimento para Conclusão – Mestrado e Doutorado

Independente do período de duração das bolsas, estipulados pelas agências, os prazos máximos para titulação no PPGBCM são de 24 meses para a obtenção do grau de Mestre e de 48 meses para o grau de Doutor. A critério da CPG, os prazos acima estabelecidos poderão ser dilatados para atender à especificidade de casos pendentes, obedecido o limite permitido pela Câmara de Pós-Graduação da UFRGS e/ou pela legislação específica.

Defesa da Tese ou Dissertação

A autorização da CPG para a marcação da Defesa de Tese/dissertação, só será concedida para o candidato que tenha:

a) obtido todos os créditos previstos no Regimento do PPGBCM;
b) alcançado o coeficiente de rendimento mínimo exigido;
c) sido aprovado nos Exames de Proficiência em Línguas, exigidos, (um idioma para Mestrado e dois para Doutorado);
d) obtido parecer favorável do Revisor da Tese;
e) no caso do doutorado, sido aprovado no Exame de Qualificação;

Caberá à Comissão de Acompanhamento do estudante conferir o cumprimento desses itens na reunião semestral correspondente ao 18º mês para mestrandos e 42o mês para doutorandos.

Revisão da tese: um primeiro manuscrito da tese ou dissertação concluída, deverá estar pronto em tempo hábil para ser examinado e aprovado por um revisor do texto e do conteúdo do trabalho. O nome do revisor da tese será indicado pelo orientador e aprovado pela CPG. Cabe ao revisor sugerir mudanças fundamentadas para serem incorporadas ao texto final e emitir parecer conclusivo sobre o trabalho de tese/dissertação.

A tese apresentada na forma de uma coletânea de trabalhos já publicados pelo candidato, deverá incluir uma introdução geral do tema da tese, um comentário e/ou discussão dos resultados de cada trabalho relacionando-os com o trabalho seguinte, e uma conclusão final sobre o conjunto de resultados apresentados nos trabalhos que compõem a tese.

Marcação da Defesa de Tese/Dissertação: a solicitação para marcação da defesa de tese deverá ser feita com um mínimo de 30 dias de antecedência, na forma de uma carta assinada pelo orientador, contendo: a) sugestão de nomes para compor a banca examinadora, indicando suas instituições de vínculo, b) o título definitivo da tese e c) a data prevista da solenidade.

A referida carta deverá ser acompanhada dos seguintes documentos: parecer do Revisor da Tese, e uma cópia do Curriculum Vitae dos membros da banca, não docentes do PPGBCM.

Das Bancas Examinadoras

As Bancas Examinadoras constituídas para o julgamento final das teses de doutorado serão constituídas por três examinadores, titulados no nível de doutor, designados pala CPG, sendo dois deles externos ao PPGBCM, dos quais um externo à UFRGS. Além dos membros efetivos, o orientador da tese deverá participar da Banca Examinadora, sem direito a atribuir conceito final ao candidato. Os trabalhos da Banca Examinadora serão presididos pelo Coordenador do PPGBCM e na sua ausência, pelo orientador da tese, em qualquer circunstância sem direito a atribuir conceito ao candidato.

As Bancas Examinadoras indicadas para o julgamento final das dissertações de mestrado serão constituídas por três examinadores, não incluindo o orientador, todos titulados no nível de doutor e designados pala CPG, sendo pelo menos um deles externo ao PPGBCM. Além dos membros efetivos, o orientador da tese deverá participar da Banca Examinadora, sem direito a atribuir conceito final ao candidato. Os trabalhos da Banca Examinadora serão presididos pelo Coordenador do PPGBCM e na sua ausência, pelo orientador da tese, em qualquer circunstância sem direito a atribuir conceito ao candidato.

Satisfeitas as exigências regulamentares para a obtenção dos graus de Doutor ou de Mestre no PPGBCM, o Coordenador do Programa encaminhará à Câmara de Pós-Graduação a documentação pertinente para homologação, e a solicitação formal de outorga do grau e do diploma específico pela UFRGS, ao respectivo candidato.