História, Memória e Educação


Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A linha de pesquisa História, Memória e Educação é a linha junto ao PPGEdu que se dedica à História da Educação e tem por delimitação a pesquisa em história cultural dos fenômenos educativos em um amplo sentido (história da cultura escrita e leitura; história e circulação transcultural de impressos, artefatos e imagens; história de instituições escolares; práticas de memória; memória, história, cidade, patrimônio, museu, educação em museus, história da educação nos museus, história dos museus; história,  cultura visual e fotografia),  compreendidos na contemporaneidade (fim do século XVIII a nossos dias).

Foi criada em 2009 a partir de uma reconfiguração da linha de pesquisa Educação, Culturas, Memórias, Ações Coletivas e Estado, tendo em vista o falecimento do Prof. Nilton Bueno Fischer, criador e coordenadora daquela linha.

Desde então, a linha é reconhecida como espaço de excelência para desenvolvimento de pesquisas em História da Educação sob a perspectiva da História Cultural. As docentes pesquisadoras mantêm relações regulares com equipes de pesquisa de diversos países, assim como suas trajetórias assinalam a constante inserção no campo da História da educação na esfera regional e nacional.

Pela sua própria particularidade, é integrada por historiadoras de ofício que atuam como docentes-pesquisadoras. Seus discentes, em diferentes tempos, são provenientes de  diferentes campos das ciências humanas e sociais e, mesmo, por certos aspectos de suas atividades científicas, das artes visuais e da comunicação.

As docentes são filiadas à ASPHE/Associação Sul-Riograndense de Pesquisadores em História da Educação, SBHE/Sociedade Brasileira de História da Educação, ANPUH/Associação Nacional de História, ICOM/Conselho Internacional de Museus, BIOGRAPH/Associação Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica, ATRHE/ Association transdisciplinaire pour les recherches historiques sur l’éducation, dentre outras, e participam regularmente dos Congressos Luso-Brasileiros de História da Educação (COLUBHE), Congressos Ibero-Americanos de História da Educação Latinoamericana (CIHELA), Conferências da International Standing Conference for the History of Education (ISCHE), Congressos Internacionais de Pesquisa (Auto)biográfica – (CIPA), Colóquios Internacionais da Transfopress,  Simpósios Nacionais da ANPUH.

A Linha oferece disciplinas – Seminários, práticas de pesquisa e leituras dirigidas, que objetivam:

  1. promover a reflexão epistemológica sobre conceitos e métodos da história cultural, em relação com os de outras abordagens históricas e suas intersecções com disciplinas com as quais dialoga;
  2. fomentar pesquisas em torno de questões da História da Educação que se apresentam como emergentes ou inéditas, ou ainda que revisitem sob novas problematizações, temas e objetos pesquisados no campo;
  3. promover, quanto à teoria e quanto à pesquisa empírica, o avanço de pesquisas que subsidiem a produção de dissertações e teses;
  4. reunir docentes e discentes em grupos de pesquisa de modo que a Linha se dedique a consolidar domínios de pesquisa, temáticas comuns ou complementares, fenômenos que se apresentem como desafios coletivos de compreensão.

Desde a criação da Linha,  os territórios da história da educação, fertilizados pela história cultural, vem sendo ampliados e diversificados, o que se depreende pelos problemas e objetos de pesquisa a que vem se dedicando as teses e dissertações defendidas em seu âmbito. Nessa direção,  a Linha almeja contribuir ativamente para o enriquecimento da historiografia da educação e da história cultural.

A Linha está engajada na promoção de grupos e ações de pesquisa coletivos (dentre eles, a RIDPHE/ Rede Iberoamericana de Divulgação do Patrimônio Histórico e Educativo,; o Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio (PPGMusPa/UFRGS); o Grupo de Estudos em Memória, Patrimônio e Museus (GEMMUS/CNPq); o TRANSFOPRESS – Réseau transnational pour l’étude de la presse en langues étrangères e o Transfopress Brasil; uma cooperação científico-cultural com a Sociedade Polônia de Porto Alegre).  Entre 2014 e 2016 realizou junto ao Programa seminários e encontros de pesquisadores, nacionais e estrangeiros, com reconhecida contribuição à área de História da Educação, de modo a possibilitar a socialização de seus itinerários de pesquisa e como investigadores, seus grupos de trabalho e produção intelectual, de modo a ampliar os horizontes da orientação de estudantes de mestrado, doutorado e pós-doutorados.

Eixos de pesquisa

As professoras da Linha são pesquisadoras com bolsa de produtividade do CNPq e suas trajetórias e investigações atuais levam a caracterizar a Linha em cinco temáticas principais de pesquisa, a saber:

  1. Museus e História da Educação (Profa. Dra. Zita Rosane Possamai)
  2. História da cultura escrita e leitura; história da alfabetização, dos artefatos de ensino da leitura e da escrita (Profa. Dra. Maria Stephanou)
  3. Imagem, cultura visual e fotografia (Profa. Dra. Zita Rosane Possamai)
  4. Impressos, edição, dispositivos textuais e editoriais, circulação (Profa. Dra. Maria Stephanou)
  5. Memória e História da Educação (história oral e operação historiográfica; narrativas de memória e reconstrução do passado/vivido).

Projetos de pesquisa realizados nos últimos anos e em andamento:

– Museus de Educação, um movimento internacional: aproximações e distanciamentos entre França e Brasil , séculos XIX e XX (Profa. Dra Zita Possamai, CNPq)

– Museu e Fotografia: estudo sobre os museus de educação na França, séculos XIX e XX (Profa. Dra Zita Possamai, CNPq)

– Museu no espaço escolar: de laboratório de aprendizagem à musealização contemporânea (Rio Grande do Sul, século XX) (Profa. Dra Zita Possamai, CNPq)

– Presença e percursos de uma imprensa quase invisível. Inventário, circulação e práticas de leitura de impressos em língua estrangeira, sobretudo polonesa, no Brasil (Séculos XIX e XX) (Profa. Dra. Maria Stephanou, CNPq)

– Leituras no foro privado: circulação e apropriação de impressos para as famílias. Séculos XIX e XX (Brasil e França) (Profa. Dra. Maria Stephanou, CNPq)

– Educar a escrita: os sentidos da caligrafia na história da educação no Brasil (Séculos XIX e XX) (Profa. Dra. Maria Stephanou, CNPq)

 

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.