Teses

  • Educação musical e sociabilidade: um estudo em espaços de ensinar/aprender música em Uberlândia nas décadas de 1940 a 1960.

    Autor: Lilia Neves Gonçalves
    Orientador: Profª Drª Jusamara Vieira Souza
    Data da defesa: 25/05/2007
    Repositório: http://hdl.handle.net/10183/10563

    Esta tese propôs-se a investigar e compreender como se constituía e estava constituída uma sociabilidade pedagógico-musical em espaços de ensinar/aprender música em Uberlândia, nas décadas de 1940 a 1960. Dos vários espaços, seis ganharam destaque nas entrevistas e documentos pesquisados: a Banda Municipal de Música, a aula particular de música, a escola, o Conjunto Orquestral do Liceu, a Banda Lira Feminina Uberlandense e o Conservatório Musical de Uberlândia. Os tipos ou formas de sociabilidade estabelecidos nesses espaços, quando se ensinava/aprendia música, foram estudados utilizando a História Oral como método, combinando as fontes orais com fontes escritas e iconográficas. A partir dos relatos orais foi possível “entrar” no cotidiano da aula de música, compreender meandros da prática pedagógico-musical nos “jeitos” de ensinar/aprender música, nos conteúdos, no repertório, bem como no tipo de interação na qual cada agente estava envolvido: seja quando se ensinava/aprendia, seja quando se tocava em conjunto ou individualmente, ou quando se apresentava na cidade ou fora dela. Considerando que cada espaço se organizava em torno de determinadas práticas pedagógicomusicais, idéias, valores, gostos é possível afirmar que cada um deles tinha uma produção e divulgação pedagógico-musical que mantinha suas especificidades. No entanto, quando se pensa em uma sociabilidade pedagógico-musical em uma visão mais macro é possível dizer ainda que tanto a produção quanto a divulgação pedagógico-musical têm suas regularidades no processo interativo de se ensinar/aprender música na cidade de Uberlândia nas décadas de 1940 a 1960.

    The purpose of this study is to investigate and comprehend how the pedagogical-musical sociability was and is constituted in spaces for teaching/learning music in Uberlândia from 1940-1960. Six of the various locations were selected for researched interviews and documents: the Municipal Band, the private music class, the school, the Orchestral Group of Liceu, the Feminine Lira Band of Uberlândia, and the Music Conservatory of Uberlândia. The types of sociabilities established in these locations when music was taught/learned were studied using the Historical Oral approach, utilizing oral sources combined with written and iconographic ones. From these oral reports, it was possible to “enter” the everyday life of a music class, understand the meanders of pedagogical-musical practice in the “manner” of teaching/learning music, in the contents, repertoire, as well as in the type of interaction with which each agent was involved: when learning/teaching, playing in a group or individually, or performing in the city or out-of-town. Considering that each space was organized around specific pedagogical-musical practices, ideas, values, and tastes, it is possible to affirm that each one had its own pedagogical-musical production and dissemination, each with their own specifications. However, when viewing the pedagogical-musical sociability in a larger picture, it is possible to affirm that the pedagogical-musical production, as well as the dissemination, had regularities in the interactive process of learning/teaching music in the city of Uberlândia between 1940-1960.

    Resumo / Abstract
  • Educação musical na família : as lógicas do invisível .

    Autor: Celson Henrique Sousa Gomes
    Orientador: Profª Drª Jusamara Vieira de Souza
    Data da defesa: 27/03/2009
    Repositório: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/15575

    O presente estudo versa sobre a aprendizagem musical de uma família originária da cidade de Santarém, no estado do Pará, no norte do Brasil, cujos integrantes desenvolveram e ainda desenvolvem atividades musicais. A pesquisa busca analisar a dinâmica de produção/reprodução e os processos de transmissão/aprendizagem musical vividos por essa família ao longo de quatro gerações, compreendendo um período de aproximadamente um século. Tomando em consideração pressupostos sociológicos, o estudo considera que as aprendizagens e formação musical encontram-se imbricadas em um contexto de interações e de aprendizagens múltiplas. A análise dos dados busca compreender questões educativas subjacentes a essas interações e aprendizagens, tais como o projeto educativo dos pais, as expectativas e oportunidades de aprendizagem e de formação musical, assim como suas relações com a tradição cultural e à dinâmica de mudanças sociais vividas pela família ao longo de sua existência. A partir das referências de Bourdieu, Gayet, Lahire, Setton e Singly, e utilizando como metodologia a História Oral, é possível constatar que as práticas e as aprendizagens musicais, bem como o projeto educativo da família investigada estão relacionados com suas próprias trajetórias familiares, valores, heranças, particularidades e especificidades presentes, também em sua produção musical familiar, compondo, arranjando, registrando, catalogando e escrevendo música e sobre música, produção essa relacionada, também, com a vida em sociedade mais ampla, apontando para a importância da prática musical na sociabilização familiar e social. Essa dinâmica de aprendizagem musical familiar vem, também, acompanhando e adaptando-se às mudanças socioculturais.

    This study is about a family`s musical learning from the city of Santarém in the state of Pará in northern of Brazil, whose members developed and are still developing musical activities. The research aims at analyzing the dynamics of production/ reproduction and the processes of transmission/musical learning experienced by this family over four generations, including a period of about a century. Taking into consideration sociological assumptions, the study considers that the training and musical learning, are overlapping pattern into a context of multiple interactions and learning. The data analysis seeks to understand educational issues underlying these interactions and learning, such as parents’ educational project, expectations and opportunities for learning and musical training, as well as their relations with the cultural dynamics of social changes experienced by this family throughout its existence. From the references of Bourdieu, Gayet, Lahire, Setton and Singly, and using the methodology of the Oral History, it is possible to certify that the practices and the musical learning as well as educational project are related to their own family histories, values, heritages, and special features are also present in the family´s musical production: composing, arranging, recording, cataloging and writing music and about music. This production is also related to the life in broader society, pointing to the importance of musical practice in social and familiar socialization. This dynamic of familiar musical learning, also comes monitoring and adapting to the sociocultural changes.

    Resumo / Abstract
  • Ensinar música na escola: um estudo de caso com uma orquestra escolar.

    Autor: Carla Pereira dos Santos
    Orientador: Profª Drª Luciana Marta Del-Ben
    Data da defesa: 26/03/2013
    Repositório: http://hdl.handle.net/10183/70372

    Este trabalho tem como objetivo geral analisar como se configura um modo de ensinar música na escola através de uma orquestra escolar e, como objetivos específicos, investigar as dimensões envolvidas nesse processo de ensino (o que, como, quem, para quem, por que e para que se ensina música nesse grupo) e compreender os significados que constituem esse modo de ensinar música na escola. A cultura escolar foi tomada como construto teórico, possibilitando olhar para o campo e entender o que nele está sendo produzido, assim como as dimensões envolvidas no ensino, a partir da prática escolar. Adotando uma abordagem qualitativa, a pesquisa tem como método investigativo o estudo de caso e, como campo empírico, a orquestra de uma Escola Municipal de Ensino Fundamental da cidade de Porto Alegre-RS. Os dados foram coletados através de observações registradas em notas de campo;registros audiovisuais, mais especificamente fotografias e filmagens;e entrevistas semiestruturadas. A análise e interpretação dos dados indicou que o modo de ensinar música na escola através da Orquestra Villa-Lobos se configura a partir da prática musical em grupo, com referência na profissão, tendo as apresentações e espetáculos como a culminância da aprendizagem musical. Nesse processo, os vínculos afetivos vão sendo fortalecidos pelo convívio e pela prática coletiva, cultivando o que os próprios integrantes denominam como segunda família, criando a ambivalência entre a estrutura rígida e formal de uma orquestra com o ambiente acolhedor da segunda família. Essa prática coletiva foi fazendo sentido para a instituição por suas ações e resultados e o ensino na Orquestra Villa-Lobos se consolidou como um modo de ensinar música na escola, sobretudo, porque foi construído, articulado e sedimentado dentro da própria escola. Palavras-chave: ensino de música na educação básica;grupos instrumentais escolares;cultura escolar.

    This study aims at analyzing a school orchestra sets up a way to teach music in schools. More specifically, the study aims to investigate the dimensions involved in this teaching process (what, how, who, to whom, why, and to what purpose music is taught to this group) and to understand the meanings that help to constitute this way of teaching music in schools. Taken as a theoretical construct, the school culture made it possible to understand what is being produced in the field, as well as the dimensions involved in music teaching, from the perspective of the school practices. Adopting a qualitative approach to research, a case study with the orchestra of a Municipal School of Basic Education of Porto Alegre-RS was carried out. Data were collected through observations recorded in field notes, audiovisual recordings, specifically photographs and footage, and semi-structured interviews. Data analysis indicates that the way of teaching music in the school orchestra is set up from the practice of making music together, taking the music profession as a reference, and public performances as the culmination of the process of music learning. In this process, the affective ties are strengthened both by participants’ interaction and collective practice, cultivating what the members themselves call a second family. This creates ambivalence between the rigid and formal structure of an orchestra and the welcoming atmosphere of the second family. Through its actions and outcomes, this teaching practice gradually became meaningful for the institution. The way of teaching music in the orchestra was consolidated as a way of teaching music in the school because it was built, articulated and settled within the school itself. Keywords: music teaching in basic education;school instrumental groups;school culture.

    Resumo / Abstract
  • Ensino de música em conservatórios de Bagé – Rio Grande do Sul (1904 – 1927): uma sociologia dos processos músico-pedagógicos na Primeira República.

    Autor: Rafael Rodrigues da Silva
    Orientador: Profª Drª Jusamara Vieira Souza
    Data da defesa: 03/07/2019
    Repositório: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/201230
  • Entornos sonoros: sonoridades e ordenamentos.

    Autor: Ulises Dardo Ferretti Martinez
    Orientador: Prof. Dr. Antônio Carlos Borges Cunha
    Data da defesa: 23/10/2011
    Repositório: http://hdl.handle.net/10183/35083

    O presente trabalho versa sobre o aproveitamento compositivo dos entornos sonoros. Para esta pesquisa em composição musical, foram utilizados, como campo de estudo, entornos sonoros localizados dentro de perímetros urbanos e, como materiais na aproximação ambiente/composição explorada, diversas potencialidades musicais dos sons que constituem os entornos sonoros e as organizações deles emergentes. Também foram contempladas como motivadoras e força de coesão nos processos compositivos realizados diversas características da escuta no meio ambiente e do fluxo do entorno sonoro com suas variações. As composições foram realizadas para meios acústicos e eletroacústicos, considerando-se o espaço de diversas maneiras.

    This work deals with the compositional use of sound environments and their reflection. For this research in music composition, sound environments located within urban perimeters were used as a field of study, and as materials for the approach environment / composition that explore the diverse musical capabilities of the sounds that make up the surroundings and the sound of these emerging organizations. As a motivating and cohesive force in the processes undertaken, several characteristics of the listening in the environment and the flux of the sound environment and its variations have been included also. The compositions were realized through acoustic and electroacoustic media comprising the space in different ways.

    Resumo / Abstract
  • Escuta / escritura: entre olho e ouvido a composição.

    Autor: Rogério Vasconcelos Barbosa
    Orientador: Prof. Dr. Antônio Carlos Borges Cunha
    Data da defesa: 30/09/2008
    Repositório: http://hdl.handle.net/10183/14379

    Esse trabalho busca desvelar alguns aspectos da complexa relação entre escuta e escritura, no processo de composição. O compositor lida com esses dois pólos, ajustando a imaginação sonora à sua representação escrita. Mas não se trata apenas de representar, de codificar, pois a representação envolve de tal modo a imaginação, que direciona seus percursos e delineia seus limites. Todavia, a sensação sonora pode conduzir a imaginação musical a regiões que requerem novas formas de representação, ainda não codificadas. Há um constante jogo de forças entre escuta e escritura. Esse conflito exige ajustes periódicos nas categorias culturais utilizadas para mediar os dois pólos. Após uma investigação teórica sobre as condições em que se estabelecem a escuta e a escritura, proponho um conjunto de categorias que considero úteis na organização de um pensamento composicional contemporâneo: mapa temporal, tipos texturais, gesto e envelope. Em seguida ao estudo do quadro de categorias, analiso duas peças minhas – iri (2004), para piano solo e oscuro lume (2006/2007), para orquestra – incluídas no portfolio de composições que integra meu trabalho de doutorado. A análise confirma a pertinência das categorias propostas e busca a organização da composição entre os pólos da escuta e da escritura, considerando os traços formais de organização em sua emergência e ambigüidade.

    This work is an attempt to unveil some aspects of the complex relation between hearing and writing in the process of composition. The composer deals with both poles, adjusting sound imagination to its written representation. This implies not only representing or codifying, but it also involves imagination to such level that it serves as a guide throughout the path and outlines its boundaries. However, the hearing sensation may lead the musical imagination to realms that require new forms of representation, not yet codified. There is a permanent exercise of power between hearing and writing. Such conflict demands periodical adjustments in the cultural categories used for mediating both poles. After a theoretical investigation of the conditions under which the hearing and the writing are established, I propose a set of categories that I consider very useful in the organization of a contemporary way of compositional thinking: temporal map;textural types;gesture and envelope. Following the study of the categories, I analyzed two of my compositions – iri (2004), for piano solo, and oscuro lume (2006/2007), for orchestra – which have been included in the portfolio of compositions that are part of my doctorate research. The analysis has confirmed the pertinence of the proposed categories and searches the organization of the composition between the poles of hearing and writing, taking into consideration the formal features within its emergence and ambiguity.

    Resumo / Abstract
  • Escuta portátil e aprendizagem musical: um estudo com jovens sobre a audição musical mediada pelas tecnologias portáteis.

    Autor: Silvia Nunes Ramos
    Orientador: Profª Drª Jusamara Vieira Souza
    Data da defesa: 09/08/2012
    Repositório: http://hdl.handle.net/10183/70225

    O presente estudo investiga a escuta musical de nove jovens, com idade entre 14 e 20 anos, considerando suas vivências musicais e aprendizagens mediadas pelos dispositivos portáteis. A pesquisa teve como objetivo central identificar o potencial educativo da escuta musical dos jovens, por meio das tecnologias portáteis do formato de mp3. O referencial teórico foi construído a partir de três eixos: o primeiro, desenvolve o conceito de escuta musical, destacando as tipologias dos modos de escuta (IAZZETTA 2009, STOCKFELT, 2009). O segundo eixo refere-se às perspectivas teóricas da sociologia da música de Bull (2000), Thibaud (1992, 2003), Green (2004), Williams (2007), Pecqueux (2009a;2009b), Granjon e Combes (2009) sobre as experiências auditivas na vida cotidiana contemporânea, bem como, DeNora (2000) com investigações sobre a forma como as pessoas incorporam a música no dia a dia. O terceiro eixo teórico está situado no campo da educação pelas mídias, focando os meios de comunicação, aprendizagem musical e juventude. Nesta perspectiva, os desenvolvimentos das diversas mídias são analisados numa visão mais ampla, enfatizando a flexibilidade, as múltiplas funções e a acessibilidade (KLÜBER 2003;SCHLÄBITZ 1997;MORDUCHOWICZ, 2008), assim como as abordagens que tratam o tema mídia e aprendizagem musical, como Souza (2004;2011). A partir das perspectivas teóricas de Passeron e Revel (2005) e Leplat (2002), a metodologia adotada foi o estudo de caso. A análise dos dados revelou que a escuta portátil contribui para a construção de conhecimentos musicais. A escuta portátil fornece à aprendizagem musical aspectos particulares: desconstrói a linearidade da apreciação, proporcionando ao ouvinte a diversidade de gêneros musicais que constituem as playlists;transforma “espaços sociais” em “espaços musicais” e de aprendizagem;transita entre escutar, avaliar, perceber e compor. O estudo contribui para um novo olhar sobre o uso destes aparelhos na escuta portátil de jovens, sugerindo aos educadores musicais a criação de novas metodologias, a partir da compreensão dos procedimentos envolvidos nesta escuta.

    The present study investigated the music listening habits of nine youngsters aged between 14 and 20 years, by considering their musical experiences and learning by the use of portable devices. The main focus was to identify the educational potential of music listening in youth, mediated by portable MP3 player technology. The theoretical framework was developed along three axes. The first axis is based on the concept of music listening, highlighting the types of listening modes (IAZZETTA 2009;STOCKFELT 2009). The second refers to the theoretical perspectives of Sociology of Music according to Bull (2000), Thibaud (1992, 2003), Green (2004), Williams (2007), Pecqueux (2009a;2009b), and Granjon and Combes (2009), on the auditory experiences in contemporary everyday life, and also to DeNora (2000), on the investigations of how people incorporate the music in their daily activities. And the third axis is based on education through the media focusing on the means of communication, music learning and youth. In this perspective, the developments of various media are analyzed in a broader view, emphasizing the flexibility, the multiple functions and accessibility (KLÜBER 2003;SCHLÄBITZ 1997;MORDUCHOWICZ, 2008) as well as the studies that address the issue of media and music learning as did Souza (2004;2011). This is a case study based on the theoretical perspectives of Passeron and Revel (2005) and Leplat (2002). The data analysis showed that the portable listening contributes to the construction of musical knowledge. Portable listening provides specific aspects to musical learning: it deconstructs the linearity of enjoyment, providing the listener with the diverse array of musical genres that make up the playlists;it turns the “social spaces” into “musical and learning spaces”;it passes through listening, evaluation, understanding and composing. The study allows a new look at the use of these devices in the portable listening of youth and suggests the creation of new methods based on the understanding of the procedures involved in this listening.

    Resumo / Abstract
  • Estética e música na obra de Luiz Cosme.

    Autor: Fernando Lewis de Mattos
    Orientador: Prof. Dr. Celso Loureiro Chaves
    Data da defesa: 29/07/2005
    Repositório: http://hdl.handle.net/10183/6029

    Neste trabalho é realizada a análise dos fundamentos estéticos presentes nos escritos de Luiz Cosme em correlação com os aspectos técnicos e compositivos encontrados em sua produção musical. O exame dos fundamentos estético-musicais presentes na obra teórica de Luiz Cosme é realizado com base no seu vínculo com os princípios dos músicos nacionalistas e do Grupo Música Viva. Cosme se posicionou independentemente com relação aos dois grupos, ao incorporar valores de ambos em seus trabalhos. Além das discussões imediatamente ligadas ao modernismo musical brasileiro, Luiz Cosme valeu-se do pensamento de Henri Bergson para formular seus conceitos musicais com base na diferenciação entre a duração objetiva e a duração subjetiva. Na obra musical de Luiz Cosme, são empregados diferentes procedimentos de estruturação do material sonoro. O compositor valeu-se de estruturas diatônicas tonais e modais, processos hexacordais com base na escala de tons inteiros, estruturas cromáticas tonais e atonais e processos dodecafônicos de organização das alturas. A produção musical de Cosme pode ser dividida em três gêneros musicais – música vocal, música de câmara e música orquestral – que se ramificam em três fases diferenciadas. O característico na produção de Cosme está em que os processos de estruturação sonora se propagam em todas as fases compositivas, sendo que cada novo método é incorporado aos anteriores, sem necessariamente substituí-los. Com isso, percebe-se que a música de Luiz Cosme caracteriza-se pela diversidade de materiais, elaborados com distintos processos de estruturação. Esse fator o coloca como um compositor único no meio musical brasileiro da primeira metade do século XX, que se empenhou em desenvolver seus próprios princípios estéticos e formulações teóricas, com base no conhecimento da tradição que o cercava, assim como se dedicou a desenvolver um estilo peculiar que o posicionou como um músico independente no modernismo musical brasileiro.

    This Doctoral Dissertation presents an analysis of the aesthetic basis for the writings of Brazilian composer Luiz Cosme, as well as its relationship to compositional features found in his works. A relationship is highlighted also between Cosme’s writings and the aesthetic principles of nationalism and universalism, the two main musical movements in Brazilian music in the first half of the twentieth century. Cosme stood in an independent position in relation to these two trends, partaking from their principles freely. He conducted also a study of the philosophical concepts of Henri Bergson, whose principles of objectivesand subjective duration were then employed in Cosme’s theoretical formulations. In his musical works, Cosme worked consistently on the problems posed by pitch organization. He built his works around diatonic structures with tonal and modal sense, chromatic structures with tonal and atonal sense, hexacordal structures based on the whole tone scale and modal scales, and dodecaphonic processes. Cosme’s works address problems of pitch organization throughout three diverse compositional periods. Their diversity of materials and multiplicity of developing techniques place Cosme as an independent composer in relation to the Brazilian milieu of the time, a well as a composer who developed his own musical and theoretical principles, achieving a personal musical style that places his as an independent musician in relation to the main trends of Brazilian musical modernism.

    Resumo / Abstract
  • Estigma e cosmopolitismo na constituição de uma música popular urbana de periferia : etnografia da produção do tecnobrega em Belém do Pará .

    Autor: Paulo Murilo Guerreiro do Amaral
    Orientador: Profª Drª Maria Elizabeth da Silva Lucas
    Data da defesa: 27/07/2009
    Repositório: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/17305

    Esta pesquisa etnográfica focaliza a produção do tecnobrega, uma modalidade de música eletrônica considerada de “mau gosto” estético, associada às periferias da cidade de Belém (Capital do Pará, no norte do Brasil) e a indivíduos/grupos sociais pertencentes a esses espaços urbanos. Consiste basicamente no resultado de manipulações computacionais de timbres, ritmos e melodias realizadas em estúdios por produtores musicais, ainda que o tecnobrega não se encontre relacionado exclusivamente à sítese digital sonora. O seu surgimento/assentamento local, nos anos 2000, remonta o estabelecimento do brega no Brasil, a partir da década de 1960, como um tipo de música alçada ao plano do “povo” através de um discurso midiático nacional de distinção sociocultural concebido no seio das classes médias urbanas emergentes. Igualmente ao brega, o tecnobrega (uma techno-versão do brega, pelo que o próprio nome sugere) também se destaca como música estigmatizada, tanto quanto personagens ligados ao universo da produção musical local carregam o estigma de ser “brega”. Por outro lado, produtores, cantores, compositores, entre outros atores sociais que integram a cena musical brega de Belém do Pará se servem da condição de estigmatizados para erigir o tecnobrega como música de resistência, ao mesmo tempo (e ambiguamente) contestando a cultura “dominante” e nela se espelhando. De dentro do campo desta música, busco nesta tese apontar e discutir a re-significação daquilo que no país se vulgarizou como música “degradada

    Resumo / Abstract
  • Estudar e trabalhar durante a graduação em música : construindo sentidos sobre a formação profissional do músico e do professor de música .

    Autor: Cintia Thais Morato
    Orientador: Profª Drª Jusamara Vieira de Souza
    Data da defesa: 25/09/2009
    Repositório: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/17686

    A temática desta pesquisa diz respeito a uma dimensão da educação superior em música: a formação profissional dos alunos. O que interessa nessa dimensão é a realidade de alunos que já atuam profissionalmente com música enquanto cursam a graduação na área. A pesquisa tem como objetivo geral compreender como os alunos, vivendo no curso e no trabalho, vão estabelecendo relações e produzindo sentidos que instituem a sua formação profissional em música. E, como objetivos específicos: investigar como os alunos vão aprendendo a ser professores de música e/ou músicos à medida que estudam e trabalham e o que consideram importante em suas oportunidades concomitantes de atuação profissional e de estudo na graduação;identificar os sentidos atribuídos pelos alunos à importância de trabalhar e estudar simultaneamente;e examinar as opções feitas, decisões tomadas e ações empreendidas para gerenciar as exigências demandadas pelo seu trabalho e pelo curso. Adoto como conceito de formação as perspectivas teóricas de Jorge Larossa (2002, 2004a, 2004b, 2005), que também se subscreve Larossa Bondiá (2002), e Marie-Christine Josso (2004a). Por essas perspectivas teóricas, a formação se constitui ao longo das experiências vividas pelas pessoas (o âmbito instituinte da formação) quando em relação com as instâncias formadoras (o âmbito instituído da formação). A metodologia adotada é o estudo de caso por se tratar de um fenômeno contemporâneo (YIN, 2005) que interrompe as normas socialmente instituídas (PASSERON;REVEL, 2005), de acordo com as quais tanto o aluno deve primeiro realizar sua formação para depois trabalhar, como a profissionalização em música não se legitima pela formação superior e respectiva titulação. A pesquisa contribui para que os profissionais envolvidos com o ensino superior em música possam problematizar os conceitos sobre formação com os quais preparam os alunos para a vida profissional, bem como questionar os julgamentos que constroem sobre quem são os seus alunos. Os resultados contribuem para a teoria da educação musical ao contemplar mais uma faceta da multiplicidade da vida musical dos alunos de cursos superiores que já trabalham, uma vida musical que se transforma em vida profissional que, por sua vez, retroalimenta a vida musical, num movimento infinito.

    This paper’s theme has to do with one dimension of higher degree education in music: the professional training of the students. What is of interest in this dimension is the fact of those students who already exercise music professionally while undergoing education in this area. The general aim of this study is to understand how students, sharing their lives between school and work, keep on establishing relationships and developing senses which establish their professional education in music. The specific aim is threefold: investigate how students keep on learning how to be music teachers and/or musicians while at school and at work, and what they, while at school and at work, consider important in their concomitant opportunities of professional experience and of school education;identify the senses given by students to the importance of working and studying simultaneously;and examine the options taken, decisions made and actions carried out to meet the requirements imposed by their professional work and their course in education. The education concept I adopted is that of both Jorge Larossa’s (2002, 2004a, 2004b, 2005), who also subscribes Larossa Bondiá (2002), and Marie-Christine Josso’s (2004a) theoretical perspectives. According to these theoretical perspectives, education is reached throughout the experiences undergone by people (education’s establishing surroundings) when in relation with the educating instances (education’s established surroundings). The methodology adopted is that of the case study as it deals with a contemporary phenomenon (YIN, 2005) that breaks the norms socially established (PASSERON;REVEL, 2005) according to which not only should the student first complete his/her education and afterwards pursue professional work, but also professionalization in music is not legitimized by higher education and respective degrees. This study contributes to those involved in higher music education being capable of problematizing the concepts on education with which they prepare their students for a professional life, and also contributes to their questioning the judgements they make on who their students are. The results contribute to the theory of musical education as it contemplates one more facet of the multiplicity of the musical life of those higher education students who are already working professionally, a musical life that turns into a professional life which, in turn, provides feedback to a musical life, thus establishing a perpetual motion pattern.

    Resumo / Abstract
Página 5 de 11« Primeira...34567...10...Última »