Acesso à informação
Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFRGS

LIVROS

Ser Jovem e Ser Adulto: Identidades, Representações e trajetórias

A obra trata das experiências de vida de jovens paulistanos que se dispuseram a contar suas próprias histórias de se tornarem adultos. O estudo pretende avançar na compreensão do que significa "ser jovem" e o que significa "ser adulto", bem como dos processos de transição para a vida adulta, no sentido de entender o papel dos sujeitos na conformação desses percursos. Porque alguns jovens investem tanto tempo e esforço em suas formações acadêmicas, enquanto outros não? Por que alguns jovens priorizam a formação de uma família em vez de uma escolarização mais prolongada? Quais as motivações subjacentes às decisões tomadas e às estratégias adotadas em cada momento particular das biografias individuais? Que atitudes, significados, representações e valores, estiveram envolvidos nos direcionamentos dados e nas expectativas construídas para a vida adulta?

Trata-se de imprimir um olhar sociológico dos processos de escolarização e trabalho, e das vivências familiares e afetivas, utilizando como matéria bruta a voz dos indivíduos entrevistados, num esforço de compreender como fatores estruturantes, orientações e estratégias individuais se articulam para construir trajetórias de vida.

Obra organizada pela professora doutora do PPGS: Melissa de Mattos Pimenta 

Sociedade, Conhecimentos e Colonialidade: Olhares sobre a América Latina

A obra Sociedade, Conhecimentos e Colonialidade: Olhares sobre a América Latina, reúne textos de docentes e pesquisadores de universidades do Brasil, Argentina e Chile. Dentre elas a UFRGS, UFBA, UFES, UFPE, UnB, Unicamp, Universidade Nacional de Quilmes, Universidade de Buenos Aires e Universidade do Chile.

O livro apresenta um cenário de estudos sobre fenômenos que marcam a sociedade contemporânea e, especialmente, seus impactos sobre a sociedade latino-americana, vista com características específicas, tanto no âmbito da construção de conhecimentos quanto em termos das potencialidades transformadoras.

Ao longo dos capítulos, são evidenciadas e debatidas questões relacionadas à problemática do desenvolvimento, da colonialidade e da produção atual em ciências sociais diante da complexidade do mundo contemporâneo. Discute-se, ainda, a produção de conhecimento na América Latina, e especificamente no Brasil, dificuldades, políticas de produção, avaliação, divulgação e inclusão. Debate também questões referentes à posição periférica do Brasil e da América Latina, nesse âmbito, e às necessidades concretas do subcontinente, em termos de o que produzir em ciência e como a sociedade pode se apropriar desses conhecimentos gerados.

Obra oraganizada pela professora doutora do PPGS: Maíra Baumgarten

Pragmatismo e Idealismo Sindical: legitimar ou legitimar-se frente ao avanço da terceirização

Desde o início dos anos 1990, a terceirização assumiu protagonismo no processo de reestruturação do sistema bancário brasileiro. A organização do trabalho nos bancos, no período pós-reestruturação, caracteriza-se basicamente pelo uso intensivo das novas tecnologias da informação e pela terceirização de praticamente todas as etapas do processo de trabalho não envolvidas diretamente com a área comercial. Mais recentemente, no entanto, mesmo as atividades comerciais foram incluídas na estratégia terceirizante. As características e competências exigidas do trabalhador bancário foram radicalmente alteradas, tornando-se gradativamente menos administrativas até assumirem um caráter essencialmente comercial. As consequências mais visíveis desse processo foram a intensificação e a precarização do trabalho, para terceirizados e bancários, que passaram a viver uma realidade laboral marcada por um controle gerencial maior de suas atividades, por longas jornadas de trabalho e metas de produtividade como condição para se manterem nos empregos. Este livro trata da terceirização a partir da ação sindical (especialmente bancária) diante desse fenômeno que há mais de duas décadas desafia suas práticas, na medida em que isola os trabalhadores de suas bases de representação e, consequentemente, enfraquece seu poder de luta e resistência. Nesse sentido, analisa como as entidades representativas dos trabalhadores bancários se organizam e se articulam para enfrentar o avanço da terceirização, e encontrar meios de minimizar suas consequências negativas para a categoria, para os terceirizados e para o próprio sindicalismo. Esse processo, no entanto, não ocorre sem que inúmeras dificuldades se apresentem, sejam externas ou internas ao movimento sindical, o que gera conflitos e contradições.

Contribui neste livro o professor doutor do PPGS: Ricardo Gonçalves de Oliveira

Escolas Ocupadas

Em 2016, milhares de estudantes revoltados com as péssimas condições do ensino secundário público ocuparam centenas de escolas de Norte a Sul do País. Movimento espontâneo, pacífico, não atrelado a partidos políticos ou a dirigentes externos. Terminadas as ocupações, as vitórias materiais foram poucas, mas a vitória moral foi imensa. Para os ocupantes, esse período foi da revelação do seu poder, de que, sem a participação deles, a qualidade do ensino não será conquistada.
Este livro buscou captar os momentos mais expressivos dessa luta. Os textos são análises de professores e jornalistas que acompanharam de perto as ocupações. Como não poderia ser diferente, foi feita uma seleção dos depoimentos mais expressivos dos alunos. Agora é a hora e a vez dos jovens.

Este livro foi organizado pelo professor doutor do PPGS: Antonio David Cattani.

Contribui neste livro a professora doutora do PPGS: Rochele Fellini Fachinetto.

Violências e Mundialização: Políticas, Polícias e Penas

Este livro celebra os vinte e um anos do Grupo de Pesquisa Violência e Cidadania do IFCH da UFRGS, registrado no CNPq desde 1995, desenvolvendo atividades de pesquisa, de ensino e de extensão universitária com uma constante presença em eventos da sociedade civil e da imprensa. Os capítulos são resultado de um longo trabalho de construção de objetos sociológicos no bojo das dinâmicas e relações sociais constitutivas dos fenômenos da violência, do crime e das lutas sociais pela segurança cidadã. Ou seja, as conflitualidades contemporâneas. Há uma ênfase na internacionalização das realidades sociais interpretadas, desde o Rio Grande do Sul e outros estados do Brasil, até várias outras sociedades, como França, Inglaterra, Uruguai, Chile, Colômbia, Haiti, México, Estados Unidos e China.

Este livro foi organizado pelos professores doutores do PPGS: José Vicente Tavares dos Santos, Rochele Fellini Fachinetto, Alex Niche Teixeira, Leticia Maria Schabbach, Enio Passiani e Melissa de Mattos Pimenta.

Brasil: Múltiplas Identidades

Para compor a obra Brasil: Múltiplas Identidades, foram escolhidos, entre muitos possíveis, alguns Brasis que nos ajudam a pensar em identidades que dialoguem com as características do país e das quais possamos fazer uso para imaginar outros papéis no cenário global. O Brasil Criativo aborda o conceito de economia criativa como estratégia de desenvolvimento, ilustrada pelas transformações no âmbito das agências de comunicação e pelo processo criativo e mercadológico envolvido na gestão de blocos e escolas de samba cariocas. O Brasil Jovem traz um panorama que nos fala de diversidade identitária e nos permite pensar como se pode ser jovem e brasileiro em tempos globalizados. O Brasil na Novela reúne quem pesquisa, realiza e gosta de novela para abordar o produto cultural que fala sobre o Brasil e para o Brasil, todos os dias no horário nobre na TV. O Brasil visto de Fora traz convidados daqui e do exterior para refletir sobre a imagem do país na comunidade internacional. Ainda com um olhar “de fora”, o Brasil visto do Cone Sul conta com representantes da diplomacia, dos negócios, da cultura e do jornalismo para conduzir uma reflexão sobre as formas pelas quais as nações do Cone Sul pensam o Brasil. Um conjunto de identidades que tem como objetivo instigar o leitor disposto a refletir acerca do papel do Brasil no contexto global.

Contribui neste livro o professor doutor do PPGS: Raul Enrique Rojo;

Conflitos Ambientais e Controvérsias em Ciência e Tecnologia

Este livro é consequência de um considerável esforço de pesquisa acadêmica nos últimos dez anos, reunindo textos de pesquisadores que integram o Grupo de Pesquisa Tecnologia, Meio Ambiente e Sociedade (TEMAS). O que aqui é apresentado não representa respostas prontas às questões referentes à temática ambiental, mas abre um caminho verdadeiramente promissor à investigação socioantropológica nessa área. As grades de interpretação dos autores e autoras nesta coletânea são mobilizadas pela relação sociedade-natureza. Inseridas nessas grades, a construção do conhecimento científico e as interpretações das dinâmicas ambientais (sociedade + natureza) se apresentam com resultados muito particulares, cujo cruzamento resulta em questões estimulantes para a pesquisa, análise e ação sociais.

Contribuem neste livro os professores doutores do PPGS: Adriano Premebida; Lorena Fleury;

Este livro foi organizado pelo professor doutor do PPGS: Jalcione Almeida;

Globalization and the State in Contemporary Crime Fiction A World of Crime

Por que a ficção do crime se tornou um gênero global? Como os escritores usam a ficção criminal para refletir sobre a natureza mutável do crime e do policiamento em nosso mundo contemporâneo? Este livro argumenta que a globalização da ficção criminal não deve ser celebrada sem crítica. Em vez disso, ele olha para as novas formas e técnicas que os escritores estão usando para examinar os crimes e práticas de policiamento que definem um mundo em rápida mutação. Ao fazer isso, essa coleção de ensaios examina como a relação entre o crime global, o capitalismo e o policiamento produz novas configurações de violência na ficção criminal - e pergunta se o gênero pode encontrar maneiras de analisar e até mesmo de se opor a tal violência como parte de sua limitação necessariamente limitada Busca de justiça dentro e fora do Estado.

Contribuem neste livro os professores doutores do PPGS: José Vicente Tavares dos Santos e Enio Passani;

Alimentação Escolar Construindo Interfaces entre Saúde, Educação e Desenvolvimento

Esta obra é o resultado das aproximações empreendidas por diferentes atores com a alimentação escolar, cada um abordando-a a partir de suas experiências e trajetórias, teóricas e práticas, o que contribui para compor um panorama ampliado da temática. Neste sentido, este esforço coletivo resulta interdisciplinar, visto que o produto que se apresenta é a síntese de um processo de convergência de saberes diversos que possibilitou, em alguma medida, superar as fronteiras que desafiam a compreensão de temas complexos, como o que dá eixo a esta obra.

A alimentação escolar tem um importante papel interdisciplinar e intersetorial, dialogando com várias perspectivas e dimensões. É nessa direção que esta obra é apresentada, buscando explicitar as interfaces que vêm sendo construídas e as que podem ser configuradas e fortalecidas a partir da alimentação escolar, especialmente com os campos da saúde, da educação e do desenvolvimento.

 Contribui neste livro o professor doutor do PPGS: Sérgio Schneider;

Radiografia Crioula: Um diagnóstico político e social de Cabo Verde

Este livro foi planeado para se pensar a “crioulidade” cabo-verdiana como um processo de entendimento do presente que é sempre devedor da compreensão de um cúmulo de passados. Trata-se de uma radiografia que dá forma nítida aos contornos socio-históricos da realidade desse arquipélago cabo-verdiano. Nele se pensa as idiossincrasias de um continente que alberga a insularidade de Cabo Verde; propõe-se um olhar da génese da Nação e do Estado de Cabo Verde, debate-se os fundamentos da sua organização social e política. Reflete-se como as contingências da configuração do espaço político se vertem no atual desenho dos círculos de poder, em concreto no que concerne ao papel das elites político-partidárias e a morfologia do discurso público cabo-verdiano, escrutinando a postura da intelectualidade que o conforma. Também são debatidos a questão rural na relação direta do desenvolvimento local, a questão da violência como expressão de uma dada compreensão da “patologia” urbana, as práticas abortivas como problema social encoberto que merece ser desvelado, a música como alicerce estrutural da cultura de Cabo Verde.

Contribui neste livro o professor doutor do PPGS: José Carlos Gomes dos Anjos;

Dictionary of Caribbean and Afro-Latin American Biography

É uma grande obra de referência biográfica cobrindo a vida e os legados de notáveis afro-descendentes do Caribe e da América Latina, homens e mulheres de todas as épocas e estilos de vida. Este recurso inovador oferece cobertura sem precedentes da região através das vidas de seus povos.

Contribui neste livro o professor doutor do PPGS: Karl Monsma;

Metodologia em ciências sociais hoje: práticas, abordagens e experiências de investigação

O livro se constitui em uma colaboração inestimável para que a sociologia no Brasil e em outros países da América Latina amplie o debate sobre as variedades de técnicas, desenhos de investigação e modos de articulação entre teoria, análise e empiria. Obras desse tipo auxiliam o esforço de tornar a pesquisa sociológica um empreendimento ao mesmo tempo sistemático, coletivo, atualizado e criativo.

 Contribuem neste livro os professores doutores do PPGS: José Vicente Tavares dos Santos; Alex Niche Teixeira; Melissa de Mattos Pimenta; Marcelo Kunrath Silva;  Marília Patta Ramos;

Este livro foi organizado pela professora doutora do PPGS:  Rochele Fellini Fachinetto;

 

Metodologia em ciências sociais hoje: perspectivas epistemológicas, reflexões teóricas e estratégias metodológicas

Esta obra apresenta reflexões sobre a construção de conhecimento em ciências sociais; sobre a importância da teoria; sobre o papel da ciência social na contemporaneidade; sobre o caráter das categorias com que abordamos a realidade social; sobre os nossos modelos metodológicos; incluindo sua publicização; e sobre a construção do projeto de pesquisa e o uso dos dados, abrangendo tanto aspectos estratégicos quanto sua relação com dinâmicas políticas.

 Contribuem neste livro os professores doutores do PPGS: Enio Passiani; Soraya Maria Vargas Cortes; Raquel Weiss;

Este livro foi organizado pela professora doutora do PPGS:  Rochele Fellini Fachinetto;

 

Antropologia da ciência e da tecnologia: dobras reflexivas

Este volume se origina das interações e debates realizados na V Reunião de Antropologia da Ciência e da Tecnologia (V ReACT), ocorrida em maio de 2015 na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Esse evento teve como intuito debater o potencial e as contribuições da antropologia na construção de perspectivas analíticas acerca das ciências, conhecimentos, saberes, tecnologias e inovações. Os textos que compõem a coletânea estão organizados em três grandes temas de reflexão: “Antropologia como forma de exposição do social”, centrado num debate provocador sobre os fluxos e fronteiras entre os domínios de arte, ciência e antropologia; “Técnicas estabilizadoras em contextos controvertidos”, sobre o trabalho investido em e produzido por diversos artefatos das tecnociências; e, finalmente, “Modos de participar, modos de viver, modos de conhecer”, sobre as diferentes formas que cidadãos comuns forjam para participar em ou resistir contra os grandes empreendimentos da ciência.

Contribuem neste livro os professores doutores do PPGS: Guilherme Waterloo Radomsky; Lorena Fleury;

 

Paradoxos da segurança cidadã

Este livro reconstitui um campo intelectual acerca da violência e da segurança cidadã na América Latina, salientando as dinâmicas reprodutoras da violência – em suas formas econômicas, sociais, culturais e institucionais – e as dificuldades do sistema de justiça criminal em reduzir os crimes violentos e os homicídios. Na América Latina, no início do século XXI, muitos governos de centro-esquerda implementaram políticas sociais inclusivas e estratégias de política internacional orientadas pelo multilateralismo. No campo do controle social, entretanto, os mesmos governos acentuaram, em vários aspectos, políticas policiais repressivas, um judiciário penalizante e um aumento do encarceramento; ou seja, veremos aqui os paradoxos entre políticas de inclusão social e políticas de segurança pública repressivas.

Contribuem neste livro a professora doutora do PPGS: Rochele Fellini Fachinetto;

Este livro foi organizado pelo professor doutor do PPGS: José Vicente Tavares dos Santos;

 

A reprodução do racismo: Fazendeiros, negros e imigrantes no oeste paulista, 1880-1914

Procura-se entender como o racismo reemerge em novas formas depois de mudanças institucionais significativas, focalizando de maneira central as relações entre fazendeiros, imigrantes e negros no Oeste paulista após a abolição da escravidão. O livro argumenta que o racismo se internaliza no habitus do grupo dominante, que reflete e reforça instituições, redes sociais, rotinas de interação e representações racializadas. A análise se baseia especialmente na interpretação de sequências de interação conflituosa e nas histórias contadas sobre esses eventos por vários tipos de atores. Também explora processos ampliando as desigualdades, inicialmente pequenas, entre negros e imigrantes.

Este livro foi escrito pelo professor doutor do PPGS: Karl Monsma;

Dimensão Histórica da Sociologia: dilemas e complexidade

O objetivo de ''Dimensão Histórica da Sociologia: dilemas e complexidade'' é tratar da dimensão histórica da sociologia tendo em vista os aspectos teóricos, metodológicos e epistemológicos que fornecem recursos heurísticos ao entendimento da modernidade, do desenvolvimento capitalista, dos processos políticos e sociais e da modernidade brasileira.

Contribui neste livro o professor doutor do PPGS: Karl Monsma;

Construção de Mercados e Agricultura Familiar: Desafios para o Desenvolvimento Rural

O livro Construção de mercados e agricultura familiar: desafios para o desenvolvimento rural é uma coletânea que analisa os mercados como espaços de interação social que envolvem pessoas e organizações concretas, visíveis e identificáveis. O campo de observação empírico são os agricultores familiares, embora as empresas, as organizações sociais e demais agentes públicos e privados do setor agroalimentar também sejam abordados. As pesquisas sobre os mercados, agricultura familiar e desenvolvimento rural amadureceram nos últimos anos no Brasil. Reunir estudos e pesquisas que pudessem dar conta desses processos em um livro que analisa as mudanças sociais estão em curso no meio rural brasileiro tem sido uma demanda do público acadêmico. Não obstante, os formuladores de políticas assim como os agentes públicos e privados, e mesmo o público em geral, também vão se beneficiar da leitura deste livro.

Contribuem neste livro os professores doutores do PPGS: Marcelo Kunrath Silva; Paulo André Niederle; 

Este livro foi organizado pelo professor doutor do PPGS: Sérgio Schneider;

 

Juízes na encruzilhada

Nestes últimos anos a Justiça brasileira tem mudado provavelmente mais que em toda sua história. Daí provém a percepção de uma crise que colocaria os magistrados em face duma encruzilhada a respeito de cuja existência os autores dos diversos trabalhos reunidos neste livro se mostram, porém, prudentes preferindo prestar atenção às evoluções da profissão de juiz e examinar as suas incumbências.

Este livro foi organizado pelo professor doutor do PPGS: Raul Enrique Rojo;

Produção, consumo e abastecimento de alimentos: Desafios e novas estratégias

Este livro busca estimular reflexões sobre o modo como os alimentos e a alimentação podem promover novas relações. Conexões, e interações entre o rural e o urbano, entre agricultores, consumidores e gestores públicos, entre produção, distribuição e consumo.

Este livro foi organizado pelo professor doutor do PPGS: Sérgio Schneider;

 

Investigações Contemporâneas em Estudos Sociais da Ciência e Tecnologia

Foi lançado em outubro, durante o V Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade, no Rio de Janeiro, e no 39º Encontro Nacional da ANPOCS, em Caxambu, o livro “Investigações Contemporâneas em Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia”, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas – FAPEAM e apoiado pela FDB, UnB e RESCC. A obra é uma coletânea de artigos organizada por Adriano Premebida (UFRGS), Fabrício Monteiro Neves (UnB) e Tiago Ribeiro Duarte (UnB).

O livro é uma contribuição valiosa sobre o atual estado dos Estudos Sociais das Ciências e das Tecnologias no Brasil, reunindo pesquisas e produção científica atual sobre o tema. A obra aborda ESCT de maneira multidisciplinar, desde a sua história, os principais debates teóricos, estudos de caso, além de trazer tópicos como o efeito Casimir, biotecnologia, nanotecnologia, modelagem computacional, esforços científicos multidisciplinares, risco e tecnologia e ciência na mídia, dentre outros.

 

Emprego e Mudança Tecnológica no Brasil

O aumento do volume de empregos está diretamente associado ao crescimento econômico e ao adensamento e diversificação da matriz produtivas dos países. Entretanto, a geração de empregos de qualidade está associada à experiência tecnológica, aos tipos de ocupações e ao desempenho econômico dos ramos produtivos em que os empregos são gerados. Este livro analisa em que medida a dinâmica desencadeada pela mudança tecnológica está associada à qualidade do emprego, observando esse fenômeno a partir do caso do setor de telecomunicações no Brasil. Esse setor é tomado como ilustração empírica para fundamentar um amplo debate conceitual que busca ampliar o horizonte investigativo da sociologia do trabalho no Brasil.

Pesquisa em Desenvolvimento Rural - Aporte Teóricos e Proposições Metodológicas (Volume 1)

Constantemente estudiosos do mundo rural se veem confrontados com o imperioso exercício da multidisciplinaridade em suas pesquisas. É latente a necessidade de construir e testar diferentes métodos a partir de fenômenos rurais ou agrícolas. Cada vez mais se reconhece a importância de que novas metodologias sejam testadas e (re)constituídas a partir da realidade empírica. Este livro foi pensado para apoiar os estudiosos dos fenômenos rurais, apresentando-se assim como uma compilação de possibilidades teóricas e metodológicas aos interessados pelo rural lato sensu.

Pesquisa em Desenvolvimento Rural - Técnicas, Bases de Dados e Estatística Aplicadas aos Estudos Rurais (Volume 2)

O debate sobre métodos e técnicas de pesquisa nas ciências sociais possui longa trajetória. Nas últimas décadas, observa-se que os pesquisadores utilizam cada vez mais combinações metodológicas e uma variada gama de recursos para perseguir os objetivos de suas investigações. Particularmente para pesquisas relacionadas ao desenvolvimento rural, certo pluralismo metodológico tem sido constatado, contudo o uso métodos, técnicas e instrumentos diversos requer rigor e clareza.
 
Esta compilação apresenta um esforço significativo dos autores ao tentarem demonstrar, de maneira pedagógica, mas sem destituir a complexidade requerida para o estudo, qual a importância de uma dada técnica ou procedimento metodológico, como se utiliza em situações empíricas e quais seus limites. Ademais, pode-se afirmar que os autores de cada capítulo procuram responder o que é, qual a contribuição e como se operacionaliza determinada técnica de pesquisa aplicada em estudos rurais.
 
O livro, segundo volume da publicação Pesquisas em Desenvolvimento Rural, tem a intenção de subsidiar a discussão observando aspectos cruciais que fazem parte da artesanalidade do processo científico.       

Rede de inovação: a articulação do estado, empresa e universidade

Este livro oferece uma análise da inovação com base na perspectiva das redes, na qual a inovação é entendida como resultado da configuração da rede e das relações estabelecidas entre os diferentes atores que a integram – notadamente Estado, Empresas e Universidades. Para explicar a inovação, que deriva tanto de uma relação econômica como de uma relação social, é necessário apreender as dimensões políticas, sociais e culturais envolvidas. Esse foi o pressuposto para atingir o objetivo deste estudo: analisar a constituição de uma rede de inovação no Rio Grande do Sul e sua efetividade na promoção de uma cultura inovativa.

Controle e Disciplinamento da Força de Trabalho: Estratégias e resistências

As análises sobre o mundo do trabalho compõem um dos mais importantes campos da sociologia. Apesar das mudanças no sistema produtivo, com o desenvolvimento do capitalismo financeiro internacional, da valorização dos serviços em relação à indústria, da precarização das relações de trabalho e dos discursos sobre o fim do conflito de classes, a divisão entre capital e trabalho parece continuar tão irreconciliável como na sua descrição clássica na segunda metade do século XIX.
Esta obra de Lorena Holzmann enfrenta diferentes aspectos sobre o tratamento dado à força de trabalho no capitalismo contemporâneo, partindo de uma visão mais geral e teórica para chegar na análise de fenômenos concretos como a industrialização no Estado do Rio Grande do Sul e o estudo de caso da Metalúrgica Wallig em Porto Alegre.
Os três textos que compõem a publicação têm em comum a abordagem da organização do processo de trabalho como uma das estratégias do capital para o controle dos trabalhadores. O processo de trabalho é a dimensão mais imediata e concreta da relação capital/trabalho, na qual sua natureza conflituosa se manifesta como estratégias e resistências.

O poder do selo: imaginários ecológicos, formas de certificação e regimes de propriedade intelectual no sistema agroalimentar

Qual o poder da certificação para os produtos ecológicos e como os selos se relacionam com os regimes de propriedade intelectual no mundo em que vivemos? É possível afirmar que a certificação promove a autenticidade de produtos, verificando conformidades e chancelando propriedades imateriais, de modo análogo ao que é proporcionado pelo regime de propriedade intelectual? Estas e outras questões são exploradas neste livro. Os selos fornecidos pelas certificadoras de orgânicos têm o objetivo de atestar que os alimentos estão livres de agrotóxicos. Entretanto, a hipótese desta pesquisa é que os selos têm um papel ampliado. Além de fornecer certificados de credibilidade e autenticidade, eles são também uma forma de selecionar produtos e produtores, criar barreiras técnicas e de mercado. Este livro tem a intenção de promover este debate articulando diferentes teorias das ciências sociais sobre o fenômeno e fundamentando-se em pesquisa empírica sobre o tema. 

 

Porto Alegre: Transformações na ordem urbana

Este livro, escrito por 21 pesquisadores de múltiplas áreas e instituições acadêmicas, analisa as mudanças e permanências de Porto Alegre e sua Região Metropolitana nos últimos 30 anos. Organizado pelos professores Luciano Fedozzi, do PPGS, e Paulo Soares, do PPG, o Livro faz parte da Coleção "METRÓPOLES: território, coesão social e governança democrática" do Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT/CNPq). O livro resulta do projeto INCT Observatório das Metrópoles que há mais de 15 anos vem consolidando um trabalho em rede multidisciplinar, de produção de conhecimento científico, de metodologias e ferramentas para a pesquisa da questão metropolitana. A coleção é composta de 15 livros que tratam das transformações urbanas das principais regiões metropolitanas do Brasil no período 1980-2010, a partir da análise de temas como organização social do território, demografia, rede urbana, dinâmicas de metropolização, moradia, mobilidade urbana, governança metropolitana, bem-estar urbano, entre outros. 

O acesso gratuito ao livro por download no site

Trabalho: horizonte 2021 

O trabalho seja ele assalariado ou por conta própria, institucionalizado ou informal, coletivo ou individual, presencial ou a distância, continua ocupando um lugar central na produção da riqueza, na construção da identidade dos indivíduos, condicionando as condutas coletivas e as relações sociais. Globalização, reestruturação produtiva, ampliação da esfera de serviços e intensificação da composição técnica do capital, entre outros fatores, afetam de maneira rápida, profunda e contínua a esfera produtiva e os trabalhadores. O tempo não para e tampouco as transformações socioeconômicas. O que podemos esperar para os próximos anos? A intensificação do uso da tecnologia provocará maior desemprego? O microempreendedorismo anulará a informalidade? A economia criativa reduzirá ou aumentará a carga de trabalho? Podemos esperar melhores ou piores condições de trabalho? Nesta obra, renomados pesquisadores analisam de maneira original os temas candentes relacionados às transformações no mundo do trabalho. O objetivo não é vaticinar sobre o futuro, mas, com base na análise científica do presente, entender limites e possibilidades do trabalho na construção do bem comum.

O capital social no enfrentamento da violência entre jovens 

A violência no espaço escolar deixou de ser um problema apena das escolas e de seus professores. A sociedade assiste perplexa uma onde de violência cada vez mais presente no cotidiano escolar. E por isso as discussões sobre tal temática não podem se encerrar em meras descrições  do fenômeno, é preciso avançar a caminho de soluções. E é justamente neste sentido que esta obra visa contribuir. Para além das políticas públicas o capital social parece ser uma grande ferramenta para instituições e professores que assumem o desafio de lidar com a violência na escola.

Por trás da toga: magistratura, sociedade e política no Brasil hoje

O livro pretende através da abordagem diferenciada de sociólogos e politólogos dar conta de uma mutação social de primeira magnitude da qual somos testemunhas: a crise, deserção ou perda de legitimidade das figuras de autoridade que até pouco tempo atrás processavam e davam resposta a conflitos e demandas próprias do convívio em sociedade. Estes magistrados sociais têm sido substituídos pelos juízes que parecem ser em nossos dias as únicas pessoas legitimadas para imiscuir-se na vida alheia e dar resposta às antigas e novas demandas sociais. Por acréscimo, esse apelo à lei e aos magistrados togados não se limita a perseguir a resolução de conflitos privados, mas se transforma, frequentemente, em um recurso estratégico a disposição dos políticos e dos cidadãos. Os primeiros têm descoberto o Tribunal como um novo lugar para fazer política, enquanto os segundos se dirigem à Justiça não só para conseguir que uma experiência deletéria seja reconhecida como um agravo, mas também para satisfazer uma reivindicação política: convocar perante uma instância simbólica uma liderança partidária ou um alto funcionário que parecem não ter de “responsáveis” mais que o nome já que, de fato, nunca tiveram que prestar contas a ninguém por seu descaso à lei.

Editora Dom Quixote, 2014 

mais informações: www.editoradomquixote.com.br

Pesquisa social: abordagem quantitativa com uso do SPSS

A obra trata desde questões epistemológicas, as quais embasam o uso dos diferentes tipos de metodologia de pesquisa, até a especificação de técnicas estatísticas mais comumente usadas nas Ciências Sociais junto com os comandos do software Statistical Package for the Social Sciences.
 O objetivo do livro é ilustrar a utilidade dos métodos quantitativos, trazendo a demonstração de seu uso prático, com exemplos na área de Ciências Sociais, bem como com o uso mais pragmático das operações matemáticas que envolvem tais métodos. Além disso, o volume traz demonstrações práticas com uso de um software que foi criado para as Ciências Sociais: o SPSS (Statistical Package for the Social Sciences). O livro ajuda a desmistificar a ideia de que a distinção “quali-quanti” representa uma antinomia metodológica. 

Escritos Editora, 2014

mais informações: www.escritos.com.br

Protestos: Análise das Ciências Sociais

Espanto de uns, admiração de tantos ou indignação de outros, as recentes manifestações de rua que sacudiram as principais regiões metropolitanas do Brasil ainda carecem de análises mais profundas. Simultaneamente aos eventos, jornalistas policiais, comentaristas esportivos, apresentadores e âncoras de programas de variedades – neoespecialistas em multidão – se alçavam a definir categoricamente o que ocorria. Uma das preocupações recorrentes foi a tentativa de enquadrar o que estava acontecendo dentro da lógica preestabelecida: direita/esquerda, organizado versus espontâneo, contra isso ou a favor daquilo. Diferentes instituições do Estado, sindicatos, partidos, igrejas, mídias, grupos não formalizados disputavam a hegemonia de algo que ainda não estava plenamente conformado nem mesmo no palco dos acontecimentos. Com o distanciamento temporal, trabalhos sérios começam a surgir em diferentes campos do conhecimento, dos quais se espera o discernimento e a consciência capazes de interpretar adequadamente as dinâmicas sociais e políticas. É sobre o arsenal de possibilidades trazido pelas manifestações e suas interpretações que os articulistas presentes nesta coletânea se debruçam, oferecendo suas análises fundamentadas nas ciências sociais. Por diferentes perspectivas somos convidados a refletir sobre os eventos, seus protagonistas, suas circunstâncias e conjunturas, seus motivos ou interesses e seus desdobramentos. Certamente não é uma visão finalizada, tampouco uníssona, que enseja mesmo aqui visões distintas que permitem ao leitor formar sua própria opinião a respeito desse recente período de nossa história.

Rural Development and the Construction of New Markets

The book analyses newly constructed markets as nested markets. Although they are specific market segments that are nested in the wider commodity markets for food, they have a different nature, different dynamics, a different redistribution of value added, different prices and different relations between producers and consumers. Nested markets embody distinction viz-a-viz the general markets in which they are embedded. A key aspect of nested markets is that these are constructed in and through social struggles, which in turn positions this book in relation to classic and new institutional economic analyses of markets. These markets emerge as steadily growing parts of the farmer populations are dedicating their time, energy and resources to the design and production of newgoods and services that differ from conventional agricultural outputs. The speed and intensity with which this is taking place, and the products and services involved, vary considerably across the world. In large parts of the South, notably Africa, farmers are ‘structurally’ combining farming with other activities. By contrast, in Europe and large parts of Latin America farmers have taken steps to generate new products and services which exist alongside ongoing agricultural production. 

 

A Riqueza Desmistificada

Publicação bilíngue português-inglês, esta obra analisa as controversas dimensões da riqueza concentrada nas mãos de poucos indivíduos. A primeira parte aborda teórica e empiricamente o fenômeno em escala planetária. A segunda, analisa as peculariedades da concentração de renda no Brasil.
 
Mais informações:
 
 

Conflictos sociales, luchas sociales y políticas de securidad ciudadana

O livro Conflictos sociales, luchas sociales y politicas de securidad ciudadana (México: Editora UEAM, 2013) organizado pelo prof. J. Vicente T. dos Santos et al. foi lançado durante o XXIX Congresso da Associação Latino Americana de Sociologia - ALAS, 4 de outubro de 2013.
 

Olhares Contemporâneos - Sociologia: Trabalho- Ciência- Cultura - Diversidade

O livro “Sociologia: Trabalho – Ciência – Cultura – Diversidade” é coposto de uma coletânea de textos sobre os mais diversos temas sociológicos. O presente livro tem sua gênese no trabalho desenvolvido por pesquisadores que atuam junto ao Laboratório Virtual e Interativo de Ciências Sociais (LAVIECS-UFRGS), e pretende ser uma referência importante para o ensino de sociologia em diferentes níveis, desde a graduação até a pós-gradação. O volume aborda diversos temas fundamentais da sociologia, retomando discussões clássicas e contemporâneas: teoria e método nas perspectivas clássicas da sociologia; estratificação e desigualdade social; trabalho e sindicalismo; globalização e novas tecnologias; ciência, tecnologia e inovação; cultura, etnocentrismo e relativismo cultural; cultura de massa e consumo; educação e diversidade; políticas de Estado e direitos sociais; políticas públicas e a inclusão social. Neste livro, se fazem presentes uma série de textos já publicados em dois livros anteriores, já esgotados, lançados, ainda em 2013 pelo LAVIECS com o apoio do MEC-FNDE. Alguns textos estão na sua versão original, outros, retornaram aos autores e sofreram atualizações.
   

Sociologia e administração: relações sociais nas organizações. 

 
Este livro foi pensado para suprir as necessidades de um curso completo de Sociologia Aplicada à Administração, percorrendo um amplo espectro de temas clássicos e contemporâneos. Com o intuito de oferecer a professores e alunos uma obra que contemplasse conteúdos que consideramos essenciais ao tratamento do tema, professores de diferentes instituições foram convidados a colaborar com este livro, apresentando, assim, um rico e diversificado conjunto de visões, nem sempre convergentes, mas por isso mesmo, valioso. O objetivo desta obra é evidenciar as conexões entre a sociologia e a administração, procurando oferecer aos leitores um conjunto de categorias e conceitos, muitos dos quais advindos da sociologia, que lhes permitam pensar as organizações e a inserção no mundo do trabalho.

 

 
 

Trabalho,Emprego e Relações Laborais em Setores Intensivos em Conhecimento

Este livro reúne uma série de artigos abordando questões relacionadas a particularidades do trabalho na chamada sociedade do conhecimento. Um de seus objetivos é contribuir para ampliar o conhecimento sobre a realidade do trabalho, em especial, na modalidade de atividades high tech, a partir de análises que enfocam temas ou atividades ocupacionais muito pouco estudados na Sociologia do Trabalho, no Brasil. Além disso, três dos artigos abordam a realidade de outros países como, México e Canadá que, eventualmente, poderiam servir de fonte de comparação para estudos futuros sobre a realidade brasileira.  O leitor encontrará, assim, análises sobre setores de multimídia em Montréal, de software no México, sobre call centers no México e no Brasil, assim como sobre a indústria automobilística no Brasil e no México. Há ainda o tema sobre relações entre global e local, em especial, sobre sindicalismo global no setor de telecomunicações. O aspecto mais importante e que traz unidade e convergência aos diferentes artigos é a preocupação em questionar conceitos e perspectivas que fundamentaram as análises da realidade do trabalho no século passado, sob o predomínio de atividades fabris, em ambientes onde vigorava formas de organização baseadas no taylorismo e no fordismo.

 

Inovação, Territórios e arranjos cooperativos . Experiências de geração de inovação no Brasil na França

Bernard Pecqueur e Sonia K Guimaraes (org)

Demais autores: Claude Courlet, Laura Sabbado da Rosa, Cinara Rosenfield, Marilis Almeida, Sandro Ruduit Garcia, Marguit Neumann, Maria Alice Lahorgue e Gabriela Blanco

O livro reúne capítulos que discutem resultados de pesquisas realizadas por pesquisadores franceses (Grenoble), e brasileiros (UFRGS), abordando tópicos que, em termos gerais, debatem questões sobre a interação entre ciência, tecnologia, inovação e desenvolvimento local e regional. O objetivo foi o de conhecer  as estratégias de cada sociedade, contando com recursos distintos, face  às mudanças econômico-sociais atuais, em que conhecimento tornou-se fonte principal para a criação de riqueza.

 

Orçamento Participativo de Porto Alegre

O livro apresenta análise histórica de dados resultantes de investigação  com participantes do OP a fim de conhecer o perfil social, político e associativo, a avaliação que fazem do processo,percepções sobre questões relativas à cultura política e à introdução de inovações tecnológicas na participação. Resulta de parceria entre o Grupo de Pesquisa Democracia Participativa, Esfera Pública e Cidades (PPGS/UFRGS), a Prefeitura Municipal de Porto Alegre, por meio do Observapoa e o Núcleo Porto Alegre do Observatório das Metrópoles (ILEA/UFRGS). Estará disponível on line em breve no site www.observapoa.com.br.

 

 

A socidade Justa e Inimigos

ANTONIO DAVID CATTANI (ORG)

MARCELO DE OLIVEIRA (ORG)

 

Lançado o Livro A sociedade Justa e seus Inimigos organizado pelo Prof. Antonio David Cattani e Marcelo de Oliveira  (Instituto Justiça Fiscal). O livro aborda dimensões desconhecidas dos processos de concentração de renda e, consequentemente, de ampliação das desigualdades socioeconômicas.

Link para Sumário:

 http://www.tomoeditorial.com.br/?m=livro&cod_livro=733

Veja o Editorial do Le Monde Diplomatique de maio:

http://www.diplomatique.org.br/editorial.php?edicao=70

 

América Latina Interrogada

LAURA MOTA DÍAZ (ORG)

NESTOR COHEN (ORG)

ANTÔNIO DAVID CATTANI (ORG)

Este livro lançado no México em 2012 pela Miguel Angel Porrúa Editor, é o resultado do trabalho desenvolvido no  GT Desigualdad y Exclusión Social, da ALAS – Associação Lationoamericana de Sociologia, coordenado pelos professores Laura Mota (UAM-Mèxico,), Nestor Cohen (UBA-Argentina) e Antonio David Cattani (UFRGS-PPGS). A obra analisa os mecanismos de desigualdade e exclusão social no contexto latino-americano, abordando as formas de dominação e acumulação de riqueza que produzem a desigualdade econômica e social. São discutidas também as populações vulneráveis às formas de discriminação que reforçam a exclusão social. Entre as alternativas, são discutidas as políticas governamentais e seus limites

Link para o sumário: 

antoniodavidcattani.net/publicacoes/livros/america-latina-in

   

O Trabalho no Cinema (e uma socióloga na platéia)

LORENA HOLZMANN (ORG)

A proposta desta obra é abordar a relação dos personagens dos filmes com o trabalho – ou com a falta dele –, expondo suas dificuldades, suas lutas, vitórias, adesões, resistências, à luz das discussões da Sociologia do Trabalho. É com esse objetivo e da perspectiva da relevância do trabalho na sociedade contemporânea que é feita a leitura dos 23 filmes aqui comentados. Todos eles abordam o trabalho na sociedade capitalista, na sua origem ou na sua problemática contemporânea. Além da luta dos trabalhadores por direitos, do desemprego e dos grandes deslocamentos demográficos, são contempladas outras dimensões, como o predomínio de valores aéticos no mundo corporativo; o individualismo na busca de soluções ao desemprego; a condição, em geral ainda precária, da mulher no mercado de trabalho, sua vulnerabilidade frente ao poder masculino; a flexibilização da legislação laboral e a informalidade dos contratos, submetendo os trabalhadores ao arbítrio dos contratantes; a instabilidade e a insegurança quanto ao futuro pessoal e profissional, a prostituição, entre outro

 

   

Conflitos Sociais e Perspectivas da Paz

JOSÉ VICENTE TAVARES DOS SANTOS (ORG)

ALEX NICHE TEIXEIRA (ORG)

A violência como nova questão social mundial está provocando mudanças naquilo que conhecemos por Estado. Ao mesmo tempo, vêm à tona diversas formas de conflitos sociais, de violências e de situações vividas de injustiças que ameaçam as possibilidades da participação e da cidadania. As sociedades, muitas vezes, parecem aceitar a violência, incorporando-a como prática social e norma coletiva. 
Como reafirmar a soberania em um contexto de formas transnacionais de poder político? Poderia o multilateralismo como política externa superar tais assimetrias? 
Quais seriam as possibilidades de construção da paz no discurso político contemporâneo, superando as desigualdades e produzindo um respeito e reconhecimento do outro, sem exclusão da conflitualidade social?
Caminham nessa direção as contribuições deste livro, resultado de análise de experiências no Brasil, Chile, Colômbia e Uruguai com múltiplos enfoques teóricos. Desse amplo espectro de textos surge uma questão: estamos construindo uma cidadania transnacional ou mundial, marcada pela criação institucional e pela difusão e comunicação de práticas sociais, jurídicas e simbólicas inovadoras, fundadas na dignidade humana e na paz?
O esforço político e intelectual é perceber as pistas de outras dinâmicas da vida social, exercitar a mediação de conflitos e compreender as invisibilidades sociais produzidas pelos modos de dominação contemporâneos, políticos e simbólicos. 

Este livro afirma a necessidade de ressignificar o conceito de paz na perspectiva da construção da paz, local e mundial, reconhecendo o conflito como produtor de novas socialidades.
 

   

Riqueza & Desigualdade na América Latina

ANTONIO DAVID CATTANI (ORG)

Riqueza & Desigualdade na América Latina apresenta estudos orientados por uma perspectiva totalmente diferente daquela habitualmente aplicada nos estudos da pobreza do subcontinente. Focados nas classes abastadas de seis países (Argentina, Brasil, Chile Colômbia, Paraguai e Uruguai), estes trabalhos destacam elementos inéditos que auxiliam a compreensão das estruturas e relações de classe.  

Porto Alegre, Editora Zouk, 2010 - www.editorazouk.com.br