Atividades

Foto: Sergio Amaral/MDS – Flickr (CC BY-SA 2.0)

O Núcleo trata da prevenção das doenças crônicas não transmissíveis ou comunicáveis que são as doenças cardiovasculares (infarto, doença coronariana), os acidentes vasculares cerebrais, a hipertensão arterial, o diabetes mélito, alguns tipos de cânceres e a insuficiência renal crônica.

Todas estas doenças estão relacionadas ao sobrepeso e à obesidade, e podem ser prevenidas pela erradicação de seus 4 principais fatores de risco:

  1. alimentação não saudável;
  2. sedentarismo;
  3. uso abusivo de álcool e;
  4. tabagismo.

A prevenção deve começar nos primeiros anos de vida,  até mesmo no período pré-natal. Quanto mais precocemente se iniciarem as ações em relação a estes fatores de risco, mais chances haverá de se prevenir essas doenças.

O Núcleo desenvolve ações de prevenção de doenças crônicas não transmissíveis ou comunicáveis, que implicam necessariamente em mudanças no estilo de vida das famílias, para prevenção e correção precoces da ocorrência de sobrepeso/obesidade.

Sobrepeso/obesidade eram vistas como condições médicas, agora sabe-se que elas precisam ser olhadas num contexto social, porque decorrem de um distúrbio da sociedade e não de uma responsabilidade exclusiva dos pais. A sociedade precisa ser responsabilizada por oferecer excesso indiscriminado de alimentos obesogênicos, com excesso de açúcar, gorduras e sal, sem nenhum valor nutricional, a preços muito competitivos, enquanto alimentos saudáveis são muito mais caros proporcionalmente. A publicidade de alimentos dirigidos às crianças também não é regulamentada.

Professores e demais profissionais das escolas, pais e até mesmo as crianças precisam receber informações que os permitam fazer as escolhas adequadas para uma alimentação saudável. E é isso que nós nos propomos fazer nas nossas ações nas escolas.

Para demonstrar a necessidade de enfrentar, com medidas imediatas, tanto para os profissionais das escolas e para  os pais e principalmente para os gestores das áreas da educação e da saúde, a necessidade urgente de formulação de políticas públicas para a prevenção de doenças crônicas não transmissíveis nas escolas de educação pública de Porto Alegre, foi estruturada a avaliação antropométrica e da pressão arterial, com obter dados das crianças matriculadas nas escolas de educação infantil públicas da rede municipal de Porto Alegre, sobre a ocorrência de sobrepeso/obesidade e de hipertensão arterial.

Concomitantemente foram realizadas atividades, com profissionais das escolas das áreas pedagógicas e da nutrição e com os pais para discutir aspectos relacionados com alimentação saudável, os resultados da avaliação antropométrica, quanto a ocorrência de sobrepeso/obesidade e de pressão arterial normal e elevada e a relação com alimentação (excesso de açúcar e sal, principalmente).

Principais atividades do núcleo: