OCUPAÇÃO DE VAGAS OCIOSAS

OCUPAÇÃO DE VAGAS OCIOSAS

 

Base legal: Resolução CEPE 11/2013 e Resolução CEPE 13/2016, disponíveis em http://www.ufrgs.br/cepe/legislacao/resolucoes-normativas

 

O ingresso para ocupação de vagas ociosas nos cursos de graduação se dá através de três modalidades, a saber:

 

– Ingresso de Diplomado

Destinado a candidatos portadores de diploma de curso superior de graduação válido, na forma da lei, assim como a candidatos prováveis formandos ao final do semestre de realização do processo de seleção.

A divulgação de edital de disponibilização de vagas, com todas as informações sobre a realização do processo de seleção e as regras para participação, ocorre em cada semestre letivo, tendo em vista o ingresso no semestre seguinte.

 

– Transferência Interna

Destinada a alunos com vínculo na graduação da UFRGS (matriculados, em licença ou em afastamento, incluindo trancamento de matrícula) que desejam trocar de curso/habilitação.

O aluno requerente à Transferência Interna por recálculo do argumento de concorrência deverá ter ingressado no curso de vínculo atual através do Concurso Vestibular ou do Concurso SiSU. Alunos ingressantes através dos processos seletivos específicos de estudante indígena e de estudante PEC-G, possuem regramentos próprios de transferência.

A divulgação de edital de disponibilização de vagas, com todas as informações sobre a realização do processo de seleção e as regras para participação, ocorre em cada semestre letivo, tendo em vista o ingresso no semestre seguinte.

 

 – Processo Seletivo Unificado

O Ingresso através de transferência por Processo Seletivo Unificado destina-se a candidato aluno de graduação da UFRGS, ou de outra Instituição de Ensino Superior, matriculado ou com matrícula trancada, que já tenha sido aprovado, na sua Instituição de vínculo atual, no conjunto das disciplinas que compõem os dois primeiros semestres do seu curso de origem, no caso de curso semestral, ou no primeiro ano, no caso de curso seriado ou anual, no momento da inscrição neste processo.

O curso de origem do candidato deverá ser reconhecido ou ter autorização de funcionamento pelo MEC e ser idêntico (mesma denominação) ou assemelhado ao curso pretendido. No edital de cada processo é divulgada a lista dos cursos considerados assemelhados.

A divulgação de edital de disponibilização de vagas, com todas as informações sobre a realização do processo de seleção e as regras para participação, ocorre no segundo semestre de cada ano, tendo em vista o ingresso no primeiro semestre do ano seguinte.

 

IMPORTANTE:

Antes do lançamento do edital de cada um dos processos acima citados o DECORDI realiza consulta, através de e-mail, junto às Comissões de Graduação sobre a disponibilização das vagas ociosas existentes de cada curso.

As vagas ociosas passíveis de oferta são aquelas resultado de evasão escolar, ou seja, transferência interna para outro curso, abandono de curso, desistência de vaga, ingresso em novo curso pelo Vestibular ou SiSU e, ainda, vagas não ocupadas nos processos anteriores do Concurso Vestibular e SiSU.

O número de vagas ociosas existente no curso pode ser verificado no Portal do Servidor, através do seguinte passo: Portal do Servidor => Ensino Graduação => Comissão de Graduação => Informações Comissão de Graduação (COMGRAD) => Extravestibular => Distribuição de vagas => Clicar no botão “+”.

 

 

 

Oferta de vagas:

 

Conforme informado, antes do lançamento dos editais de cada um dos processos, por e-mail, às Comissões de Graduação serão consultadas. Se houver o interesse na oferta, a Comissão de Graduação deverá sinalizar o quantitativo de vagas a serem disponibilizadas em cada um deles no Portal do Servidor, através do seguinte passo: Portal do Servidor => Ensino Graduação => Comissão de Graduação => Informações Comissão de Graduação (COMGRAD) => Extravestibular => Distribuição de vagas.

 

 

Critérios de Seleção:

 

Após a disponibilização de vagas, devem ser definidos os critérios de seleção, também no Portal do Servidor, através do seguinte passo: Portal do Servidor => Ensino Graduação => Comissão de Graduação => Informações Comissão de Graduação (COMGRAD) => Extravestibular => Definir Critérios de Seleção.

 

Para transferência interna, os critérios são os seguintes:

 

  • Quociente entre a média obtida no CV pelo candidato, recalculada para o curso pretendido, e a menor média do último admitido no mesmo curso, considerando o grupo de ingresso do candidato no mesmo CV.
  • Entrevista cumprindo roteiro comum a todos os candidatos.
  • Prova Escrita e/ou Prática: informar o programa, os critérios de aprovação e a bibliografia para a prova;
  • Média Harmônica dos valores atribuídos aos conceitos, obtidos pelo candidato em todas as disciplinas no seu curso, conforme os índices do Ordenamento de Alunos (I3) para fins de matrícula. A ordem é decrescente.
  • Valorização do percentual de créditos do curso pleiteado que já tenham sido cursados, com aprovação, pelo candidato.
  • Prova Específica: somente para o curso de Música.

 

 

 

Já para Ingresso de Ingresso Diplomado, os critérios são:

 

  • Entrevista cumprindo roteiro comum a todos os candidatos.
  • Curriculum Vitae – Na inscrição
  • Prova Específica: somente para o curso de  Música.
  • Prova Escrita e/ou Prática: informar o programa, os critérios de aprovação e a bibliografia para a prova;

 

 

No que tange ao Processo Seletivo Unificado, o critério de seleção é uma prova escrita, elaborada e aplicada pela COPERSE.

Assim, o único procedimento a ser realizado pela Comissão de Graduação no Portal do Servidor é a disponibilização de vagas. Após, por e-mail, o DECORDI realizará consulta à Comissão de Graduação sobre os cursos a serem considerados como assemelhados para fins de inscrição de candidatos, assim como sobre a distribuição de questões da prova escrita por área do conhecimento, ressaltado que a prova é elaborada e aplicada pela COPERSE.

 

 

 

VOLTAR 

 

PÁGINA INICIAL