Geringonça e “O Aprendizado Lúdico” no Jornal da Universidade

Em matéria escrita por Vanessa Petuco entre diálogos com outros projetos de Extensão desenvolvidos na Faculdade de Educação (FACED/UFRGS), as coordenadoras Daniele Noal Gai (Gegingonça), Liliane Giordani (Lobogames) e Tânia Fortuna (Quem quer brincar?) relatam sobre seus Projetos de Extensão, a importância da ludicidade e sua influência na construção de aprendizagens, relações e afetividades.

Algumas ações do Projeto Geringonça nos seus dois anos de existência estão citadas, como hortas na Escola Mabilde e a mala itinerante que aproximava graduandos do projeto de professores das escolas da Zona Rural. Concluindo sua fala, Dani considera que “um jogo comprado ou fabricado pelo professor é importante, mas a brincadeira e um ethos do educador, ela faz parte da didática. Então, ela nem precisa estar em um material.”

Jogos e brincadeiras simples, divertidos, criativos, com materiais simples e com o corpo, interações, experiências, movimentos,… O Geringonça é uma brincadeira viva!

Confira o artigo na íntegra!

 

2 thoughts on “Geringonça e “O Aprendizado Lúdico” no Jornal da Universidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *