Foto: Gisele Endres
Notícia 15 setembro, 2016

Campus Litoral Norte apresenta projeto de Extensão no Salão UFRGS

No segundo dia (14) de tertúlias do 17° Salão de Extensão da UFRGS, foi apresentado o Projeto “Botos da Barra” pelas estudantes Dandara Dorneles e Bárbara Rocha. A Atividade de Extensão é realizada no Campus Litoral Norte e coordenado pelo professor e biólogo Ignacio Moreno.

Na Barra, uma região costeira do Rio Tramandaí entre os municípios Imbé e Tramandaí, acontece um fenômeno raro, visto apenas no local e em Laguna (SC): a pesca cooperativa entre botos e pescadores. Os botos encurralam o cardume de tainhas na margem do rio, fazem sinal com a cabeça e os pescadores lançam as tarrafas. Nesse momento, o cardume se dispersa, facilitando a caça pelos botos e aumentando a captura de tainha pelos pescadores artesanais.

Os animais frequentam a Barra do Rio Tramandaí há 60 anos e utilizam a área para se alimentar, socializar, descansar e criar seus filhotes. Apesar de estarem há bastante tempo na região, a população, inclusive acadêmicos, não tem conhecimento da sua presença. É o que comenta o coordenador do projeto: “muitos professores não sabiam da Barra e nem que tinham botos lá”. Porém, a relação dos botos com os pescadores já é muito íntima; os trabalhadores dão nomes a eles e os reconhecem pelas suas marcas, cicatrizes e manchas na nadadeira dorsal e no corpo.

Foto: Projeto Boto da Barra/Ceclimar/IB/UFRGS

Foto: Projeto Botos da Barra/Ceclimar/IB/UFRGS

As apresentadoras Dandara e Bárbara relataram que a pesca cooperativa é importante na região porque os pescadores locais vivem da atividade e estão passando por uma desvalorização da profissão. E, também, porque o boto é um dos animais em extinção no Rio Grande do Sul. Dessa forma, o Projeto “Botos da Barra” possui quatro principais objetivos: monitoramento dos animais, educação ambiental em escolas e em exposições, zoneamento da região da barra e fortalecimento da pesca cooperativa.

O projeto de Extensão já colocou placas informativas nas praias do local e também trabalhou a educação ambiental com os frequentadores e turistas da Barra. Outras ações que também pretendem realizar são novos cursos de capacitação entre a comunidade (comerciantes, salva vidas e pescadores), produção de material didático do Projeto e atividade de conscientização com os consumidores durante a Festa do Peixe (para valorizar a pesca colaborativa e sustentável do pequeno pescador ao invés de comprar peixe de grandes empresas que praticam a pesca predatória).

As tertúlias acontecem até esta quinta (15) no Salão de Extensão, das 9h até às 12h, no Prédio 43211 no Instituto de Letras, no Campus do Vale. Para conferir a programação acesse www.ufrgs.br/salaodeextensao/tertulias. Para conhecer mais sobre o Projeto de Extensão acesse a página no Facebook “Projeto Botos da Barra do Rio Tramandaí”.

Share this:

Notícias relacionadas:

Av. Paulo Gama, 110 - Reitoria, 5° andar - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul - CEP: 90040-060

divulgacao@prorext.ufrgs.br - +55 51 3308.3374 (Atendimento: 9h-12h e 14h-17h30)